Passamos a vida fazendo escolhas e por vezes nos sentimos culpados por erros do passado, omissões que tivemos e falta de posicionamentos que optamos. O autoperdão sempre esteve presente em nossas vidas e ele possui sua importância de existir, para que possamos olhar para trás e nos perdoarmos, afinal de contas a perfeição não foi administrada em nossas vidas.

Carregamos culpa por não sermos um bom amigo, por ter abandonado pessoas, por não conseguirmos ser bem sucedidos e pelo simples fato de perder a chance de amar e ser amado. Independente do que tenha acontecido, não podemos julgar nosso passado com a maturidade que temos hoje, não é justo conosco.

A culpa é um sentimento que se instala e vai ganhando espaço a partir do momento que não aprendemos a lidar com ela. Tente perceber qual foi a lição que você ainda não aprendeu, após se dar conta disso você vai começar a sentir que será menos preenchido por tal culpa.

Também existem aqueles que carregam culpas pelo comportamento de terceiros, nosso sendo de empatia pode estar tão bem trabalhado que nos colocamos no lugar do outro a fim de sentir suas angustias e buscar dividir o peso da culpa. Vale refletir sobre o que é meu e o que é do outro, será que de fato eu tive alguma parcela de responsabilidade sobre o que aconteceu? Por vezes criamos ilusões e nos distanciamos da realidade, o melhor exercício para encontrar o equilíbrio dentre esses dois é encontrar as evidências reais, caso elas existam e de fato corroborem com suas teorias, ok, caso não, vale regular os pensamentos.

Portando caso você esteja se sentindo culpado por alguma coisa, busque compreender seus motivos, respeitar suas escolhas e aprender a conviver com a nova realidade. Precisamos desenvolver uma maturidade para lidarmos de forma assertiva com nossas escolhas e suas consequências.

—————

Se você deseja ficar por dentro de mais dicas como essas, me segue nas redes sociais, Facebook e Instagram, Psicólogo Vítor Luz.

Caso deseje enviar sugestões, relatos e conversar, aguardo seu contato [email protected].

  • Culpado

    Leva um tempo, dói bastante, mas quando resolvemos acolher o sentimento de culpa e admitir que o sentimos, somente aí é que conseguiremos dissipá-la e ter forças para vence-la!
    O difícil é lidar com as consequências.

    Como diz a canção: “Difícil é esquecer quando se tem amor… “

  • Culpado

    Apesar de ser um caminho bem doloroso, só se consegue lidar com a culpa e em consequência praticar o autoperdão quando se reconhece o erro.

    É dificil, machuca, mas é o que se precisa fazer.

    E torcer para que se consiga conviver com as consequências dos atos, porque esse sim é o nível mais duro.

    Como diz a canção: “Difícil é esquecer quando se tem amor… “