Ao longo da nossa vida vamos aprendendo que existe um tempo para todas as coisas e que o que é nosso está guardado. Tal máxima nos traz paz interior e nos permite colocar os pés no chão e viver o presente. Mas boa parte da humanidade está deixando o presente de lado e vivendo no futuro, acreditando que a antecipação dos pensamentos e problemas podem nos ajudar de alguma forma. Eis que tivemos a ideia genial de pensar que podemos controlar as coisas, pois assim acreditamos que vamos diminuir os riscos, frustrações e chances de algo dar errado. Se você assim como eu também pensava desta forma, fique comigo até o fim deste texto.

Eu sou daqueles que consegue se programar com um ano de antecedência para uma viagem, consigo fazer um roteiro ao longo de um ano, pensar nos passeios, escolher os melhores pontos turísticos a conhecer, encontrar as melhores passagens e acomodações. Fazer as coisas de última hora definitivamente não é minha praia, mas não quero que você confunda organização, planejamento e programação, com controle. Quando nos planejamos de fato evitamos muitos imprevistos e desconfortos, além de reduzir os estresses causados por informações distorcidas na internet, ou seja, diminuímos a imprevisibilidade.

Uma parte minha também tem prazer em orientar os passeios, sugerir a melhor programação para tal dia e dizer as pessoas o que seria melhor para se fazer. Meus amigos acreditam que gosto de controlar um pouco as situações, não entendo como algo negativo quando encontramos o equilíbrio nisso tudo. Em minha temporada na Europa tenho aprendido o valor de viver algumas experiências sem uma programação prévia. Claro que são situações que comportam essa conduta, mas tenho aproveitado cada segundo disso.

Quando tentamos controlar as situações gastamos uma energia além do necessário, isso gera uma ansiedade demasiada e quando algumas coisas não saem como planejado acabamos nos frustrando com as expectativas que nós mesmos criamos. Viver um dia de cada vez além de ser libertado, é magico, pois nos abrimos para as experiências reservadas para aquele momento de nossas vidas. Repare que quando viajamos de trem, de ônibus ou avião, focamos no destino e não aproveitamos o percurso, perdendo os belezas e surpresas reservadas durante aquele caminho.

Quando escolhemos não controlar as coisas conseguimos relaxar, ter uma experiência de vida inspiradora e acima de tudo, acolher o que temos para hoje. Esse é meu desejo para você, que vivas o melhor que a vida tem para te proporcionar, por hoje.

————————-

Se você deseja ficar por dentro de mais dicas como essas, me segue nas redes sociais, Facebook e Instagram, Psicólogo Vítor Luz.

Caso deseje enviar sugestões, relatos e conversar, aguardo seu contato [email protected].

 

 

 

 

 

 

Atualmente não há comentários.