CRB começa mal, corrige, compete mas é derrotado pela Chapecoense – Blog do Marlon
CSA empata com Cruzeiro: bom para permanência, ruim para o acesso
CSA tem vitória importante que ‘assegura’ sua permanência na B e lhe dá o passaporte para brigar pela A

CRB compete, busca empate após tomar 2 a 0, mas acaba derrotado – Foto: Márcio Cunha

Poucos acreditavam em um bom resultado do CRB ou até mesmo um jogo competitivo. Afinal de contas cinco jogos sem vencer, três sem marcar gols , enfrentando o time lider da competição. Juntou-se a isto tudo, oito minutos muito ruins da equipe e que neste curto período, o CRB já perdia por 2 a 0. Nestas condições, o cenário era o pior possível e o Galo corria um risco de uma goleada histórica.

Mas a partir de correções feitas pelo próprio Ramon Menezes, que mais uma vez inventou em trazer Hyuri pelo lado – corrigiu e assegurou o CRB mais equilibrado. Após estancar a sangria inicial, o CRB competiu no segundo tempo, chegou ao empate, mas logo depois, tomou o terceiro gol que viria a ser o gol da vitória do time catarinense.

A situação do CRB no campeonato começa atingir uma complexidade. Sem os jogos deste domingo, o CRB está a cinco pontos da zona de rebaixamento e a depender os jogos pode diminuir esta diferença para quatro pontos. A pressão aumenta sobre o técnico Ramon Menezes e o time vem para dois jogos decisivos em casa, contra Paraná e Botafogo.

Alerta ligado contra o rebaixamento e com duas decisões fundamentais para o CRB se tranquilizar na competição.

O jogo tático

Anselmo Ramon (9) flutua, sai da referência e abre possibilidades de passes em diagonal : CRB tomou dois gols nesta organização ofensiva da Chape – Imagem: Tatical Pad – Marlon Araújo

Um primeiro tempo que começa com a escalação equivoca pois ele traz o Hyuri como ponta mesmo com extremos no banco e trouxe o Luis Paulo como lateral esquerdo. Critiquei o estudo de jogo do adversário. Quem acompanha a Chapecoense que uma das jogadas principais é criar espaço nas costas dos volantes para o Anselmo Ramon ataque e quando ele domina esta bola, acione as diagonais e os extremos Aylon e Mike – neste jogo, pois normalmente são Mocelin e Aylon.

Então o CRB pagou para ver e com três minutos, a jogada aconteceu. Anselmo Ramon sai, os zagueiros não acompanharam, pois marca por zona e ele fica livre para acinar o Mike e a Chapecoense chegar a 1 a 0. Depois disto ainda teve outra jogada, teve outra jogada que o o centroavante da Chape fez a mesma coisa, só que ao invés de usar o passe em diagonal, fez o passse de maneira lateral, Aylon entrou chutou e por pouco não faz o segundo gol. O grande detalhe é que a linha de quatro do CRB marca zona e esta marcação tem como referência o espaço e quem cai naquele espaço a marcação pega. Mas era preciso ter um entendimento de marcação mista, zona com perseguições individuais dentro da zona ou perseguiçãao individua para quando o Mike sair, o lateral acompanhar ou quando o Anselmo Ramon sair um zagueiro acompanhar e assim não facilitar as ações ofensivas. Isto só aconteceu quando aconteceram as substituições.

Após mudanças, CRB travou a principal criação ofensiva da Chape. Hugo (16) entrou muito bem e com personalidade equilibrou a marcação e ainda fez uma linda assistência para o gol de Lucão

Mas em oito minutos, a Chapecoense já estava vencendo por 2 a 0. Depois das substituições, o CRB equilibrou o jogo, Ramon tirou Hyuri, que é uma invenção jogando pelo lado, e trouxe o Iago Dias , o CRB passou a atacar, equilibrou mas não com eficiencia para modificar o cenário.

Veio o segundo tempo, tirou Diego Tores sem produção nenhuma, trouxe Jatobá e fez um corredor central mais agressivo, mais dinâmico, adiantou as linhas e sufocou a Chape. Até que com pouco tempo, chegou ao empate em uma penalidade muito bem batida pelo Wesley e logo depois em uma linda assistência de Hugo, Lucão marcou e igualou , empatando o marcador.

