CRB previsível e sem inspiração, tem derrota sem reação – Blog do Marlon
Vitória importante através de um acaso no futebol
Mesma comissão técnica para dois times em locais diferentes.

Oeste fez um ótimo trabalho tático: perdeu a posse rapidamente se posicionava de forma compacta e organizada

Nada deu certo. O CRB foi travado pelo bom jogo do Oeste e sofreu sua primeira derrota na Série B. O time foi previsível, não teve inspiração e lembrou os momentos ruins da equipe ao longo do campeonato alagoano.

A derrota veio a “Cavalo” e fez o Galo perder muito. Perdeu o jogo, a invencibilidade e a posição no G4. Mesmo com um meia de articulação, que foi pedido pelo torcedor, o time não funcionou. De maneira inteligente, o Oeste travou as laterais do CRB, os volantes não conseguiram sair para o jogo, sem inspiração, Elvis não funcionou, o time ficou nas costas do Chico e Neto Baiano. Edson Ratinho, Eric Salles foram peças decorativas e até Diego, o melhor e mais regular jogador do CRB, falhou no primeiro gol com um passe na ‘podre’ para o companheiro e no segundo gol, estava marcando mais alto, a bola foi nas costas, no seu corredor, não havia cobertura, houve o cruzamento e surgiu o segundo gol.

Marcava com linhas próximas e com Betinho entre as linhas , oeste congestionava o corredor central para direcionar o CRB atacar pelos corredores

 

O desempenho do jogo contra o Oeste preocupa porque tivemos situações semelhantes a outros jogos. O CRB tem imensa dificuldade para jogar com um time que diminuiu espaço e joga espelhando sua formação. É possível que Léo Condé precise mudar posicionamentos e criar um fato diferente para sair da previsibilidade, mas terá pouco tempo para isso. Até porque o mês de junho é apertado, com muitos jogos em um curto intervalo de dias.

O Jogo

 

O CRB enfrentou um adversário encardido. O Oeste veio para o jogo para travar o CRB. Fez um bloqueio muito eficiente no corredor central, forçando o CRB ir para as laterais e neste setor, os extremos do Oeste atacavam, eram agressivos tanto em cima de Marcos Martins, como em cima de Diego.

O resultado era bolas roubadas e uma impressionante velocidade na transição, como Júlio César (7), Danielzinho (11) e Mazinho (10). O time ainda tinha uma saída de jogo com a eficiência impressionante do volante Betinho .

O erro do CRB era fatal e assim foram construídos os dois gols do time paulista. Ofensivamente, o CRB foi inoperante. Não houve uma defesa do goleiro Rodolfo e o CRB praticamente não finalizou em função do gol.

Elvis não teve um dia inspirado. Rodolfo, Eric Salles nada acrescentaram. E até os jogadores mais regulares do CRB, como Diego, Edson Ratinho, Adriano não fizeram uma boa partida.

Indiquei o craque do jogo, o volante Betinho (5-Oeste). A arbitragem do Alinor Silva da Paixão (MT), considerei muito boa.

  • José oliveira

    CRB tem que entender que não é Real Madrid, até o Real é o que é porque joga com raça todas as partidas, imagine o CRB. Não pode acontecer o que aconteceu como no ano passado, quando a equipe jogou algumas partidas com raça, depois achou que já estava classificado tirou o pé e que reagiria quando quisesse, resultado a equipe não se classificou. O jogo dessa sexta-feira contra o Oeste foi ridículo, jogadores como Diego, Marcos Martins entre outros irreconhecíveis, Elvis atrapalhava mais que ajudava, tem que ter cuidado as outras equipes são sérias com experiência em subir. Jogando assim como nesta sexta tira a confiança da torcida, assim não vai subir nunca.

  • Jr. Malafaia

    Marlon, eu odeio ter que perguntar (e pensar nisso), mas você acha que, ofensivamente, o CRB sentiu falta do Maílson?

  • Rubens Mário

    O seu campo virtual diz como foi o jogo. O jogador do CRB quando tinha a bola estava sempre cercado por tres ou quatro jogadores do Oeste. na hora do primeiro gol tinha um bloco de tres disputando quem iria colocar a bola no gol. Em contra partida os jogadores do Oeste estavam sempre livres. Achei que o Condé iria consertar no intervalo, mas, continuou da mesma forma. Neto baiano voltou a ser o Neto baiano fora os jogos com o CSA. Nenhum time grande grande joga mais com o centro avante enfiado entre os zagueiros. Se ele pegou na bola foi uma ou duas vezes.
    Parabéns mais uma vez.

  • Miral

    Ainda acho que o CRB nesse ano vai lutar pra não cair. Tivemos o campeonato alagoano mais medíocre das últimas temporadas, e o título meio que escondeu a fragilidade da equipe.
    O bom início de Série B também enganou, pois as limitações do time são gritantes.
    Ou reage de imediato, ou será saco de pancada.