Modelo a ser sempre repetido – Blog do Marlon
Sem jogar bem, CSA ganha bem
A vitória da eficiência sobre o merecimento

Esperei mais de 24h após o clássico entre CSA x CRB na última 4ª feira no Estádio Rei Pelé para verificar possíveis ruídos na segurança estabelecida para o segundo clássico. Confesso que não ouvi, vi ou li absolutamente nada.

Isto me faz concluir que o esquema de segurança funcionou perfeitamente. A mão do Estado funcionou com eficiência. Foram 462 homens envolvidos. A chegada, o entorno, o processo durante a partida, o pós, tudo funcionou perfeitamente.

Houve correções de um jogo para o outro. Mesmo considerando a diminuição da quantidade de torcedores, o policiamento cercou , mapeou e fez adaptações entre uma partida e outra. Neste segundo jogo, destaque para a presença de um patrulhão do BOPE – pois eram dez policiais – como cordão de isolamento entre a torcida do CRB e o tapume que separa as torcidas.

Visualmente foram tantos policiais que intimidaram qualquer tipo de tumulto. Após uma forte cobrança da sociedade e da imprensa, a PM adequou-se ao momento e teve uma atuação digna de nota 10. O clima criado no domingo antes, durante e depois teve uma resposta forte da máquina pública, envolvendo a Polícia Militar, a Policia Civil, a Força Nacional, o Juizado do Torcedor, instalado e funcionando no Rei Pelé, assim como a Delegacia dentro do Estádio, além da presença de promotores públicos dentro do Estádio.

Guardadas as devidas proporções – e principalmente a quantidade de homens – o esquema precisa funcionar desta maneira para todos os clássicos e adequar este padrão para outros jogos.

Ações paralelas com fechamento das sedes das torcidas, impedimento delas estarem no Estádio e punição, como exemplo para os outros, além da divulgação dos punidos, irá diminuir o vandalismo de alguns bandidos travestidos de torcedores.

O cerco foi fechado e o efeito dominó, com a PM prendendo, a Polícia Civil confeccionando o TCO e a Justiça determinando a cumprimento da punição a dois torcedores azulinos, mostrou agilidade e eficiência no processo. Ponto para a PM. Ponto para todos os envolvidos na segurança. Ponto para o torcedor, para o cidadão de bem. Ponto para o futebol. Ganhamos todos.

Atualmente não há comentários.