Intenso e estratégico, CRB vence Guarani e assegura permanência – Blog do Marlon
Irreconhecível, CSA sofre derrota desastrosa para o Paraná
CSA cauteloso e no G4; CRB mortal e virtualmente assegurado

Diego Torres foi o dono do jogo na vitória que assegurou o CRB na Série B – Foto: Douglas Araújo – ASCOM CRB

Ufa! Alívio para o torcedor do CRB. Ao vencer o Guarani por 2 a 0, o CRB chegou aos 46 pontos, com três vitórias seguidas e assegurando a permanência para Sériee B para a temporada 20201.

Pela primeira vez na temporada, o Galo chegou a três vitórias consecutivas, evitando e afastando qualquer risco de rebaixamento. O torcedor – e, o clube, não tem muito o que comemorar e, sim, sentir alívio por se afastar de uma clara possibilidade de rebaixamento.

É necessário que o clube aprenda com os erros da temporada e que consiga sair fortalecido da mudança que acontecerá no comando executivo do clube.

O jogo tático

Luidy apareceu pouco no jogo, mesmo assim, colocou uma bola na trave – Foto: Douglas Araújo – ASCOM CRB

CRB começou o jogo contra o Guarani mantendo a sua formatação e com posse de bola jogando no 4-1-4-1, sem posse Diego Torres baixa um pouco mais e ele é o jogdor responsável por fazer, explorando a profundidade , principalmente dos extremos ou Lucão fazendo o pivô, organizando o CRB vindo de trás com velocidade e dinâmica.

O CRB começa o jogo com uma intensidade impressionante, muito grande que o CRB colocou logo no começo do jogo, talvez o Galo tenha adotado isso como estratégia que prevaleceu para que o Guarani ,, que vem de um surto de COVID-19 não ter aguentado o 2º tempo. No primeiro tempo, a intensidade na troca de golpes foi de ambos os lados e a etapa inicial terminou empatada.

Foram duas bolas na trave do CRB, com Lucão e Luidy, enquanto o Guarani colocou uma com Murilo Rangel e primeiro tempo terminou com um jogo muito bom de se assistir, jogo que teve 18 finalizações, sendo que o Guarani acertou no alvo quatro de dez, enquanto o CRB acerto apenas uma de oito.

O segundo tempo trouxe o CRB com duas modificações para o retorno. Roberto Fernandes novamente optou por uma dobra de corredores com a saída de Luidy, que mandou uma bola n trave e depois sumiu e a saída de Régis. Entraram Lucas e Bill. O CRB voltou com intensidade, logo noo minuto inicial já finalizando até que o Guarani foi sentindo o golpe. Rangel e Bruno Sávio permaneceram no jogo e visivelmente desgastados não foram substituídos, Cristovão seguiu como zagueiro central, quando é lateral de origem e o CRB foi apertando, aumentando o ritmo, com entrada de Robinho e com adiantar de Diego Torres e a entrada de Wesley, Diego ficou mais liberdade e de transformou no destaque do jogo. Até que na cobrança do escanteio, Torres colocou com ‘ás mãos’ na cabeça de Gum para o Galo abrir o marcador: 1 a 0.

O gol foi decisivo para o CRB assegurar a vitória e sua permanência. Agorá é ver qual o planejamento do CRB para a próxima temporada, inclusive com a permanência do Roberto Fernandes, que se qualificou para isso. Ele mostrou uma qualificação bem diferente, pois nem Marcelo Cabo, nem Ramon Menezes, conseguiram ao conseguir três vitórias seguidas e cinco jogos vencer quatro, perdendo apenas um para o líder e fora de casa.

Esperar que o CRB tenha aprendido com os erros deste ano, pois o CRB teve muitos recursos, mas faltou tomada de decisão e agilidade principalmente quando perdeu as peças importantes para a equipe e a decisão foi um tanto quanto lente, passou um mês para trazer um centroavante para depois trazer três.

Craque do jogo Diego Torres

  • ivo

    Bom, muito bom o jogo de hoje! Meus parabéns ao PARANÁ, uma bela exibição, uma lição na caranguejada, que provavelmente hoje não dorme de tanta cabeça enxada kkkkkkkkk, 2×0, continue sonhando, porque a realidade doí, fere e machuca kkkkkkkkk engulam o choro, a noite hoje será longo e o dia amanhã será noite, o que será que vão dizer, Lula RS, Preá sem toca, Cardoso, Gustavo, e outros caranguejos? Vamos aguardar ….. até a proxima……!!!!!

  • José A de Oliveira

    CRB segurou a permanência mas ainda tem chances de chegar ao G4, basta manter essa pegada de 80% em cinco jogos. Mas o CRB tem um problema antigo, sempre que consegue segurar a permanência ele tira o pé do acelerador. Diferentemente do CSA que cresce quando tem chances de subir ou ganhar título Nacional. Se o CRB conseguir vencer o Operário vai diminuir para três pontos a diferença para o quarto colocado que é o CSA, numa diferença que era de onze pontos a três jogos atrás. Jogadores tem que pensar grande, diretoria tem que manter o técnico e a base dos jogadores e incentiva-los. Se os jogadores mantiverem essa motivação CRB pode conseguir um milagre, se vencer todos jogos acho que sobe. Está na mesma situação dos outros que estão na frente, ninguém pode pensar em perder. A vaga será disputada na última rodada pra quem chegar lá com chances. Quem vir de trás vai chegar com mais ânimos.

  • Luiz Gustavo

    Nosso campeonato continua Ivo e roteirenses, continuamos no G4 da competição. Vamos fazer valer nosso mando de campo na próxima partida simples assim, saudações Azulinas do Maior de Alagoas.

Deixe uma resposta José A de Oliveira
Cancelar reply