Superioridade total – Blog do Marlon
Faltou ao CRB mostrar o que já tinha mostrado
Vitória com placar largo, mas que deixa lições
Sistema de jogo do CSA privilegiando a dinâmica dos homens de frente

Sistema de jogo do CSA privilegiando a dinâmica dos homens de frente

O CSA entrou em campo buscando afirmação como equipe. Mesmo tendo sido superior em Coruripe não apresentou um bom futebol. Venceu por 3 a 0 e gerou questionamentos. Era necessário vencer, mostrar força e convencer.

Além disto, o CSA contava com a necessidade de superar um trauma do ano passado quando em casa foi eliminado da decisão do Alagoano pelo Coruripe. A torcida acrediou e mais de sete mil pagantes estiveram no Rei Pelé.

Em campo, o time correspondeu. Com vários jogadores mostrando uma grande atuação, a partida desenhou-se fácil para o CSA. Bismarck fez o jogo ficar mais fácil, com movimentação, gols e assistências.

O entendimento entre o time e o torcedor parece que será um reforço a mais para o time azulino.

O jogo tático

O jogo onde o CSA foi absolutamente superior, enfrentou um frágil Ipanema que tentava dificultar as ações ofensivas do CSA no 3-5-2 e que ficava claro que Lino queria povoar o meio e jogando sem referências aproveitar os espaços nas costas do laterais do CSA .

Mas Oliveira Canindé trouxe novidades nas laterais , Choco na lateral é um jogador mais defensivo e Rafinha só apoiava na boa , Lino começou a ver a linha de três do CSA desorganizar o modelo defensivo , devido à troca de posicionamento constante e com muito mais dinâmica e profundidade trazida à equipe pelo atleta Soares.

Com isso o CSA variava do 4-2-3-1 para o 4-1-4-1 e em alguns momentos 4-2-2-2, esse modelo quando soares adiantava como um segundo atacante .

O meia Bismarck foi o craque do jogo. Dinâmico durante todo o jogo, fez dois gols, um, inclusive de bela feitura, e ainda deu uma assistência.Mas também é necessário ressaltar o bom jogo que fizeram Luiz Soares e Rafael Oliveira, este último buscando o gol o tempo inteiro até conseguir.

Até agora , a exceção do jogo do Treze, o CSA não teve testado o seu sistema defensivo. Espera-se que em Coruripe , a defesa seja mais testada.

Dênis Ribeiro Serafim comandou uma partida de maneira fácil e sempre com o controle do jogo. Recebeu nota 9.