CRB goleia, CSA ajuda e Galo está na briga – Blog do Marlon
Chegou a hora do prejuízo!
CSA venceu mas correu riscos de novo castigo
No começo, CEO encaixou a marcação  nos laterais do CRB e dificultou as ações regatianas - Ilustração: Marlon Araújo - Tatical Pad

No começo, CEO encaixou a marcação nos laterais do CRB e dificultou as ações regatianas – Ilustração: Marlon Araújo – Tatical Pad

Foi impressionante ver aspectos que o formato do Alagoano proporcionou. Ver o CRB goleando o CEO e neste momento, praticamente classificando o CSA , mesmo com a derrota parcial do time azulino.

Depois ver boa parte da torcida do CRB no Rei Pelé, comemorar o gol do CSA, que dava o empate, a classificação ao CSA, mas essencialmente, recolocava o CRB com boas chances de classificação ao depender apenas de suas forças.

Ao final, independente da goleada do CRB por 5 a 0 sobre o CEO, independente dos três gols de Clebinho, da volta de Morais ou do golaço de Maxwell, o CRB comemorou a sua “liberdade” na reta final de poder depender apenas de sua vitória para ser semifinalista.

Lembro que como time de maior investimento no Alagoano e como representante de Alagoas na Serie B, a ausência do Galo nas semifinais seria injustificável. Portanto, que venha a ultima rodada e com ela, todas as suas emoções.

O jogo tático

CRB por boa parte do jogo permitia a posse do CeO os volantes jogavam livres , e até a intermediária do CRB tinham total liberdade - Ilustração: Marlon Araújo - Tatical Pad

CRB por boa parte do jogo permitia a posse do CeO os volantes jogavam livres , e até a intermediária do CRB tinham total liberdade – Ilustração: Marlon Araújo – Tatical Pad

Durou pouco mais de cinco minutos, o controle do jogo que o CEO apresentou. A equipe de Olho D’Água das Flores posicionou o volante Cristiano entre os dois zagueiros e liberou seus dois laterais para marcar alto, batendo com os laterais do CRB.

Durante boa parte do jogo, os volantes do CEO jogavam livres e transitavam até a intermediária do time do CRB, com total liberdade.

Aos poucos, o CRB dominou todas as ações de partida. O CRB conseguiu empurrar os laterais do CEO para o seu campo defensivo, Olívio passou a armar o time e Clebinho e Fernando trocaram de posição com constância, o que confundiu o CEO. Mais qualificado, o CRB construiu jogadas pelos lados, ora como Paulo Sérgio, ora com João Victor e ainda contando com João Henrique. Assim chegou aos gols.

CRB ultrapassou os laterais Olívio participou do ofensivo , Clebinho trocando de posição com Fernando - Ilustração: Marlon Araújo - Tatical Pad

CRB ultrapassou os laterais Olívio participou do ofensivo , Clebinho trocando de posição com Fernando – Ilustração: Marlon Araújo – Tatical Pad

Com três a zero, o CRB entrou em ritmo de treino e somente aguardava as duas outras partidas que lhe interessavam. Foi no mínimo curioso ver parte do torcedor do CRB comemorando o gol de empate do CSA em Palmeira dos Índios, dando ao CRB totais chances de avançar as semifinais.

Com Morais e Maxwell com vontade de jogar, o CRB fez mais dois belos gols, com Clebinho fazendo o terceiro e Maxweel mostrando personalidade e fazendo o primeiro gol como profissional.

Clebinho foi o craque e José Ricardo Laranjeira teve uma atuação perfeita, nota 10, em uma partida em ritmo de treino.

  • Thiago Camêlo Fonseca

    Caro Marlon,

    Dois aspectos que queria destacar para a rodada de quarta-feira.

    1º) – Diz respeito ao descenso. São 03 equipes lutando para não cair, Ipanema, Murici e o CEO, e o curioso e que dá um ar mais dramático e mais “justo”, é que cada equipe depende apenas de si. Se o canarinho do sertão vencer em casa o já eliminado Santa Rita, se livra. Caso o Muirici vença o Ceo, escapa pois passaria o próprio tricolor sertanejo, deixando a briga entre os rivais do sertão; por sua vez, se o CEO não perder pro Murici, escaparia, pois estaria a frente do seu adversário. Não me recordo de uma situação semelhante em outros estaduais. Lembrando que o que leva ao rebaixamento da equipe é o percentual de aproveitamento, e não os pontos líquidos, pois o Murici tem 01 jogo a menos que CEO e Ipanema;

    2º) Diz respeito à vaga do CSA para a série D neste ano. Há uma possibilidade de CSA garantir, TEORICAMENTE, sua vaga na série D já nesta quarta-feira, qual seria: crb vencer o coruripe e o ceo bater o murici. Explico! Com esses dois resultados as semi finais se configurariam da seguinte forma: Asa e Crb; Csa e Ceo. Os dois primeiros já estão na série C e B, respectivamente. E do outro lado, mesmo se o Ceo superasse o CSA, muito dificilmente participaria de uma série D, pois sabemos das dificuldades de uma equipe participar desta série, onde praticamente não há aporte financeiro nenhum da CBF, ficando as rendas dos jogos, como ajuda de patrocinadores e dos poderes públicos (prefeitura) como, praticamente, as únicas viabilidades para recurso financeiros. Vemos todos os anos, equipes que conseguem no campo vaga para a série D, mas desistem por suas realidades financeiras, Infelizmente. Quero deixar bem claro, que é apenas um comentário da realidade do nosso futebol e por isso destaquei que é apenas teoricamente esta possibilidade.

    Atenciosamente

    Thiago Camêlo

  • GUSTAVO

    O CRB NÃO AJUDOU O CSA VENCENDO O CEO? AZULINO!

Deixe uma resposta GUSTAVO
Cancelar reply