CRB precisará de um caminho contrário a emoção – Blog do Marlon
Ótima despedida em uma Série B com excelente campanha
Quais os jogadores que você nãogostaria que renovassem com o CRB?

O meu último post trouxe uma provocação ao torcedor do CRB. O post indagava ‘Quais os jogadores que você não gostaria que renovassem com o CRB?’.

O resultado do questionamento feito mostrou o quanto o torcedor é emocional. Ele visa e enxerga tão somente o resultado. Se o objetivo, leia-se, acesso a Série A, não foi atingido, poucos servem, poucos deveriam permanecer, incluindo ai, a comissão técnica e até mesmo o dirigente Alarcon Pacheco. Um dos jogadores mais rejeitados pelo torcedor é o meia Roger Gaúcho, justo o jogador que entre os contratados para a Série B esteve entre aqueles que foram mais utilizados.

A cada dia com tempos mais curtos entre as temporadas, o futebol moderno preconiza que seja mantida a maior base possível. O CRB tem uma boa base, que claramente precisava ser qualificada, mas possuí uma base. Começar do zero uma temporada com duas competições paralelas é um verdadeiro tiro no pé.

Ficou evidenciado que o CRB teve um time na Série B, mas não possuiu um elenco. Quando era necessário, a reposição das peças deixou a desejar.

A comissão técnica é um caso à parte. Parte da torcida deseja a permanência de Mazola Júnior. Outra parte deseja ele fora do CRB para a próxima temporada. Entendo que Mazola é um ótimo técnico. Tem uma imensa capacidade de trabalho, estuda como poucos os adversários, faz leituras perfeitas do aspecto tático, das correções ao longo da partida e das modificações feitas no transcorrer do jogo. Assim como fez o CSA, começar a montagem do grupo pela renovação de Oliveira Canindé, o CRB deveria seguir o mesmo caminho do seu maior rival.

O torcedor pode – e, deve, agir com a emoção, faz parte de ser torcedor. Os dirigentes não tem este direito. Quem dirige precisa ter o discernimento do que é necessário para que a sua equipe evolua de uma temporada para outra e isso, acaba sendo decisivo para o sucesso ou fracasso ao longo de uma temporada.

  • Marcos Francisco Santos

    Marlon, como escrevi na outra postagem, minha lista não seria pequena. Tenho restrições e não são poucas a política de contratações do CRB. O ano foi positivo, mas acho possível pensar em outra forma para montar o time. Não tenho em Mazola Jr o treinador ideal é Alarcon Pacheco não seria meu dirigente preferido para o futebol. Como a realidade é com Alarcon, Mazola deve continuar por saber como funciona o clube e pode ajudar muito na formação do time para 2017.

  • Horácio

    Boa tarde! Prezado Marlon, no meu entendimento não renovaria os jogadores Zé Carlos, Jussani, Bocão, Assiszinho, Magrão, Eder Maluco, Somália e todos os reservas, menos o Neto Baiano, Gabriel e Audálio.

  • André

    Prezado Marlon, sem fugir do que disse anteriormente..Acho que o CRB deve manter o técnico. Nunca se viu desde a década de 70 do século passado, o time ganhar tanto dos times de maior expressão. Não conseguíamos nem superar os times da capital pernambucana. Era uma frustação. E a sensação de sermos inferiores. Isso acabou com o técnico Mazola Júnior. Mas as contratações foram falhas em alguns casos claramente.É desagradável fazer isso, mas alguns jogadores não podem permanecer no CRB se o time pretende chegar a série A. Uma coisa é ter liderança no grupo, outra´é não ter competência na posição que ocupa para atingir a série A..Falar bonito na rádio, mas comprometer o time em lances bobos. E não apenas uma vez, várias vezes durante o campeonato. Isso fica mais visível em algumas posições. Tem que sentar e olhar caso a caso, para não quebrar a base, mas também não deixar o jogador quebrar o time. Fica chato ficar repetindo nomes. Deve se ter uma preocupação em reduzir a média de idade, mas preservar alguns experientes que mostram alta regularidade e dão equilíbrio emocional ao elenco..Ter um apoio psicológico para os jogadores. Despachar os que não são aplicados taticamente e que não levam a sério a profissão. O Mazola Junior é um dos técnicos mais inteligentes que o CRB já teve, vi no Rei Pelé fazer milagres táticos, vencer times superiores com jogadores mais limitados que o adversário. No segundo tempo, mudar tudo.
    Merece continuar. Não é fácil encontrar alguém de sua qualidade dando sopa para o CRB por aí..Mas precisa contratar jogadores mais jovens em posições onde o time é falho..Tem que ser alguém que agregue e não crie problemas. Esse negócio de jogador ter mal comportamento constante fora do campo, claro que compromete seu desempenho, claro que cria desconfortos na torcida e perante a imprensa. E óbvio prejudica o time. Se diminuirmos os erros cometidos, chegaremos a série A com Mazola Júnior. Magrão, se tiver bem fisicamente,deve permanecer. Isso é claro..E vários outros, mas o sistema defensivo precisa mudar algumas peças e o meio campo e ataque precisa de mais gente que saiba chutar dentro do retângulo: trave. Precisamos ser mais racionais e menos emocionais.

  • André

    Não tirem Mazola Junior. Mantenham Magrão, se tiver bem fisicamente. Tirem peças que comprometeram em várias partidas. Em posições chaves, como goleiro, contratava com salário acima da média; se o sujeito for de um nível muito alto. Repor peças que não funcionaram na defesa, meio de campo e ataque. com média de idade menor. Jogadores em ascensão. Do meio para frente, é preciso também de mais jogadores que acertem mais dentro do retângulo: trave.
    Tem jogador que envolve no papo, mas deixa gente na reserva mais competente que ele. Tem que ter discernimento nessa hora por parte da comissão técnica. Olívio realmente é essencial. E tem outros jogadores que até por idade precisam da dispensa. Mazola Junior é um dos técnicos mais inteligentes que o CRB já teve. Fez o time ganhar de times que nem sonhava em ganhar desde a década de 70 do século passado.Principalmente dentro do campo adversario. Vejam aí o histórico com os times pernambucanos. E não apenas eles. Vi esse técnico dentro do Rei Pelé; virar jogo de um tempo para o outro com um time limitado perante times de muito maior expressão. Ele trabalha com profissionalismo. E é atualizado no método de trabalhar. Cometeu erros, sim. Mas muito menos do que a maioria dos que passaram no CRB. Merece continuar pelos méritos. Mas com um elenco (falo titulares e reservas) de melhor qualidade. E jogadores que tenham ambição de crescer dentro do futebol..Não jogadores viciados com práticas erradas que não parecem preocupados com o rendimento do time.
    Jogador sério não vive fora das quatro linhas comprometendo seu desempenho dentro de campo.. Não vivo investigando ninguém, mas quem ta dentro do diário do CRB deve saber melhor sobre isso.
    Em 2017, Com Mazola, rumo à Série A.

  • Felipe

    Marlon o estado ñ tem SÓ o crb ñ!!!!
    Faz muito tempo que ñ fazes uma matéria do CSA!!!

  • Jesualdo

    Felipe, é natural não falar do CSA, não joga há bastante tempo. Quem joga é o papai.