CSA venceu mas correu riscos de novo castigo – Blog do Marlon
CRB goleia, CSA ajuda e Galo está na briga
Volta no tempo

Jogo Tático

Disposição do CSA no começo da partida diante do Santa Rita - Ilustração: Marlon Araújo - Tatical Pad

Disposição do CSA no começo da partida diante do Santa Rita – Ilustração: Marlon Araújo – Tatical Pad

Vencer o Santa Rita por 1 a 0 no Rei Pelé tem duas formas de observação. Na primeira mostra que o time está mais estável. Conseguiu o segundo resultado positivo e manteve-se na liderança do seu grupo no 2º turno.

A outra forma expõe que o CSA poderá pagar muito caro pela quantidade de gols que perde ao longo de uma partida, como já pagou no clássico contra o CRB.

O time mostra uma intensidade inicial, cria, poderia matar o jogo, mas desperdiça as chances e depois sente o desgaste. Nedo Xavier admitiu problemas físicos, pois Arthur Santiago chegou a poucos dias e não tem como corrigir o rumo em meio a jogos aos domingos e as quartas-feiras. O técnico azulino também reclamou da “velha fofoca” no CSA.

Com a vitória, o CSA isolou-se na liderança e poderá se classificar até neste final de semana, se conseguir empatar com o CSE em Palmeira e o CRB derrotar o CEO.

O Jogo tático

CSA mostrou compactação e atacantes passaram da linha da bola - Ilustração: Marlon Araújo - Tatical Pad

CSA mostrou compactação e atacantes passaram da linha da bola – Ilustração: Marlon Araújo – Tatical Pad

O CSA iniciou a partida no 4-3-1-2 em ritmo intenso. Sem posse de bola, a equipe passava da linha da bola e assim ocupava os espaços. Logo aos dez minutos, foi premiado com um gol. Zé Paulo dominou e bateu de voleio , encobrindo o goleiro Cris. Fazendo um Lindo Gol !

O Santa Rita entrou em campo com muito pouca inspiração, tinha até uma boa posse de bola mas esbarrava no excelente jogo coletivo que fazia o CSA , com muita pegada quando o adversário entrava no seu campo. Lento, o time de Boca da Mata foi inofensivo no primeiro tempo.

O CSA, voltou a criar várias chances na primeira etapa, mas Zé Paulo, Reinaldo, Rafael Granja e Eleyser desperdiçaram.O clube azulino oscilou, na transição ofensiva, hora quando roubava a bola. O meia Rafael Granja aparecia com 3º homem do ataque pelo lado esquerdo com apoios de Paulinho e a chegada dos volantes do lado contrário é assim chegava compacto ofensivamente. Devido ao Santa Rita projetar seus 3 atacantes , a bola chegava no meia azulino e havia uma enorme distância entre os setores , isso principalmente no segundo tempo com a saída de Rafael Granja e Marcos Antonio.

Compactação do CSA com apoio dos laterias: time jogou e chegou certo no 1º tempo - - Ilustração: Marlon Araújo - Tatical Pad

Compactação do CSA com apoio dos laterias: time jogou e chegou certo no 1º tempo – – Ilustração: Marlon Araújo – Tatical Pad

Na 2ª etapa, o CSA iniciou em cima nos primeiros minutos, mas seguia com muita dificuldade de finalizar com eficiência. Foi um verdadeiro show de finalizações por sobre os gols de Cris e Jeferson , O Santa Rita perdeu Gabriel, expulso aos 31, e ainda causou perigo no final do jogo, mostrando uma deficiência física na equipe azulina. No finalzinho, Anderson Paraíba conseguiu acertar o gol , mas Rafael Silva evitou o segundo gol em cima da linha.

  • Diego

    O csa só precisa de um homem gol não um atacante esforçado Reinaldo Alagoano bom jogador mais leva azar em relação a gols precisa dar ritmo a Diego neves artilheiro do sergipano pode ser até uma boa opção é outro Rafael aidar ótima opção pelos lados do campo Zé Paulo ótimo jogador mais fica muito parado no jogo precisa ter mais dianimu de jogo se comprometer mais com csa Rafael granja fez ótimo jogo

  • Thiago Camêlo Fonseca

    Caro Marlon,

    em relação à reclamação do Nêdo Xavier quanto ao aspecto físico do CSA, concordo em parte. Como ele está no dia a dia do clube, com certeza ele deve observar o rendimento dos atletas no pós jogo e perceber realmente um desgaste acima do normal. Já em relação ao condicionamento físico diante da partida, entendo que deve ser levado em consideração também o ritmo alucinante que é imposto pelo time na primeira parte dos jogos, sobretudo no Rei Pelé! Não há time que consiga manter aquele ritmo 90 minutos, o CSA impõe um ritmo pra definir o jogo, ou seja, se ele desperdiçasse menos as oportunidades, se abrisse uma vantagem de 2 gols, no mínimo, pelas chances reais desperdiçadas, provavelmente ele adotaria uma postura tática pra segunda parte do jogo que desgastaria menos qualquer equipe, compensaria o intenso ritmo do início da partida, qual seria: um time mais fechado e mais compacto, explorando os contra ataques.

    Acho que mais uma vez o Nêdo foi infeliz em uma das substituições: O deslocamento do Romário para volante, onde o mesmo já estava habituado e com cacuetes de zagueiro, devido a função que vinha desempenhando. Acho que o correto, seria um jogador da posição pro lugar do Marco Antônio.

    Ficou evidenciado que esquema tático que mais se coaduna com o time do CSA é o 4-4-2, com losango no meio (trinca de volantes).

    Um abraço!

  • Luciano Rios

    Isso mesmo!
    Parabéns!

  • José Wilton

    Só uma urucubaca tramada, urdida e executada nos subterrâneos “macbarbosianos” poderia impedir a classificação do Glorioso Azulão, eu disse PODERIA, porque, na verdade, o CSA parece que tomou um banho de descarrego e tornou-se imune aos sortilégios. O caminhão de gols perdidos em cada jogo não é mandinga rosa, é um somatório de ansiedade, pressão psicológica e incompetência. Digo tudo isso para afirmar com convicção e fundada esperança que o CSA já está CLASSIFICADÍSSIMO para a semifinal, por esta razão: O CEO tem 8 pontos e saldo negativo de 4 gols, vai naturalmente perder domingo pro CRB, digamos pelo placar mínimo, aí ficará com 8 p. e saldo negativo de 5 gols, depois ganha (sei lá… sei lá…) do Murici pelo placar mínimo e ficará com 11 pontos e saldo negativo de 4 gols. o CSA tem 11 pontos e saldo positvo de l gol, perde pro CSE com 2 gols diferença, mesmo placar para o jogo com o ASA, aí continuaria com 11 pontos e saldo negativo de 3 gols, portanto a frente do CEO que no caso, teria o mesmo numero de vitórias do CSA (3). Eis por que vejo dois cenários: 1) REALISTA – CSA primeiro do grupo; SUPER PESSIMISTA: CSA segundo.

Deixe uma resposta Diego
Cancelar reply