A solução precisará vir de cima. Alô, CBF onde está a decisão? – Blog do Marlon
Precipitação não explicita divergência: RTs estão juntos e misturados
Resistência sem apoio é enfraquecida

Todos os envolvidos no futebol estão sem rumo. Não há prazos para retorno, respostas para os mais diversos questionamentos, caminhos para resolução de problemas.

A palavra mais usada neste momento é protocolo. Mas se o necessário é organizar um protocolo, entendo que a solução para os campeonatos estaduais precisaria vir de um ‘protocolo’ estabelecido pela CBF.

Não existe sentido em voltar um estadual em Estado A e o Estado B não ter como definir o campeão. A CBF precisaria determinar uma regra que não teria campeão estadual em nenhum lugar do país ou estabelecer que o futebol recomeçaria a partir dos estaduais para todos os estados, como regra, protocolo básico.

A CBF já mostrou que não deverá intervir nas federações. A maior mostra disto foi dada na hora da suspensão das competições quando a entidade apenas suspendeu as competições que ela promove. Deveria – já naquele momento – paralisar todas as competições.

Outro detalhe importante para a sobrevivência das equipes que disputam os estaduais está na decisão da CBF ajudar financeiramente apenas as equipes que estão disputando o Brasileiro, ou seja, aqueles que tem voto, os eleitores nos pleitos da entidade. Os outros times – e, são a maioria – não receberam nenhuma ajuda, foram descriminados.

Rogério Cabloco perde uma oportunidade de mostrar para todos que fazem o futebol que não é um mero executor da cartolagem banida do futebol.

As diferenças entre estados, com um indicando o campeão em campo e outro sem conseguir faze-lo criará uma enorme instabilidade no futebol brasileiro. O primeiro problema seria as próprias indicações para competições nacionais.

A interferência, com um protocolo bem definido pela CBF, aliviaria as pressões recebidas nas federações, porque os presidentes apenas cumpririam aquilo que a CBF determinasse.

É hora de claramente discutir, pensar e termos uma regra única para todos os estados. Se isso vai acontecer só o tempo irá dizer.

  • Dilson

    PERFEITO. cirúrgico . Orgulho da crônica alagoana… olha que leio muita coisa na net, seu post fez uma analise sensacional.

  • Hélio marinho

    A CBF é seleção brasileira e o resto é o resto . Parabéns pela independência de sempre …

  • Hudson

    As federações estão em silêncio pq receberam o recurso , como você bem disse a COMPRA DOS VOTOS 🗳 escancarada , disfarçada de ajuda aos que elegem ou reelegem o Caboclo que nada mais é que um ADORNO na CBF, quem manda é Del Nero.

  • Luiz R S Filho

    Marlon e Amigos…… A decisão??????? Eu perguntei e nem lá no “POSTO IPIRANGA” sabem. Agora uma coisa é certa…. o CUSTO FAF de 2020 já está garantido, tenha ou não FUTEBOL.

    e HAJA RESISTÊNCIA!!!!!!

    Em campo…… A LISTA DE SCHINDLER !!!!! haverá sobreviventes!!!

  • Marcelo

    Tem que ser por aí mesmo!

  • ivo

    Deixa-me parar para ler novamente esse texto. Primeiro, todos envolvidos com o futebol estão sem rumo: Difícil encontrar uma solução. O país está sob decreto dos governadores, não se tem um prazo definido para o inicio das atividades. Fala-se de protocolo, mas que protocolo é esse? É por acaso a CBF um poder paralelo?Nesse caso uma intervenção seria uma traíragem as federações, que são mantidas pela CBF para votarem no candidato indicado . Daí pra frente, são tetas marcadas amigos, cada federação tem seu peito, sem atropelos, alguém pode discordar, mas a cartilha rege assim. Por fim, as federações não sofrem nenhuma pressão, são mantidas pela CBF, basta seguir a cartilha. Os clubes menores que corram atrás. O futebol brasileiro est´´a em queda livre, essa cartolagem continua a mesma.

  • Geison França

    Perfeita explanação e indagações!!! A CBF que é considerada a autoridade máxima do futebol brasileiro, mas não age como tal em muitas situações e nesta, em particular, está deixando um fardo muito pesado para as Federações Estaduais. Fazendo um analogia, embora bem distante do futebol, mas é válido se fazer, em tempos como estes vivenciados é comum o Governo Federal auxiliar os governos e o povo dos Estados, é isso que se espera da CBF. EU SOU E SEMPRE FUI A FAVOR DAS COMPETIÇÕES ESTADUAIS, de onde os times começam a ter fôlego para o calendário anual, bem como é o berço para o surgimento de muitas revelações. Torço muito que tudo isso passe e que os Estaduaisvtenha continuidade!!!

Deixe uma resposta ivo
Cancelar reply