Então brilhou a estrela do técnico Umbertou Louzer que após o gol de empate trouxe três substituições e rapidamente, a equipe cresceu ofensivamente e logo dois minutos, onde dois jogadores que haviam entrado, protagonizaram o gol da vitória. Foguinho invade a área, se protege da Carlos Jatobá e com um toque por cobertura faz um lindo gol garantindo a vitória da Chapecoense.

Garçom: Hugo (CRB)

Melhor jogador: Wesley (CRB)

Melhor treinador: Umberto Louzer (Chapecoense)

  • Antônio R.

    Tô esperando as rosinhas do melhor de roteiro, comentar esse último jogo, porém vale salientar quê no primeiro turno, nessa mesma altura do campeonato o melhor de roteiro tinha 23 pontos, enquanto o AZULÃO tinha 4 pontos, passado os jogos, agora o AZULÃO já tem 44 pontos e o melhor de roteiro só tem 34 ou seja, de lá prá cá o AZULÃO já ganhou 40 pontos, enquanto o maior de roteiro só ganhou 11 pontos, olha a diferença

  • José A de Oliveira

    CRB mas uma vez levando um passeio da diretoria do CSA, que também teve problemas mas soube agir cirurgicamente tirando quem não rendia e trazendo bons reforços, CRB demorou demais pra trazer centroavante, numa diretoria competente Léo Gamalho não teria saído, já que saiu devia ter contratado logo o substituto mas não fez, Lucão é um ótimo centroavante mas chegou tarde. Perdeu o treinador trouxe esse fraquíssimo Ramom, com ele Diego Torres voltou a ser medíocre no meio de Campo. Lamentável uma pessoa passar 10 anos numa diretoria e não aprende nada com os erros. Se não cair para série C, próximo ano vão cometer os mesmo erros, perderá novamente os destaques durante a competição e não vai substituir a altura. Lembra do caso do treinador do CSA quando estava na zona do rebaixamento, ali eu pensei, se esse indivíduo fosse inteligente ficaria caladinho cuidando da equipe dele mesmo sabendo dos problemas dos outros, quando o problema for na equipe dele talvez não tenha competência para resolver. Dito e feito.

  • marciano SILVA

    TIRA ESSE TREINADOR ANTES QUE SEJA TARDE DE MAIS, VEJA ONDE ELE DEIXOU O VASCO

  • Miral

    Só tem um jeito: manda o Marcos Barbosa e equipe fazer um estágio com a diretoria do CSA. Vai ter muito a aprender.

  • Luiz Gustavo

    ATUALIZANDO 14º o time do roteiro em queda livre, se não vencer o Paraná é fogo.
    demissão do técnico e ai pega fogo de vez….

  • Cardoso

    O maior de roteiro, tem duas babinhas pela frente o Paraná que não ganha uma partida e o Botafogo rebaixado, aí vai ganhar esses dois joguinho e vai escapar da degola.

  • Almeida

    RESUMO CSA NA SÉRIE A:

    1) MÜLLER: “O que o CSA vai fazer na série A”
    2) EDMUNDO: “CSA é um time MEDÍOCRE, não vai ganhar de ninguém”
    3) RENATA FAN: “CSA já está rebaixado na primeira rodada”
    4) MILTON NEVES: “CSA é um time simpático, mas será rebaixado antes da décima rodada”
    5) RAFAEL TENÓRIO: “CSA é um time de pessoas derrotadas”
    6) GOLEIRO JORDI: “Falta almoço e até talheres pro jogador se alimentar”
    7) ARGEL FUCKS: “CSA é um time pequeno, de pouco investimento. Falta campo pra treinar e falta até água”
    8) TORCEDOR AZULINO: “Vergonhosamente o torcedor do CSA teve que tirar a camisa pra entrar no Maracanã”

    OBS: O TIME CAIU 2x PARA SEGUNDA DIVISÃO DO CAMPEONATO ALAGOANO.

    Precisa de mais o quê pra mostrar que esse clube é PEQUENININHO? BANDO DE AZULETES.

  • Luiz Gustavo

    Almedinha querido e vcs quandio jogará uma série A, quanta inveja, fica puto não….
    faltou o Alô Zezé. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Deixe uma resposta Almeida
Cancelar reply