Empate digno do público não ter assistido – Blog do Marlon
Canindé ainda não tem o que quer. Mas e quando tiver, como vai ser?
Chegamos ao limite! Vamos reagir ou aceitaremos em silêncio?
CSA e CRB empataram no Rei Pelé no 1º clássico sem público na história do confronto - Foto: Pei Fon TNH1

CSA e CRB empataram no Rei Pelé no 1º clássico sem público na história do confronto – Foto: Pei Fon TNH1

O segundo clássico do ano trouxe um empate em 1 a 1 bem comum em jogos deste tipo. Mas o jogo foi muito ruim. Faltou o molho, a emoção, a qualidade da partida.

No começo da partida, o CRB teve mais atitude mas o melhor momento durou pouco. Após encaixar a marcação e controlar os nervos, o CSA mostrou mais qualidade. O time teve mais volume, criou pelo menos duas boas oportunidades no tempo inicial, mas foi o CRB que abriu o marcador em um jogada previsível e fatal. Escanteio cobrado por Diego, bola desviada por Gabriel e finalização de Flávio Boaventura para o gol.

Como terminou melhor, mesmo sofrendo o gol, o CSA voltou modificado e com uma ousadia de Canindé. Ele tirou o volante Dahwan(5) e colocou o meia Daniel Costa(20). A mudança deu certo e o CSA chegou ao empate. Utilizando o corredor esquerdo, o CSA encontro o caminho. Chico não recompôs, Rayro subiu e ultrapassou Edson Ratinho, a bola foi cruzada e Cleyton finalizou com precisão empatando o jogo.

Após o gol o CSA iniciou um blitz, que tinha volume, posse de bola, mas não tinha objetividade. E criava poucas chances. Já o CRB estava desenhado para sair em velocidade. Em pelo menos três lances, o Galo esteve perto do gol. Dois lances com Neto Baiano, uma defesa sensacional de Jeferson e outra posta por cima, a terceira oportunidade veio com Sérgio Mota, que chutou de longe, houve um leve desvio e Jeferson fez outra grande defesa.

Com este currículo de defesas, Jeferson foi considerado como o Craque da partida. Pela ousadia de uma mudança não convencional, um meia no lugar de um volante, Oliveira Canindé teve uma melhor avaliação. O árbitro Júlio César Farias não validou um gol do CSA, lance difícil, durante o jogo não tive como decidir, e também não expulsou o volante Jorginho, que fez falta para amarelo, quando já tinha recebido outro cartão no 1º tempo.

  • lucas l

    nao validar o gol? criar polemica? porque nenhuma camera de transmissao deixa claro que a bola entrou, edson ratinho cortou em baixo dela, e os pes do jogador o esquerdo que estar dentro, mas o direito sobre a linha, nao tem como evidenciar se a bola entrou ou nao, ruim para gente ve na transmissao, quanto mais o bandeira e o arbitro, juiz foi muito rigoroso, aplicou varios cartoes desnecessários, para o clima do jogo, confusaoes que bastavam resolver nas conversas, aplicou o cartao, classico morno, empate justo de 1×1, pelo que as equipes criaram.

  • FANTASMA

    Deixa de choro! Todo mundo sabe que o Crb só ganha do Csa com ajuda da arbitragem. #ASAGIGANTE

  • Luiz R S Filho

    O CSA de ontem já não deu a facilidade/moleza que o CRB encontrou no clássico anterior…. agora ainda está pecando nas articulações/jogadas ofensivas. Vejo ainda alguns jogadores com atuações tímidas como é o caso do Cleyton(apesar de ter feito o gol de empate) e do Potiguar…. que ontem só fizeram números.
    Direção precisa saber e tomar decisões sobre quem realmente quer abraçar o projeto do CSA que é buscar o acesso à Série B.

    • Jr. Malafaia

      Na verdade, fugir do rebaixamento, né? Com um timeco desse, podem esquecer esse lance de acesso. Até porque a Série B não é lugar pra clube bagunçado como o do mangue. Vocês vão sofrer… E muito nessa Série C, e vão, ao final, voltar pra Série D, que é mais compatível com o clube

      • Felipe costa

        Isso é a defesa do torcedor que veste Rosa e Branco, secar o maior detentor de títulos do estado.

  • carlos ferro

    Esse cidadão Jr Malafaia perdeu uma grande oportunidade de ficar calado.Respeite o maior do estado.Malafaia segundo Aurélio que dizer Melcatrefe,Aguardente,de fraquíssima graduação.O senhor por acaso está embriagado?

  • Carlos Alberto

    A bola não entrou de jeito nenhum. O o primeiro cartão que Jorginho tomou foi injusto. Foi compensação.Juiz fraco. Picotou o jogo o tempo todo. Jogo o tempo todo parado. Odeio arbitragem nesse estilo.

  • José Oliveira

    Marlon sua avaliação estava indo quase perfeita, mas aí você disse que o árbitro não validou um gol do CSA, veja em vídeo para ver se a bola entrou totalmente. Mas o que está incomodando mesmo é a fase do Neto Baiano, ele está sem confiança, errando o tempo da bola com muita ansiedade e chutando no momento errado. Ansiedade quando está muito alta gera energia negativa e tudo passa a dar errado, chuta errado, juiz anula gol legítimo e muitas outras coisas, Neto Baiano precisa usar da sua experiência adquirida todos esses anos, não pensar em fazer um gol, tem que pensar em fazer vários gols que faz, Neto Baiano não tem nome de artilheiro um dos maiores do Nordeste por acaso, voltando até confiança se colocando nos espaços vazios mais no momento de bater na bola tendo tranquilidade ele coloca na rede fácil, ele sabe fazer isso como poucos e quem sabe não desaprende.

  • Paulo Cavalcante

    Marlon é muito negativo e pessimista, precisa mudar o perfil.

  • Alagoano Realista

    crb ganha o primeiro clássico com gol impedido e empata o segundo clássico não validando gol do CSA e os regatianos ainda tem coragem de reclamar de arbitragem e pior, a CEAF ainda tem coragem de afastar o árbitro que não deu penalty pro crb no jogo contra o ASA, agora os erros a favor do roteirense ficam sempre impunes, infelizmente quem manda no futebol de Alagoas são os CORONÉI$.

  • José Paulo

    Realmente Alagoano Realista. Tem alguma coisa errada, toda vez é isso.o time do interior sempre sai de boa.

  • Candido

    O lado torcedor fala mais alto nessa hora não é Marlon!? Inventa até gol que não houve e expulsão que jamais deveria ter ocorrido. Como realmente não ocorreu acertadamente pelo arbitro.