O CSA é eliminado da Copa do Nordeste sem conseguir vencer um jogo – Blog do Marlon
CRB arranca empate em golaço e virtualmente avança na Copa do Nordeste
Em campo sem condições de futebol com desempenho, CRB consegue vitória com muita luta

Jogadores do CSA lamentam desclassificação na Copa do Nordeste – Foto: Pei Fon – TNH1

 

O Salgueiro deu uma ajuda, segurou o Sampaio e deu ao CSA a condição de depender apenas de suas forças. Mas o time azulino não aproveitou a oportunidade. Jogando contra o Ceará, o CSA apenas empatou, ficou fora da competição e Ceará e Sampaio Correa estão classificados.

A diferença em não conseguir classificar veio pelo fato do CSA não conseguir vencer em casa.

Marcelo Cabo conseguiu melhorar o rendimento defensivo da equipe, mas vai precisar corrigir o terço final da equipe. O CSA não consegue marcar o gol e para avançar a decisão do título precisará melhorar o rendimento na hora da definição. O treinador azulino ainda sente dificuldades quando precisa recorrer ao banco.

Algo marcante na partida não aconteceu dentro de campo, não foi a atuação de algum jogador ou problemas com os problemas entre torcidas. O fato marcante para mim foi proporcionado por um garoto com deficiência visual. Lucas Vinicius, torcedor do CSA que fora no Bom Parto foi as cadeiras com sua bengala, passando de cabine em cabine e falando o nome do César Pita. Ele é admirador do meu trabalho e do Amigão da Galera.

A ação deste garoto é o maior pagamento ao trabalho que realizamos.

O Jogo tático

As duas equipes vieram no 4-2-3-1 com triangulo no corredor central. O Ceará veio com a proposta de posse de bola, de propor o jogo. Quando o Vozão perdia a posse de bola, ele buscava recuperar ainda no local em que perdeu.

No primeiro tempo, o CSA não conseguiu jogar. Com uma marcação muito baixa, o CSA começou a ter a saída de jogo em ligação direta partindo do goleiro Alexandre Cajuru. Mas toda a primeira bola era do time cearense. Sem ter velocidade, sem amplitude e sem penetração no sistema defensivo, o time azulino utilizou chuvas de média e longa distância.

O Ceará atacou com forte movimentação no terço final do campo e pelos lados, ora com Ernandes, volante utilizado pelo lado esquerdo e Pio pelo lado direito, mas também não conseguiram forçar o goleiro azulino a fazer grandes defesas. Assim terminou o primeiro tempo.

No retorno para o segundo tempo, o CSA veio com uma postura diferente. Passou a marcar um pouco mais alto, trocou Michel Douglas por Josimar e melhorou a movimentação ofensiva. Além disto, Daniel Costa recuou um pouco mais e passou a jogar em uma faixa do campo com mais espaço.

Mas aos dez minutos, o Ceará organizou uma jogada como preconiza as ações modernas do futebol. Saida pelo corredor, com os atacantes vindo buscar o jogo na intermediária e abrindo espaços no corredor central para ultrapassagem dos volantes. A bola chegou novamente ao Pio, que cruzou de maneira rasteira para Arthur Cabral abrir o marcador.

Dois minutos depois, o CSA chegou ao empate em uma jogada forte do time azulino. Bola alçada na área para um jogador atacar. Leandro Souza atacou e fez um belo gol.

A partir do empate, os técnicos começaram a promover mudanças. O Ceará manteve um rendimento padrão. Já o CSA não conseguiu manter a qualidade, principalmente no ‘um para um’, ‘na jogada individual’.

O craque da partida foi o zagueiro Leandro Souza. O garçom foi Juninho, volante do Ceará e o árbitro da partida, Antônio Dib Moraes de Sousa (PI), fez um arbitragem segura. Inverteu algumas faltas, sonegou alguns cartões, mas fez uma partida muito boa.

  • Raphael

    E seria de se imaginar outra coisa? Ainda que a imprensa “azul” insistisse na “qualidade” do time campeão da série C, que foi mantido no ano 2018, era notório que o CSA estava traçando um caminho de fracasso. A série C de 2017 foi a mais fácil de toda a história do futebol, tanto é que até o Fortaleza conseguiu o acesso. O roteiro foi traçado e está sendo cumprido à risca: eliminado na Copa do Brasil; eliminado na Copa do Nordeste, sem sequer vencer um mísero jogo; possível eliminado – bem provável – no estadual, perdendo a vaga para o ASA; e, por fim, será rebaixado na série B 2018 de forma inevitável. Para sermos sinceros, apenas o jogador Daniel Costa é realmente adequado neste time do CSA. O resto, é muito ruim. Não falamos de casos pontuais, falhas em determinado setor. Falamos de um elenco ruim, fraco e limitadíssimo.

