Resultados diferentes trazem acertos e erros para quem classificou e para quem foi eliminado – Blog do Marlon
Mais uma vez, CSA e CRB param nas quartas-de-final da Copa do Nordeste
Disputa emocionante em um campeonato decepcionante

A segunda fase da Copa do Brasil trouxe resultados diferentes para CRB e CSA. O Galo avançou ao derrotar o Paysandu na Cururzu. Já o CSA que empatou com o Remo foi eliminado na disputa por penaltis

Para o CRB a alegria da classificação e a cota deR$ 1,7 milhão são importantíssimas para a nova direção. Para o CSA, a eliminação oferta menos investimento e uma pressão para a nova decisão destavez pela Copa do Nordeste.

Apesar destes cenários, nem tudo está bom para o CRB e não existe tudo ruim para o CSA. O CRB ainda sofre muito com a capacidade de definição e com a queda de capacidade física na etapa complementar. Em cima destas observações, cabe ressaltar que é melhor buscar a correção e o desenvolvimento com os resultados posiivos.

Já o CSA apresenta méritos no trabalho do técnico mozart. O time do CSA se mostra como uma equipe bem treinada e com uma construção de jogo muito positiva. O time enfrenta uma dificuldade em relação a várias contusões e aumenta uma pressão em função dos resultados obtidos em campo.

No final de semana, CRB e CSA terão a oportunidade de darem novos passos em busca de passos vitoriosos na Copa do Nordeste. Em caso de uma possível classificação, CRB e CSA irão disputar a semifinal da competição em um clássico que poderia ser colocado como o jogo mais importante dos últimos anos, apontando um dos dois na decisão da competição e já garantindo o futebol de Alagoas na decisão do título.

Paysandu x CRB: Galo vence e está na 3ª fase da Copa do Brasil

Imagem da alegria: CRB classificado! – Foto: divulgação CRB

O CRB iniciou o jogo com uma equipe bem escalada, priorizando a qualidade técnica, isto porque, Calyson, Lucão e Hyuri é o que o CRB tem de melhor no aspecto ofensivo e no meio com Claudinei, Jatobá e Diego Torres tornando o time regatiano equilibrado.. Logo no primeiro tempo, o Diego Torres perde uma excelente jogo após ter uma dificuldade de domínio. Após este fato, o Paysandu abriu o marcador na reta final do primeiro tempo. Mas as circunstâncias do jogo ajudaram. Se o CRB desce para o intervalo, perdendo o jogo, você vai ter se expor um pouco mais, mas não deu tempo, Diego Torres empatou o jogo. Logo no começo do segundo tempo, o CRB voltou com melhor leitura e mais qualificação, faz o segundo e teve pelo menos, duas ou três chances de fazer o terceiro, até por muito pouco não sofrer o empate, em uma jogada do Gabriel que girou e meteu no travessão.
Foi um CRB que mostrou consistência , mas que assustou o declínio fisico. Com 30 a 32 minutos, o CRB tinha vário jogadores acusando desgaste. É m ais uma preocupação para a decisão do próximo sábado contra o Bahia. Mas valeu a classificação, valeu a bolada financeira e o grande momento que vive o CRB e o Roberto Fernandes pois o time abraçou a ideia, se desdobra em campo e consegue os resultados principalmente. Se o desempenho e a eficiência em não marcar, ainda requer uma melhor qualidade, mas o time consegue os resultados, principalmente no começo de temporada e ai é melhor arrumar com os resultados do que arrumar perdendo.

CSA x Remo: eliminação em casa mas que não está tudo errado

CSA não coseguiu avançar na Copa do Brasil ccontra o Remo – Foto: Augusto Oliveira- ASCOM CSA

O CSA começa com uma dificuldade: o Remo marcava muito bem. O time alagoano mostrou paciência para rodar, para circular a bola até encontrar espaço e quando encontra o espaço, flui até o momento de finalização. Este momento não accontecia de forma eficiente. O Remo era perigoso, vertical e eficiente. Em dois lances quase abriu o marcador, uma com Dioguinho e outra co Gedoz. Darley fez inclusive a defesa do primeiro tempo até os 30 minutos. O CSA tinha posse, tinha qualidade, mas transformava isso, como vantagem, como finalização propriamente dita. Até que aos 35 minutos surge uma bola perfeita do Rodrigo Pimpão, dentro da mecanica que ele retraí como se fosse um lateral, faz uma bola de curva, por sobre o zagueiro, Dellatorre já sabe que ele vai mandar a bola ali, ameaça ir na disputa, sai por fora, ganha a disputa do zagueiro e faz 1 a 0 para o CSA.

Diferente do primeiro tempo, o CSA inicia o segundo tempo com imposição., chegando logo com um minuto de jogo chegando com perigo, depois com uma cabeçada do Aylon e ainda com uma falta com muita força cobrada pelo Marco Tulio. Ai parou ai, o momento ofensivo do CSA.

