Vitória do estudo contra o senso comum – Blog do Marlon
CRB tem situação difícil na briga para evitar rebaixamento
Enfim veio uma vitória!

Imagem que vem sendo repetida: jogadores possam para foto – Foto: Augsuto Oliveira – ASCOM CSA

O CSA derrotou o Vitória por 3 a 0. A sinalização perfeita dada pelo técnico Mozart Santos mostrou a necessidade do estudo e do conhecimento dos aspectos que cercam o futebol. O senso comum questionou a escalação, xingou as escolhas do treinador e precisou engolir a desconfiança pela vitória tão importante.
Mozart mostrou na escalação a necessidade do time vencer, colocou uma equipe mais leve e voltada para a vitória. As cobranças antecipadas do torcedor baseadas em suas preferências não levam em conta as variáveis de um trabalho, como rendimento, desgaste, estratégia, estudo do adversário e características apresentadas para a partida.
O técnico azulino fez mais um golaço.

O jogo tático

Escalação do CSAbastante ofensiva para o jogo contra o Vitória – Imagem: Tatical Pad – Marlon Araújo

O CSA na sua escalação já trazia um feedback claro daquilo que ele queria. Mozart sinalizava um time mais leve, rápido e com dois meias no corredor central, com Gabriel mais a direita, Nadson pelo lado esquerdo e Geovani mais centralizado. Era o time azulino que já sabia da derrota do Juventude e que não tinha nada a perder dentro da competição. Agora só resta vencer e vai para cima de um adversário que estava fragilizado.
O jogo começa e o CSA logo aos quatro minutos já abre o marcador com Rafael Bilu após uma assistência de Rodrigo Pimpão. Com esse gol, o CSA oferta a posse de bola para o Adversário , que tem volume, posse , mas não finaliza sequer uma vez no gol do goleiro Thiago Rodrigues. Só o Eduardo ainda tentou uma finalização por sobre do gol. Por outro lado, o CSA tinha chances com Paulo Sérgio, com Pimpão, sem aproveitá-las para ampliar o placar.
Vieram as contusões. CSA perdeu Bilu e Diego Renan e trouxe Andrigo e Rafinha. No finalzinho do 1º tempo, o CSA consegue fazer justiça a maior quantidade de chances e chegou ao segundo gol. Lance de um erro do goleiro rubro negro que após a cobrança de escanteio de Nadson, o goleiro rebate a bola , dando um soco, a bola bate em Rodrigo Filemon e entra. CSA 2 a 0.

Mazola mudou a formação do rubro negro para o segundo tempo – Imagem: Tatical Pad – Marlon Araújo

Veio o segundo tempo e o Vitória veio modificado. O time passou a jogar em 3-4-2-1 ou 3-4-3, como queiram. Ele fez três zagueiros, Mauricio Ramos, Wallace e João Vitor – , projetou os alas com Matheuzinho como ala direito, os dois volantes permaneceram Lucas Candido e Guilherme Rend, e do lado esquerdo , o Rafael Carioca como ala , com dois meias a frente desta linha de quatro, tendo Marcelinho e Thiago e na frente o Léo Ceará. Isto deixava o Vitória com um linha de cinco quando o CSA atacava e com isso, o time azulino não encaixava a marcação e as vezes o corredor central ficava com três jogadores azulinos contra quatro do Vitória. A partir do momento que o CSA entendeu a mecânica do Vitória, o time não foi mais envolvido.

Baixando as linhas e com ajuda fundamental no momento defensivo de Nadson e Paulo Sérgio , Csa faz 2linhas de 4 e ocupa os espaços e encaixa defesa e vence sem maiores sustos – Imagem: Tatical Pad – Marlon Araújo

O CSA baixou mais as linhas, trouxe os extremos por dentro, flutuando e compactando mais o time. Até que depois, o CSA ainda conseguiu uma bola roubada por Paulo Sérgio, com Nadson finalizando e chegando ao terceiro gol. O CSA tinha o controle do jogo e Mozart poupou até alguns jogadores, como Geovani, por exemplo, que tinha dois cartões amarelos já pensando no jogo contra o Sampaio Corrêa.
O CSA ainda foi vacilante em pelo menos duas saídas de bola e Thiago Rodrigues fez duas belas defesas, mostrando que o time está seguro com a sua opção.
Craque do jogo: Nadson
Garçom Rodrigo Pimpão
Melhor treinador Mozart Santos

  • Garcia Heleno

    Showwwwww! Teve muito peru 🦃 engolindo o que disse antes da bola rolar kkkkkkk Mozart deu aula

  • Miral

    Como dá prazer ver o time do CSA jogar. G4 e Série A é só questão de tempo, mais uma ou duas rodadas.
    Já assistir aos jogos do CRB…só pra quem é masoquista mesmo, uma desgraça.

  • Miral

    Bastante didática a sua exposição tática no triunfo maiúsculo do CSA sobre o Vitória. Parabéns pelos comentarios! Parabéns técnico Mozart pelo trabalho! Avante Azulão!

  • Luiz Gustavo

    Foi uma vitoria maiúscula do Azulão, o sistema de jogo bem definido e resultado veio normalmente, no segundo tempo controle do jogo e roda o plantel. Feliz Natal Azulinos.

  • Carlos

    Abraço Ivo! Um Ano Novo tudo Azul pra você!!!

  • Gedson kbça

    marlon deixou de lado esse blog….pois ainda espero a sua opniao e a leitura da derrota do crb praco América mg