Novamente na decisão, CRB e CSA são iguais e muito diferentes – Blog do Marlon
Em ritmo de ‘solteiros contra casados’, CRB carimba classificação na Copa do Nordeste
Em jogo fraco, CRB vence Coruripe e crava sétima final seguida

Futebol não tem lógica, mas algumas situações são previsíveis. Mesmo com uma qualidade muito baixa, o Alagoano trouxe para a decisão a lógica: CRB e CSA.
Maiores investimentos, mais peso, maior tradição, melhor momento. Tudo isso garantiu a decisão do título em 2018 entre os dois.
Mas se os dois chegam novamente iguais na decisão, os times são rigorosamente muito diferentes.
CRB e CSA chegaram a decisão sem um futebol concreto. Em vários jogos, os dois apresentaram instabilidade. Mas ao mesmo tempo que tem esta ‘igualdade’, CRB e CSA são muito diferentes para esta decisão.
O CRB tem na individualidade seu ponto mais forte e o ponto de desequilibrio nesta decisão. Já o CSA possui característica de um jogo mais coletivo , sendo este seu ponto mais forte.
Com todos os problemas enfrentados, elenco renovado, pouco tempo de trabalho, três competições paralelas, grupo heterogeneo, contusões, o CRB tem optado pela característica de apostar na individualidade. A qualidade individual de jogadores como Neto Baiano, Leilson, Ayrton, Flávio Boaventura, Juninho Potiguar, Willians Santana, Edson Ratinho mostra a possibilidade de um time que joga em virtude da caracteristica individual destes principais jogadores. Até agora, a estratégia deu certo e o CRB chega forte para a busca do tetra campeonato. Um jogo baseado na individualidade corre risco de ser ineficiente no caso de encaixe de marcação ou de uma má atuação dos principais jogadores.
Esperava-se do CSA que o time ‘sobrasse’ no Alagoano. Base do time campeão brasileiro, entrosamento, trabalho antecipado, mesma comissão técnica. No entanto, em campo nada disto se concretizou. O time apresentou problemas desde o início da participação nas três competições que disputou. A mudança de comando técnico trouxe novos conceitos para a equipe. Mesmo ainda contando com a instabilidade, fez um grande jogo contra o CRB e logo depois um jogo sofrível contra o Coruripe, o CSA conseguiu desenhar uma ‘cara’ de time apoiado com algumas individualidades, como Didira e Daniel Costa. O jogo coletivo do CSA corre risco de não funcionar em momentos em que a estratégia não encaixa e a alternativa da individualidade fica restrita a dois jogadores.
Mesmo com o baixo nível técnico, tudo que está envolvido na decisão poderá trazer uma superação por parte das equipes, fazendo crescer o nível técnico dos jogos finais.

  • ANTONIO MARTINS

    Aprendi desde menino que futebol é um esporte coletivo, mas o blogueiro acha que a individualidade leva vantagem. Fazer o quê?

    • Thiago

      O caro amigo, faltou a aula de interpretação de texto, que é ensinada desde menino nas escolas!
      Perfeito o texto Marlon, quando se juntam as individualidades se chega no coletivo!
      Acredito que o CRB tem mais peças que se destacam, é o grande favorito na minha opinião!
      E que vença o menos ruim!
      Deus ajude Alagoas na série B!

  • Tiago

    Marlon hoje é a salvação da imprensa esportiva alagoana, apesar de ser azulino, sempre foi imparcial e isento, seus comentários e análises são sempre muito lúcidos. Um grande profissional, entende do assunto e sabe o que fala. Se os técnicos das duas equipes acompanhasse o jogo ouvindo os comentários de Marlon Araújo, com certeza fariam as modificações corretas no intervalo da partida. Parabéns, Marlon. Que possamos ter mais profissionais iguais a você.

  • Sampaio

    Sinceramente espero que vença o melhor no caso o CSA. Pessoal desejo que o clássico seja envolvido só pelo bom futebol,nada de brigas,ofensas,a mídia tem papel fundamental neste aspecto, simplesmente não alimentando a rivalidade.

  • Priscila Marinho

    Como sempre, o grande Marlon fazendo seus grandes comentários.Seus textos bem elaborados despertam no leitor cada vez mais a vontade de entender e de se dedicar ao esporte. O Estado de Alagoas só tem que agradecer ao competente profissional que você é !Parabéns !!!!!!

  • Priscila Marinho

    Como sempre o grande Marlon, fazendo seus grandes comentários o que faz com que os leitores fiquem cada vez mais interesse pelo esporte. Parabéns por mais um texto brilhante!Que Deus continue abençoando grandemente a sua vida!

  • Abrahão

    CRB O MELHOR DE ALAGOAS VAI SER TETRACAMPEÃO EM CIMA DO NÃOSEISEHÁ.

    • Luiz R S Filho

      Já encomendou a faixa
      ????…já ganhou !!!!…
      Roteirenses eufóricos com a selegalo….que aliás é tambem favorita ao acesso à Série A e à estrela tão almejada …
      Só lembro de 2016….

  • LUIZ

    CSA X CRB(SEM ESTRELA E SEM FRONTEIRA), NA MINHA OPINIÃO, O MARLON É UM EXCELENTE COMENTARISTA, ENTENDE DE FUTEBOL… COM RELAÇÃO AO JOGO, COMO SEMPRE O CSA ATACA E O CRB SE DEFENDE, ISSO DESDE QUANDO O MAZOLA ASSUMIU O COMANDO TÉCNICO FOI ASSIM, ESPERO QUE O MARCELO CABO ENTENDA E NÃO QUEIRA ATACAR COM MUITA SEDE AO POTE, TEM QUE TER CAUTELA, POIS O CRB VAI FICAR ESPERANDO.FOI ASSIM NOS DOIS ÚLTIMOS ANOS, CSA BUSCOU MAIS E FOI MERECEDOR DO TÍTULO. CSA CAMPEÃO ALAGOANO DE 2018!

  • And mcz

    Se o CSA acertar o pé, vencerá fácil o crb. Anotem aí.

  • Marcial

    O Tetra é fato,gol do mito na final,Neto baiano.

  • Juliana

    Parabéns Marlon!

    você entende e sabe o que fala.

  • Jonas de Oliveira

    Mazola é um treinador inovador. Deve ir com seu tradicional esquema 8-1-1, alternando pra o 10’0-0, caso consiga sair na frente do marcador.