Aos 14 minutos foi quando o Mozart resolveu fazer dois volantes, um ao lado do outro, Geovani e Silas, tira o Aylon e deixa o Gabriel mais avançado. Nesta alteração, o CSA perdeu o corredor central. O Gabriel que ditava o ritmo sumiu do jogo, pois tinha uma mecânica de fazer diagonal para fora, do centro para o corredor direito, onde dobrava com o Pimpão e ai ultrapassava com Norberto, mais isto não funcionou e Silas estava completamente sem sintonia. O Remo ganhou terreno, pressionava o CSA e mandou no segundo tempo. Mesmo com os dois zagueiros em uma noite muito inspirada, o CSA sofreu o gol em uma falah individual. Anderson Uchôa bateu de fora, , Darley falha e o Remo empata a partida. Logo depois Geovani acaba expulso, em um lance que não achei lance para expulsão. A regra fala que o cotovelo acima do ombro é para usar o cartão, porém neste lance, o Lucas Siqueira encaixa o antebraço no perscoço do Geovani, o jogador do CSA encaixa as costas no jogador do Remo e solta o braço, atingindo o jogador Lucas Siqueira.

Se o CSA já era deficiente ficou pior. Ainda veio para o jogo Bruno Mota, muito mais para bater pênalti e se viu o time torcer para as penallidades. O que caracterizou a cobrança dos pênaltis foi a eficiência e a precisão até que o Vitor Costa na sexta cobrança, colocou por cima e o Remo assegurou a classificação.

  • Roberto Evandro

    Eliminadoooooooo Eliminadoooo

  • Miral

    É assustador o fraquíssimo preparo físico desse time do CRB. No segundo tempo falta força até pra finalizar, mesmo chegando na área adversária.
    Ainda bem que pegou o Paysandu, atualmente um time fraco.

  • Ivo

    Foi sim, foi não, esse é o comentário dos jogos, segundo o raciocínio do comentarista. O Galo vem de uma temporada cheia, fazendo bons resultados e o comentarista apontando deficiências. Paciência, não vejo ninguém atingindo esse patamar, mas vrjamos: primeiro no alagoano, classificado na copa do Nordeste, e na terceira fase da copa do Brasil, isso no início do ano, querer o time com o preparo físico até o fim do jogo 100% e um sonho que não passa por minha cabeça. Basta classificar, que for perfeccionista continue, deixe que o Galo vai avançando igual ao passo do gado, um após o outro. O perfeito vai ficando pelo caminho. Da-lhe Galo…

  • André

    Me desculpe o comentarista, no entanto, o CSA não mostra esse futebol visto por você. É um time que o treinador não sabe alterar o modo de jogar. Já está manjadinho por todos esse esquema atual.Tirando o jogo contra o Bahia( foi uma vitória que ninguém esperava,). Nos demais jogos com times que vão disputar a série B não venceu nenhuma. Não tem time para competir na série B. Está indo pelo mesmo caminho de 2020, não ganhou nada e esse ano do jeito que vai indo parece ser pior. O presidente disse numa emissora que o elenco é bom e não tem pretensão de fazer novas contratações, só vai pensar depois dos resultados contra o Fortaleza e CRB. Depois da casa arrombada será tarde.

  • Almeida

    Pergunta ENEM 2021

    Qual time não tem CT, Categorias de Base, Almoço e nem 1.700.000,00 na conta, ainda teve a camisa barrada no Maracanã?

    a) ASA
    b) CRB
    c) Náutico
    d) Confiança
    e) Nenhuma das alternativas

  • MÁRIO JORGE dos Santos

    Entendo que vimos jogos diferentes , não vi essa construção positiva do azulão da mata do rolo, atabalhoado pelo meio sem criatividade alguma e dependendo de chutoes para o centroavante, me desculpe.

  • Azulão

    A questão é que o atual presidente tirou o azulão do ostracismo e o colocou na vitrine do futebol acha que pode tudo , contratar e dispensar quem é quando quiser sem ligar pra torcida, se acha o dono do azulão. Ele pode muito, mas não pode tudo.

  • Anônimo

    A questão é que o atual presidente tirou o azulão do ostracismo e o colocou na vitrine do futebol acha que pode tudo , contratar e dispensar quem é quando quiser sem ligar pra torcida, se acha o dono do azulão. Ele pode muito, mas não pode tudo.

  • Pedro Filho

    Vejo o cêsiá como um dos piores times que já vi jogar. Não acho que seja isso que o no obre comentarista diz

  • roberto evandro

    bom resumindo o csa e muito bom e o crb e fraquissimo

  • Ronan

    Boa tarde, Marlon!

    Meu nome é Ronan e escrevo em nome do portal FlashScore.com.br. Acredito que nossa audiência terá bastante interesse no seu conteúdo e, por isso, gostaria de convidá-lo para uma troca de links.

    Estou à disposição para conversar a respeito.

    Abraços e obrigado.

  • Azul $ Branco

    GRANDE BOSTA O CRB ……