No melhor desempenho, o pior resultado – Blog do Marlon
Final de semana para ser esquecido
Balanço é bem positivo
Adalberto comemora o gol, mas CRB leva virada e perde - Foto: Pei Fon - TNH1

Adalberto comemora o gol, mas CRB leva virada e perde – Foto: Pei Fon – TNH1

Como sempre prefiro analisar o desempenho e não o resultado. É claro até para os mais fanáticos que o CRB caiu de rendimento no returno da Série B, mas nos últimos jogos, o time regatiano cresceu.

No jogo de ontem contra o então vice-líder da competição, o CRB fez uma grande partida, notadamente no segundo tempo. A derrota aconteceu em um dos melhores desempenhos da equipe e justamente no pior resultado que poderia acontecer.

A derrota para o Atlético (GO) praticamente aniquila as chances do CRB em brigar pelo G4. Somente um desempenho de ‘campeão’ faria com o time entrasse na briga. Restando nove jogos, ou seja, com 27 pontos a serem disputados, o CRB precisará conquistar 22 pontos para chegar a Série A.

Na partida observei a estratégia correta por parte do técnico Mazola Júnior. O estudo de detalhes que não estão claros para o torcedor fazem a diferença. Mazola certamente observou que os laterais do Dragão são bastante incisivos, atacam o adversário. Para contrapor esta situação, colocou dois homens pelos lados – Wellington Júnior (11) e Luidy (7) – para também atacar e travar as subidas dos laterais adversários. Mas Luidy não apresenta o mesmo rendimento. Pode ser que o assunto Corinthians tenha mexido com o jogador ou também pode ser que justamente pela contratação, os adversários estejam marcando melhor, com mais atenção no garoto.

Sem a alternativa do lado, o CRB passou a jogar em ligação direta. O mesmo foi feito pelo Atlético. O jogo ficou com os dois times marcando pressão o homem da bola para roubar e conseguir a finalização. No primeiro tempo, equilíbrio, com uma superioridade do Atlético, mas mesmo assim, o CRB chegou ao gol em uma jogada de bola parada.
No segundo tempo, o CRB voltou melhor. Conseguiu fazer ultrapassagens, trabalhar e criar chances de gol, pelo menos três foram claras, mas sucumbiu em duas bolas paradas do adversário, sendo uma delas, impressionante pois a origem do lance foi quase no meio campo.

Foi um bom jogo, com uma boa atuação do CRB, mas com um péssimo resultado. O árbitro da partida, Pedro Henrique Salmazio (MS) apresentou como principal qualidade um excelente condicionamento físico, mas incorreu em troca de critérios em algumas jogadas. O nome da partida foi Matheus Galdezani. Jogou uma partida de luxo, marcou, desarmou, armou e finalizou. Foi perfeito recebendo a condição de craque da partida.

  • Regatiano

    Marlon boa tarde, fui dormir com o juízo quente (de novo) outra virada, eu já comentei aqui o CRB está muito mal fisicamente quase em todos os finais de jogos toma gol, não vejo uma pegada forte com exceção do Galdezane e Olivio o restante nos vinte minutos finais estão andando em campo, é triste mas o sonho acabou as chances foram dadas. Vendo o final de papão e Vasco aos 45 do seg. e os correndo como se estivesse começando o jogo. Abraço e até 2017.

  • sivaldo

    boa tarde marlon o crb ainda cai

    • Marlon Araújo

      Matematicamente faltam 3 pontos , não cai time fez uma 1ª fase perto da perfeição , assim praticamente assegurou sua permanência .

  • santos

    muito bom seu comentário, concordo em quase tudo exceto o seu escolhido como destaque.

  • Silvia Palmeira

    Triste CRB, sou Regateana, mas ter que aguentar com esses resultados pífios, enoja e não consigo ver boas condições para o acesso. Vou aguardar.

  • ALDO

    A diretoria do CRB, não tem o menor interesse que o time suba para a série A, e com toda razão, o investimento é muito alto e o risco enorme. Pés no chão rapaziada e quando o nosso Galo tiver em condições de disputar uma série A, estaremos lá. Calma, fiquemos com a série b.

    • Flávio

      Pode ser, porem o CSA está chegando, daqui ha pouco eles vão estar disputando série B, eles chegando vão querer subir para série A, se eles subirem primeiro que o CRB será uma grande vergonha para uma equipe que passou 20 anos do quais 17 só se mantendo na série B,um time sem ambição. CSA foi vice campeão da commenbol se fosse CRB nem chegaria a disputar alegando falta de estrutura.sou CRB mais é um timinho com técnico fraco sem muitas ambição.

