A vida está passando tão depressa que muitas vezes não temos tempo de nos cuidarmos, por vezes fomos treinados e ensinados a cuidar das outras pessoas, seja por doença, escassez ou alguma situação conflituosa. Mas quem nos ensinou a cuidar da gente mesmo? Então as próximas linhas a baixo serão escritas para despertar você a se cuidar com amor, carinho e atenção.

Qual foi a última vez que você se permitiu receber uma massagem? Quando foi mesmo o dia que você escolheu curtir um dia na praia, sem celular, sem hora marcada e sem preocupação? Vou dar outro exemplo bem simples, qual foi a última vez que você tomou um banho de chuveiro se curtindo? Não precisamos ir tão longe quando o assunto é autocuidado, com a correria da vida estamos tão preocupados em trabalhar e sobreviver, que não curtimos a única coisa que temos hoje, o tempo presente.

Conheço pessoas muito simples e outras um pouco sofisticadas e o que elas têm em comum é a necessidade de ter mais. Parece-me que ser grato virou apenas frase bonita para legenda nas redes sociais, é importante refletir sobre o que temos e o que de fato precisamos. Na ânsia de conquistar mais e nunca ficar satisfeito com o que se tem, deixamos a vida passar e com ela momentos singulares.

O autocuidado consiste em aprendermos a cuidar da gente mesmo, respeitar nosso tempo de descanso, nossos horários de refeição, nosso tempo de silenciar a mente e ouvir o coração. Será que cuidamos do nosso corpo com cuidado? Será que tratamos com carinho nossos pés, mãos, cabelos, olhos, dentre as outras partes do nosso corpo? Nosso tempo precisa de atenção e cuidado, afinal residiremos aqui por mais algum tempo, ou talvez não.

Outra questão sobre autocuidado é quando tratamos nossas emoções e sentimentos com respeito, não permitindo que ninguém ultrapasse a zona de segurança, que ninguém nos engane e que ninguém seja capaz de tirar o nosso brilho. As vezes nos despedaçamos para que o outro fique inteiro e nem um obrigado recebemos.

Quando o assunto for você, trata com prioridade e urgência! A vida é hoje e ela não aceita desaforo!

—————

Se você deseja ficar por dentro de mais dicas como essas, me segue nas redes sociais, Facebook e Instagram, Psicólogo Vítor Luz.

Caso deseje enviar sugestões, relatos e conversar, aguardo seu contato [email protected].

Atualmente não há comentários.