CSA atinge mais um objetivo – Blog do Marlon
Coruripe perde mas segue, CRB e ASA estreiam hoje no "escuro"
CRB cai em pé, mas precisará mostrar regularidade
Postura de marcar forte a saída de bola do csa surpreendeu e fez o Asa dominar as ações na primeira etapa.

Postura de marcar forte a saída de bola do csa surpreendeu e fez o Asa dominar as ações na primeira etapa.

O CSA atingiu mais um objetivo na temporada. A classificação para as semifinais foi conseguida antecipada com duas rodadas de antecipação. O time venceu mais um clássico e conseguiu mostrar a força que vem apresentando nesta temporada.
Em 13 jogos são doze vitórias. O CSA ainda não ganhou nada dentro da competição, mas atravessou duas fases da competição sem sustos como foi em anos anteriores. Mais uma vez, o técnico Oliveira Canindé mostrou acerto em mudar a forma do time se posicionar, sem alterar peças.
Não estou dizendo que o CSA é imbatível, que já é finalista ou que já está na Série D, mas é verdade que até agora o time azulino sobra em relação aos outros concorrentes. A vitória sobre o ASA mostrou mais uma vez que o CSA está no caminho certo.

O jogo tático

A Segunda etapa iniciou com Oliveira Canindé sem trocar atletas , modificou o CSA em 4 posicionamentos de atletas , ele fez Panda ocupar a lateral esquerda , Didira recuou de meia centralizado para segundo volante , Rafinha que estava na 1ª etapa de lateral esquerdo, assumiu a 2º linha jogando como extrema esquerda e trazendo Soares para jogar como ligação ao ataque pelo corredor central.

A Segunda etapa iniciou com Oliveira Canindé sem trocar atletas , modificou o CSA em 4 posicionamentos de atletas , ele fez Panda ocupar a lateral esquerda , Didira recuou de meia centralizado para segundo volante , Rafinha que estava na 1ª etapa de lateral esquerdo, assumiu a 2º linha jogando como extrema esquerda e trazendo Soares para jogar como ligação ao ataque pelo corredor central.

O time do asa trouxe Ederson volante como novidade na escalação , Vica fazia um asa no 4- 1 (Jorginho) 4 – 1(Danilo Galvão). O alvinegro aproximava a marcação nos volantes azulinos é assim recuperava rapidamente a posse de bola

O ASA seguiu propondo mais o jogo, e aos 16′, o bom meio campista Everton Heleno arriscou um forte chute de fora da área e acertou a trave de Jeferson. O fantasma jogava melhor enquanto o CSA errava muitos passes e não conseguia iniciar a transição ofensiva . Aos 19′, Chiquinho cobrou falta com efeito e obrigou Jeferson a espalmar para longe do gol. Após o lance, Chiquinho cobrou escanteio e serviu Everton Heleno, sem marcação, cabeceou para fora.

Melhor na partida, o Fantasma seguiu assustando o time marujo. Aos 30′ o meia RafaeL camisa 10 do ASA , pegou o rebote e sem deixar a bola cair finalizou e o paredão azulino fez uma bela defesa colocando para escanteio. O asa desperdiçava a chance d transformar em gols a superioridade exercida na 1ª etapa.

A segunda etapa iniciou com Oliveira Canindé sem trocar atletas , modificou o CSA em 4 posicionamentos de atletas , ele fez Panda ocupar a lateral esquerda , Didira recuou de meia centralizado para segundo volante , Rafinha que estava na 1ª etapa de lateral esquerdo, assumiu a 2º linha jogando como extrema esquerda e trazendo Soares para jogar como ligação ao ataque pelo corredor central. O CSA dominou as ações ofensivas.

Jorginho demorou a perceber que didira era segundo volante e não mais meia e acompanhava didira deixando um espaço a s r explorado pelo CSA. O melhor momento azulino foi premiado aos 8′, Panda cobrou falta da esquerda e Douglas apareceu para cabecear e fazer o gol da partida.

O CSA após o gol continuava dominar as ações , marcava mais baixo e permitia a posse de bola para o alvinegro e ao roubar conseguia sair muito rápido , mas não conseguiu ampliar o marcador.
O árbitro Dênis Serafim recebeu nota 9. Já o craque foi Douglas zagueiro do CSA.

Atualmente não há comentários.