CRB tem ótimo desempenho e péssimo resultado – Blog do Marlon
Com erros, acertos, correções e determinação, CRB “queima” o Botafogo
CRB: terminou a ida, se o torcedor não chegar, não tem volta
CRB determinado na marcação da saída de bola do Bragantino, destaque para os atacantes e meias participando efetivamente - Ilustração: Marlon Araújo - Tatical Pad

CRB determinado na marcação da saída de bola do Bragantino, destaque para os atacantes e meias participando efetivamente – Ilustração: Marlon Araújo – Tatical Pad

A sorte que ressaltei no jogo do Criciúma causou reações distintas no internauta. O futebol é curioso pois no jogo seguinte, a sorte faltou ao CRB. O time foi quase perfeito contra o Bragantino. Mazola escolheu a estratégia certa, fez as mesmas modificações que eu faria, pois o time para jogar, soltou a equipe, mas levou azar, ou melhor, faltou sorte no momento decisivo da partida. Como profissional do futebol não avalio resultado, avalio a performance e apesar da derrota de virada para o Bragantino, o CRB fez – no meu entender – a melhor apresentação fora de casa em toda a Série B. Imagino que sabendo das dificuldades dos dois próximos jogos, contra Botafogo, mesmo sendo em casa, e contra o Bahia, Mazola apostou suas fichas em ir beliscar o Bragantino em Bragança. Fez tudo certo, mas o futebol segue punindo quem erra ou quem não consegue ser eficiente. Bocão errou, até brinquei que foi o excesso de gel no cabelo que prendeu a bola, e em pelo menos três oportunidades, Cañete, Ricardinho e Zé Carlos perderam oportunidades de matar o jogo. É, assim é o futebol.

O Jogo tático

A entrada de Jobinho pelo lado esquerdo com a chegada do lateral Roberto e o apoio do volante Jocinei foi o caminho para virada. - Ilustração: Marlon Araújo - Tatical Pad

A entrada de Jobinho pelo lado esquerdo com a chegada do lateral Roberto e o apoio do volante Jocinei foi o caminho para virada. – Ilustração: Marlon Araújo – Tatical Pad

O jogo iniciou mostrando o CRB como uma postura diferente , com mais volume de jogo e mais a posse de bola no campo ofensivo. Marcava de forma efetiva a saída de bola do Bragantino e conseguia assim propor o jogo.

Não demorou muito para o Galo abrir o placar. Em uma jogada ensaiada , Ricardinho cruzou na medida para Zé Carlos, que subiu sozinho para marcar aos 22 minutos, o seu 11º gol , liderando artilharia da Série B. O massa bruta após ficar em desvantagem, foi obrigado a sair mais ao ataque , o CRB recuou suas linhas e assistiu o Braga criar chances. Mesmo assim., o Galo conseguiu segurar o marcador , levando a vantagem para o intervalo.

A segunda etapa o técnico Wagner Lopes desfez o 4-4-2 losango com 03 volantes e foi apostar na intensidade do atacante e artilheiro do Massa Bruta, Jobinho, 17 , que entrou no lugar do volante Renan. O Braga veio no 4-3-3 e rapidamente aos 6, Lincoln recebeu de Rodolfo e, de primeira, empatou o duelo. O time mandante manteve o ritmo e chegou mais vezes com perigo.

Pouco a pouco, o jogo foi ficando equilibrado, mas faltou ao CRB eficiência na finalização nas chances criadas, assim a partida parecia caminhar para o empate, o Estreante Bocão errou feio e deixou Jobinho de cara para o gol, que tocou na saída do goleiro. Virada do Bragantino !

Craque do jogo – ressaltei o grande jogo feito pelo Juliano e Ricardinho do CRB , mas quem entrou e mudou o panorama da partida e ainda decidiu o jogo foi Jobinho. Arbitragem nota 10 do gaúcho Daniel Nobre Bins e seus assistentes.

  • Jonas Torres

    Concordo com vc Marlon, o CRB fez a sua melhor apresentação fora de casa, e verdade não teve sorte ou competência para matar o jogo, mas é assim que tem que jogar pra cima tentando vencer, CRB 2 x 1 Botafogo falei….