CSA larga bem, mas mostra falhas e comprova má fase de alguns jogadores – Blog do Marlon
Em jogão, CRB vence Murici com Danilo Pires e Léo Condé brilhantes
#O novo já nasce velho em dois atos
CSA vence na estreia, mas mostra que ainda precisa de ajustes - Foto: Pei Fon - TNH1

CSA vence na estreia, mas mostra que ainda precisa de ajustes – Foto: Pei Fon – TNH1

 

O CSA largou bem no hexagonal. Jogando o suficiente para assegurar a vitória, o time precisou apenas do 1º tempo para assegurar o placar de 2 a 0. Nos dois gols marcados ressalte-se a elaboração da jogada, com utilização dos corredores, triangulações, lançamentos precisos, ultrapassagens, uso do pivô e infiltrações.

A fragilidade do adversário fez com o CSA apresentasse um relaxamento perigoso. Seu sistema defensivo foi desmobilizado. Em alguns instantes da partida, o CSA chegou a ter oito homens no campo ofensivo. Com todo o time no campo adversário, o erro de passe proporcionava o contra-ataque e o CSA não mostrou uma boa recomposição.

Com o jogo decidido, o CSA relaxou no tempo final e as substituições feitas por Canindé não surtiram efeito. Além disto, as mudanças mostraram pouca coisa. Uma delas é que Luís Soares atravessa uma péssima fase técnica. O jogador não acerta passes, não dá sequência aos lances e para todas as jogadas do CSA. Alex Henrique não conseguiu jogar como falso nove. Muito pelo fato do time azulino ter abdicado do jogo. Também pelo motivo do CSA ter abdicado do jogo não deu para vislumbrar nada em relação ao atacante Vanger.

Lamentável foram as cenas vistas no Rei Pelé e proporcionadas pelo CEO. Sem estrutura e até mesmo sem acompanhamento médico, alguns jogadores sofreram com indisposição, vômitos, pressão baixa, tontura após a delegação alimenta-se em hora e quantidades inadequadas. Além disto, fato grave, foi a ausência de um médico acompanhando a delegação.

O atendimento foi realizado médico do CSA e por profissionais que estavam na ambulância que serviu a partida. Uma pena. Sem estrutura não pode estar na 1ª Divisão.

  • Luiz R S Filho

    Marlon, estamos vivenciando um dos piores se não o pior dos Campeonatos Alagoanos da divisão principal, em todos os tempos e em todos os aspectos tanto da parte dos Clubes quanto por parte da Federação. Se não ocorrer uma mudança radical de comportamento/atitude no sentido de melhorar o padrão técnico, disciplinar e organizacional dos Clubes e da Federação, amargaremos decepções e possíveis rebaixamentos no Campeonato Brasileiro das Séries B, C, e D. Urge uma avaliação e providências de Todos.

  • Pedro Mendonça

    Sobre comentários futebolísticos… Típico de quem analisa apenas um time e não o jogo (normal de todos comentaristas do estado), analisando o jogo o CEO teve a bola por quase todo o jogo, CSA foi mais competente…. Agora falar que o CSA abdicou de jogar, não existe, CEO tocou melhor a bola, teve mais posse, mais chances claras e isso fazendo apenas 6 faltas durante todo jogo… O amigo deveria analisar o jogo e não apenas um time. Até pq não é setorista e sim comentarista.

    • Marlon Araújo

      Quanto a sua análise do jogo , já estou dizendo ela é sua e eu respeito ?

  • Pedro Mendonça

    Aproveito para esclarecer a situação em relação a alimentação, toda alimentação recomendada foi realizado, tivemos 2 atletas com problemas um referente a pressão (jogador já tem do seu organismo o costume de no intervalo por se doar demais ter ânsia de vomito, porém dessa vez ultrapassou um pouco e com isso ficou com pressão baixa), segundo o atleta João Grilo teve uma indisposição estomacal (isso não tem como adivinhar), os outros casos foram pancadas (caso de Arlan) e contusões. Referente ao médico acompanhar, o amigo já foi dirigente e treinador de um considerado “grande” e sabe das dificuldade de fazer futebol em nosso estado, e no sertão é tudo muito mais difícil (financeiramente e até logisticamente) e sabedores de excelente relacionamento com os outros clubes (deixo aqui meu agradecimento ao CSA), sabíamos que teríamos total apoio na circunstância de algum problema médico. Entao gentilmente peço ao amigo que antes de jogar pedras, proponho uma entrevista ou reportagem pra conhecer quem faz futebol verdadeiramente por paixão e nao por vaidade ou dinheiro. Pedro Mendonça
    Colaborador do Centro Esportivo Olhodaguense.

    • Marlon Araújo

      Caro colaborador, a informação foi passada pela TV Gazeta fazia o jogo ao vivo , quem acompanhou ouviu ” atletas não fizeram alimentação apropriada para uma performance de alto rendimento . Vale ressaltar que Nada vai justificar a falta de um médico caso o pior viesse ocorrer a responsabilidade única seria do CEO . O oferecimento dos serviços médicos contam no estatuto do torcedor , sei da dificuldade sim , mas não confundirei jamais simplicidade com falta de responsabilidade.

      • Pedro Mendonça

        Concordo, e servirá de lição para essa nova diretoria. Mas o que não posso permitir é chegar em um ponto onde o nobre amigo sugeriu que o clube abrisse mão de disputar o campeonato, somos homens e jamais por covardia deixaríamos de com muito suor e trabalho colocar o clube no qual propiciar uma das poucas alegrias que o povo sertanejo tem de disputar mesmo pegando o clube com sérios problemas. E estamos trabalhando muito pra criar o mínimo de estrutura para os atletas. Sou de Maceió, mas criei uma paixão imensa pela força de vontade e honestidade principalmente de todos que fazem o CEO.

  • Flavia

    Você se esqueceu do zagueiro Leandro Souza. Ano passado o CSA perdeu o título porque a zaga falhou e o Neto Baiano deitou e rolou nas finais, ao contrário do Luis Soares, que na hora H não faz gols. Preste atenção, esse zagueiro não corta uma bola vinda dos cruzamentos, sempre deixando um atacante atrás dele concluir. E se botar a bola pro lado, qualquer um ganha dele na corrida e consegue chutar em gol ou cruzar. Num lance só, esse cara compromete o trabalho de toda a equipe. A zaga tem que ser Thales e Douglas, como foi na vitória com o CRB.

  • Matheus Moura

    Vamos a realidade dos fatos… Há tempos o CSA não mostra um futebol convincente, acredito que ultimo jogo que tenha desenvolvido um bom jogo foi frente ao ABC!!
    Avaliando ontem: da linha de zaga, apenas o Douglas mostra uma boa fase!
    Dawhan é o famoso “feijão com arroz”, Heleno pouco defende sendo mais efetivo atacando.
    Daniel é o maestro que espera ao menos bons posicionamentos para com seus passes quebrar defesas, mas seus pontas com movimentação quase nula, fazem com que seu futebol suma.
    O trio Cleyton, Soares e Alex Henrique literalmente desaprendeu a jogar futebol ou essa má fase perdura insistentemente.
    Potiguar bom banco, Jacó esforçado mas não “matador”.

    Paira a duvida… É com esse time que seremos campeões? Perdão, que nos apresentem boas atuações ou fica difícil acreditar no título!

  • CARLOS FRANCISCO DE FARIAS

    Entendo que a ausência da torcida de CSA e CRB nos jogos principalmente no rei pele,cooperaram para este futebol pobre apresentados por ambos nesta primeira fase do campeonato.Espero agora com a volta das torcidas ao estádio o futebol melhore um pouco mais.