A mesmice já conhecida – Blog do Marlon
Premiar uma má administração?
Não é a oitava maravilha do mundo, mas tem potencial para crescer
Rei Pele sera palco da partida de abertura do Alagoano 2015 no dia 28 - Foto: Alberto Oliveira

Rei Pele sera palco da partida de abertura do Alagoano 2015 no dia 28 – Foto: Alberto Oliveira

Há exatos 15 dias para o início do Campeonato Alagoano 2015, o clima é de incertezas. Enfrentando dificuldades com um sistema novo para transferência de atletas, a Federação Alagoana de Futebol (FAF) já adiou por duas vezes o começo da competição.

Trabalhamos com a largada sendo dada no dia 18, depois seria no dia 21 e agora surge a data do dia 28. Sem dúvida que os motivos são justificados até porque o sistema prejudicou a todos, mas podemos deixar de encarar a realidade que o nosso futebol é desorganizado.

Além do problema com as transferências também enfrentamos o repetitivo problema dos estádios. Sem profissionalismo e dependendo do poder público na maioria dos municípios, os nossos clubes adiam as melhorias exigidas, não dispõe dos laudos e no improviso, acabam tomando as medidas necessárias de última hora. Restando os 15 dias para início da competição, apenas o Estádio Juca Sampaio, em Palmeira dos Índios, esta apto.

Também trabalhamos com uma inesperada insurgência de três clubes, isso mesmo, agora são três clubes e, não apenas o Murici – também subescreveram o mandato de garantia – Ipanema e CEO, questionando a tabela publicada.

Todos estes problemas terão reflexos mais adiante com o aperto das datas, o atropelo para os jogadores e o sacrifício para os torcedores. Permanecemos com as mesmas características de desorganização, pensamentos individuais e pondo no mercado um produto cheio de questionamentos. Uma pena, mas que venha o Alagoano, com seus defeitos, desorganização e problemas, pois é isto que temos para o nosso futebol.

  • MARCIO R VILELA

    reflexo da administração do nosso futebol.

  • paulo duarte da silva

    tudo isto para beneficio do csa que esse csa e um time como qualquer outro feijo e assim tudo para o lado dele se fosse para outro clube ele nao faria.

  • Valdemir

    A Federação Alagoana é uma casa sem comando.
    Fui ao Rei Pelé, no último domingo, e percebi um Estádio sujo, abandonado, várias fissuras nas paredes etc.
    Entendo que o futebol alagoano, no seu comando, precisa de homens que tenham pelo menos um pouco de responsabilidade e respeito ao torcedor.
    Vi vários torcedores comprando ingressos de meia entrada sem ter a comprovação do direito: uma zorra total.
    Você acha que existe motivação para o torcedor ir ao estádio?

  • fabiano chulapa

    esse campeonato e uma resenha, mais sempre o não sei se áh ,fica de fora e o meu galo fica até a final kkkkkkkkkkkkk