CRB bem, CSA líder com apagão, ASA esperado e Murici complicando-se – Blog do Marlon
Reação tímida contra uma onda que deveria ter posicionamentos fortes dos clubes
Números mostram porque Diego é o nome do CRB na Série B

O final de semana para o futebol de Alagoas teve dois destaques: a dupla CSA e CRB. Mas também teve o ASA dentro do esperado e o Murici se complicando.

Tudo começou com o CRB. Foi um espetáculo dentro e fora de campo. Em um local com respeito a imprensa e ao torcedor, o CRB fez uma grande exibição, comprovou a ótima fase e mostrou força e apresentou um entrosamento com o seu torcedor que brilhou nas arquibancadas da Arena de Pernambuco.

Destaques para Gérson Magrão, grande nome do jogo e para Diego, apontado em um post recente como o jogador mais efetivo da equipe na Série B e Matheus Galdezani que cresceu demais em seu retorno. Mazola Júnior mais uma vez foi perfeito no aspecto tático, com o CRB sobrando na casa do adversário. Vuaden fez uma arbitragem estilo Fifa e só não tirou 10 por conta de dois impedimentos marcados equivocadamente contra o CRB.

O CSA venceu. Transformou um jogo tranquilo, em um jogo com sustos. Vencia por 3 a 0 e permitiu que o Guarany chega-se a marcar duas vezes e acaba-se botando uma pressão no final do jogo. Mesmo sumindo e aparecendo no jogo, Cleyton foi bem. O armador Bismarck foi o Garcon do jogo e Obina também fez uma partida destacada. O destaque negativo ficou para alguns torcedores, notadamente, vestindo uniformes de torcida organizada, que protagonizaram cenas de selvageria agredindo um torcedor da cidade de Juazeiro.

Entendo que o ASA teve um desempenho normal em dois jogos fora de casa e contra os times que ocupam o G4. Duas derrotas para Fortaleza e Botafogo-PB fazem o alvinegro sair do G4. Mas dentro da perspectiva do ASA na competição, a campanha é excelente. É bom lembrar que pouco antes de começar a Série C, o time arapiraquense pensava até em não jogar, portanto, com objetivo de permanecer, a equipe está muito bem na disputa.

Ao não fazer o dever de casa, o Murici se complicou. A equipe da zona de mata precisava fazer o dever de casa contra o Fluminense de Feira e apenas empatou. Na rodada final terá que decidir sua sorte contra o Campinense, que após um péssimo começo, entrou na briga. Para complicar, o jogo é em Campina Grande e no mínimo, o Murici precisará empatar para se manter a frente dos paraibanos.

  • José Oliveira

    Sabemos que a situação do CSA vem sendo difícil ao longos de vários anos, como a torcida organizada é diferente da torcida normal azulina, essa sim numerosa e admirada, a torcida organizada quer chamar atenção mais que o próprio time, geralmente com violência, não é para ser assim, torcida organizada é para acompanhar, empurrar o time e cobrar quando necessário, torcida do CRB é menos violenta porque as pessoas são de um nível um pouco melhor, mais talves seria também, se o CRB ficasse em jejum por tanto tempo, como sabemos cobrar de forma correta, isso nunca acontece, mesmo que alguns discorde, é simples assim.

    • Joca de Quebec

      Comentário fora de propósito ligando a questão da violência às pessoas pobres. Perdeu a oportunidade de ficar calado.

  • Sebastião Magalhães

    Além da selvageria da torcida organizada do CSA em Juazeiro, também a torcida organizada do ASA protagonizou cenas de violência e bestialidade em João Pessoa. No momento em que o futebol alagoano alcança uma projeção regional que há muito tempo não acontecia, essas torcidas organizadas de CSA e ASA, repleta de meliantes travestidos de torcedores, estão ocupando mais espaço na mídia esportiva brasileira que os nossos clubes.E por que isso acontece? Pela omissão de nossas autoridades, especialmente do Poder Judiciário e do Ministério Público. Triste realidade de um Estado que não consegue resolver nem esse problema, quem dirá os demais…

  • gabriel

    o cara joga uma bomba caseira na arquibancada e entra soltando rojão nos azulinos e a culpa da confusão é da organizada do CSA ? me poupem da hipocrisia de vcs .
    vamos aos fatos primeiro pra comentar algo.

  • thays moura

    INACREDITÁVEL!!!
    Dois torcedores, viajaram para Recife de 50c(cinquentinha), só pra acompanhar o Galão da massa. Verdadeiros MITOS!!!
    Há quem diga que é apenas futebol..

  • CARLOS FRANCISCO DE FARIAS

    Foi uma vergonha ver os torcedores do gigante de Alagoas presos em João Pessoa como se estivessem dentro de um esgoto.Com relação aos torcedores azulinos,estes gostam de protagonizar confusão.Quem não lembra da final do Alagoano?por conta disso,os dois clubes foram prejudicados.Ainda,após o jogo do galo em Recife contra o náutico,alguns torcedores regatianos foram assaltados na volta pra Alagoas na estrada.Mas,a organizada regatiana não é flor que se cheire.Que saudades dos tempos das velhas charangas em?lembra Marlon?

  • José Oliveira

    Vou torcer que não aconteça, mas o meu maior receio agora, é do CRB não está preparado para está na ponta da tabela, brigando com os líderes, receio que os jogadores passe a tirar o pé, e ter aquele esforço a mais que está tendo atualmente, luta a mais que faz os grandes serem grandes.

  • Rubem Izidro

    Boa tarde Marlon,

    Gostaria de saber se você tem alguma informação sobre uma possível volta do João Paulo Penha ao CSA.
    De acordo com a matéria publicada no EI (link abaixo), o jogador foi desligado do Bahia.

    http://esporteinterativo.com.br/futebol-nordeste/nei-pandolfo-justifica-saidas-de-danilo-pires-thiago-ribeiro-hayner-e-joao-paulo-penha/

    Agradeço antecipadamente.