  • Rubens Mário

    Meu prezado, não consigo compreender a praticidade do fechamento dos treinos. O time toma gols em todos os jogos, da mesma maneira – os adversários cruzam as bolas, elas passam livres pelos nossos goleiros e zagueiros, aparecendo um jogador adversário no segundo pau para colocar a bola para dentro. Foi assim em uase todos os nossos jogos; lembro muito bem dos nossos três últimos jogos – Bahia, Bragantino e Atlético. É também inexplicável, pelo menos, para nós torcedores, a absurda queda de rendimento dos nossos dois goleiros, do Luidy, do Zé Carlos, do Bocão, do Roger Gaúcho e do Wellington Júnior. Me desculpe, mas, entendo que quando o Mazola atrai os adversários aqui em Maceió, para o seu campo, propicia cruzamentos para a nossa área, e que geralmente, são mortais. Em quase todos os jogos tomamos gols nos últimos minutos,e, sempre da mesma forma.

  • Eduardo Hora

    Marlon, o CRB parece murchar em partidas em casa no segundo tempo. Isso não pode ser coincidência. Parece ser físico. E outra: Luidy, que foi o principal jogador do CRB na fase boa, não está jogando nada. E outros como Roger Gaúcho e Zé Carlos precisam se recondicionar.

  • Jorge Machado

    Melhor desempenho com piores resultados? Desculpa, Marlon, isso pode ser muito bom para comentar, mas é péssimo para o torcedor. Preferimos o time jogando mal, como contra o Bragantino, mas ganhando. Aliás, já que vc valoriza tanto o desempenho, neste ano, infelizmente, o CRB vai amargar o pior “desempenho” em casa na história da série B. O que é muito ruim, pois as vitórias fora de casa são acompanhadas ao vivo, pela TV, apenas pelos que podem pagar pacotes caros de TV por assinatura. O povão só ouve, pelo rádio (aliás, muitas emissoras de rádio daqui já nem transmitem jogos ao vivo fora de casa. “Copiam” da TV, em caiadas narrações). No Rei Pelé, ao vivo, a nação regatiana se frustra a cada jogo. Muito ruim.

  • Carlos Melo

    Do meu ponto de vista dar a entender que há qualquer mal entendimento entre os jogadores do CRB e Diretoria. Pois não tem explicação essa conduta do CRB. Salário em dia, premio prometido, logística de viagem das melhores possível, CT completo e os atletas não corresponde com o clube. Um bom exemplo disso foi a reação contra o Bahia, quando eles querem jogar dão fôlego, sangue, seja lá oque for, mas quando não querem não se esforçam. Isto com exceção, mas sua maioria não se esforçam. E o Mazola continua mantendo o mesmo plantel. É preciso mudar enquanto há tempo.

  • Andrei César

    O esquema tático do Crb,é ótimo para jogar fora de casa,em casa não serve.Todo jogo em casa,o Crb chama o adversário pra o seu campo,pede pra levar pressão,e acaba levando o gol. Ter 3 atacantes não significa dizer que o time vai atacar bastante,pelo contrário,dificulta muito a marcação no meio,em um contra ataque,por exemplo,o time fica muito exposto. Crb precisa preencher mais esse meio campo, jogar no 4-4-2 em casa,e no esquema atual fora, 4-4-2,vai propiciar ao time uma maior posse de bola. Ligação direta não foi a marca do Crb do primeiro turno. Vi o Crb com posse de bola,jogando bonito,valorizando a posse,hoje não,se livra da bola e recebe pressão todo jogo. Os times vem aqui,vão pra cima do Crb,justamente porque ele não se impõe,aceita a pressão,não da pra jogar toda vez assim,levando pressão em casa,chamar o adversário pra seu campo não ta funcionando,sempre leva pressão.

  • José Oliveira

    Marlon, devido ao momento do CRB não pude esperar para o seu próximo comentário, ja se comentar que o CRB pode dispersar alguns jogadores, aconselharia a não fazer isso no momento, mas dispensaria o técnico Mazola Júnior, continuaria com auxiliar que conhece o elenco parece ser competente e seguro, e contrataria um técnico Marcelo Chamusca. A diretoria não pode cruzar os braços nesse momento, assim como o Náutico e todas equipes que agora estão na frente do CRB não cruzou.

Deixe uma resposta santos
Cancelar reply