  • Wagner Cavalcante

    O que esperar de um time que foi montado por uma diretoria que não é “boleira”? Confundiram gratidão (pela conquista da série C) com amadorismo quando deixaram Boquita e Michel Douglas entrarem em campo totalmente fora de forma. Deixaram Leandro Souza, Caique e Celsinho no clube, quando os três nitidamente não tem consições físicas e nem técnicas de estar num elenco de série B. Confiaram cegamente nas “apostas” de João Feijó: Thalisson, Jhon Lennon, Roger, Yago, Bruno Veiga, Echverria, Kivel, Josimar e Giva. Depois de tantos erros, o óbvio: eliminado em quase todas as frentes no 1º semestre. Como torcedor é besta, aqinda acredita num milagre contra o Asa e em 2 0x0 nas finais pra tentar ganhar nos penaltis, pq se for depender de futebol, é mais um ano sem titulo local. E que Deus nos ajude na série B!

  • Glorioso

    O treinador a cada jogo que perde ou empata já que não venceu nenhuma mais depois do cabo de vassoura, afirma que o time está evoluindo, sim está evoluindo para o buraco negro

  • Jr. Malafaia

    Isso é só o começo!
    O time da estrelinha será rebaixado após 10 rodadas na Série B. Vai perder as 10 primeiras partidas…
    Afinal, na Série B não tem Tombense, nem Parnahyba, nem Altos…
    E em 2020 o time do mangue estará onde é 100% compatível com seu tamanho: a Série D.

    • Luiz R S Filho

      Ao ler este comentário….reflito….penso…vasculho a história e não encontro em nenhum dos mais de 20 anos que os Roteirenses estão na Série B…que tenham ganho alguma coisa, o título ou um acesso à Elite (Série A). Pra não ir muito longe, ano passado escaparam “fedendo” de mais um rebaixamento à Série C (nunca deixem de agradecer essa graça à Luverdense)….que tanto desdenham, desvalorizam…..mas anos atrás quando chegaram à final…estavam comemorando…. e levaram um sacode do Joinville…lembram???? Nunca deixam de ser comédias.

  • Sampaio

    Esse bando de maloqueiros deveriam perder logo pro ASA, se por acaso passar pelo Asa vai dar o tetra campeonato pra o crb.poupem o trabalho da diretoria bando de maloqueiros rescindam seus contratos.

  • azul fiel

    O culpado disso tudo e o presidente Rafael Tenório. Um bando de jogador frago e sem qualidade .infelizmente mais um ano de vergonha Rafael Tenório vc e essa diretoria são palhaços 🎪

  • Laura

    Marlon, por favor me fala algo no teu blog que não seja novidade…
    Para quem estava falando aqui do campeão da serie C isso tudo não está bom não?
    Acostume-se série ”B” não é série NADA nem muito menos série ”D” e nem se imaginar uma Série ”C”
    Azulino tem que se acostumar com isso.

  • Braga

    Pelo menos de futebol, VC entende, bom comentarista… Mais, na parte de ser Policia, 0.

  • Luiz Carlos

    Muito bom o cometário Luiz Filho, o resumo deste time do deputado, que sempre fala em série B como se fosse um título importante, acho que vão ganhar o título de participação na série B.

  • abrahão

    Por isso que o nãoseisehá encontra-se nestas condições, se preocupam com o MAIOR DE ALAGOAS e se apegam a uma estrela, achando que é o melhor time do mundo. Luiz R S Filho, comédia foi vocês serem rebaixados duas vezes no Alagoano. Rumo ao treta.

  • abrahão

    CORRIGINDO: RUMO AO TETRA.

  • Marcial

    O que séria melhor para o cessia,ser eliminado pelo asa ou participar da festa do Tetra ?

  • um ALAGOANO

    A torcida azulina tem participação nesse time montado do csa, qd venceram a série C foi aquela euforia pedindo a renovação do time inteiro que eles eram essenciais pra campanha do Alagoano, isso tem de ser dito, agora a Diretoria embarcou nessa furada por puro amadorismo.