Fevereiro chegou e com ele um lembrete necessário, “resolva suas pendências emocionais”. Por vezes aprendemos a procrastinar tantas coisas que a não resolução dos nossos afetos, conflitos internos e externos, podem em algum momento nos derrubar. Quando escolhemos simplesmente deixar para lá, também estamos optando por tardar o fim de situações que não precisam se estender tanto. Se você vive essa realidade, se acomode em sua cadeira e vamos juntos até o fim deste texto.

A vida vai passando e aprendemos a fazer escolhas, sejam elas boas ou más, saudáveis ou disfuncionais. Esse é um privilégio que temos e por vezes, a depender da nossa experiência e maturidade, podemos fazer isso com assertividade ou com imaturidade. A pandemia tem deixado todos muito esgotados, cansados de tudo e todos, aprender a descansar virou um desafio e isso nunca foi tão urgente. Diante de decisões difíceis, que envolvam sentimentos, emoções e frustrações, tendemos a postergar, ou seja, deixamos para amanhã, esperando que as coisas se resolvam sozinhas e que não seja necessário nos desgastarmos com ninguém, inclusive com a gente mesmo.

O tempo vai passando e constatamos que as coisas não se resolvem sozinhas e que não se resolverão, ou seja, precisamos agir, fazer escolhas, tomar decisões e sairmos de cima do muro, posição essa muito confortável para muitas pessoas. As pendenciais emocionais podem ser: amores mal resolvidos, palavras não ditas, sentimentos guardados, perdão não concedido, empatia não vivida e críticas não ditas, etc. Tudo que guardamos por muito tempo pode ser prejudicial para nossa saúde mental, tendo em vista que guardar não ajuda em nada e não resolve a questão. Porque precisamos poupar as pessoas de determinados desconfortos e frustrações, se as coisas precisam ser ditas e esclarecidas?

Portanto, aprenda a resolver as suas pendencias emocionais e tenha muito claro em sua mente que elas não se resolverão sozinhas, não adianta dormir, torcer ou qualquer tipo de superstição, o que vale mesmo é sermos assertivos diante de tudo aquilo que nos incomoda e tira a nossa paz.

Atualmente não há comentários.