Sempre que escutamos a palavra limite algumas reações acontecem em nosso corpo, há pessoas que não lidam bem com ela e outras que estão mais familiarizadas. Sua tradução quer dizer “ponto extremo que não pode ou não deve ser ultrapassado”, o que nos transporta para uma reflexão importante nos dias atuais, será que estamos respeitando os nossos limites e os limites dos outros? É sobre esse assunto que vamos conversar hoje, fique comigo até o fim e aprenda dicas valiosas.

Após o nosso nascimento o processo evolutivo nos ajuda a avançar e nos revela que podemos ir testando os limites da vida, sejam os nossos ou daqueles a nossa volta. A depender das experiências que tivemos podemos ser mais flexíveis ou rígidos quanto ao que nos limita. Quando vamos compreendendo as dinâmicas relacionais vamos transpondo nossos limites e permitindo com que as pessoas se aproximem e possam ter acesso a nossa intimidade, algumas vezes isso dá muito certo, outras vezes nem tanto.

É nesta fase que alguns comprometimentos emocionais podem surgir, mas você pode se perguntar o porquê? Eu explico, sempre que transpomos nossos limites e não os reestabelecemos as nossas defesas não são “religadas”, ou seja, acabamos não reconhecendo situações perigosas e que podem nos desestabilizar. Tente lembrar de todas as vezes que você escolheu confiar em determinadas pessoas e acabou se decepcionando novamente. Busque em sua memória aqueles momentos em que você foi muito gentil com um colega de trabalho e depois de um tempo ele acabou extrapolando os limites e lhe expôs a uma situação constrangedora. Alguns limites precisam ser reestabelecidos para nosso bem-estar, paz interior e tranquilidade mental.

Por vezes somos muito determinados, destemidos, corajosos, ousados e muitas vezes aventureiros, tal perfil revela o quanto precisamos transpor alguns limites estabelecidos ao longo do nosso processo de educação e treinamentos. Mas eu gostaria de te dizer que por vezes nos deparamos com nossos limites internos, não importa o quão forte e resistente podemos ser, haverá dias em que precisaremos desacelerar, dormir um pouco mais, refletir sobre nossas escolhas e lembrar dos motivos que nos trouxeram até aqui.

Entenda que os limites foram estabelecidos para nos lembrar até onde é saudável ir e de que ponto devemos regressar. Há quem os perceba como algo negativo, mas existe um valor especial neles. Olhe para sua história e compreenda o quanto eles foram importantes para você ter chegado até aqui.

Aprenda a se respeitar, isso fará uma incrível diferença em sua passagem por essa vida.

Atualmente não há comentários.