No último final de semana aproveitei para ir conhecer a neve de Portugal, O Parque Natural da Serra da Estrela fica a duas horas e meia da cidade do Porto e é um destino muito procurando nesta época do ano. O passeio exige casacos reforçados, luvas, cachecóis, gorro e uma boa dose de coragem para experimentar o vento frio e os flocos de gelo. Ao longo da nossa vida vamos aprendendo muitas habilidades e conquistando novas competências, ferramentas essas que nos permite avançar e conquistar. O grande equilíbrio está em encontrarmos felicidade nas possibilidades que existem e deixar de focalizar naquilo que não teve a chance de existir.

O Parque Natural da Serra da Estrela é um destino que reúne crianças, jovens, adultos e idosos, de fato uma programação especial para família inteira. Existem épocas do ano que ele está cobertinho de neve, mas há outras que você encontra o gelo em algumas partes da montanha. Para os apreciadores de esportes radicais lá existe uma estação de esqui e para aqueles que curtem um programa mais tranquilo com certeza vão optar pelo passeio no teleférico, que dura aproximadamente 30min. A experiência foi ótima e recomendo com certeza.

Quando estamos andando sobre a neve a depender da região em que o gelo esteja acumulado nós podemos escorregar, cair e até mesmo prender nossas botas entre as camadas congeladas, de fato todo cuidado é pouco. Por vezes acreditamos que a superfície a qual estamos pisando é segura, mas podemos ter algumas surpresas, caso ela venha a ceder. Pude refletir um pouco sobre isso, em algumas fases da nossa vida a gente acaba depositando confiança em estruturas as quais nós pensávamos que eram seguras para nós. Tal constatação pode trazer angústia, ansiedade, estresse, dentre outros comprometimentos emocionais.

Vale estar atento onde estamos apostando nossas fichas, as vezes nossa ingenuidade pode nos colocar em situações constrangedoras e vexatórias. Outro ponto muito importante de analisarmos é porque fazemos as coisas que fazemos. Quando não estamos alinhados ao nosso propósito acabamos perdendo tempo e dinheiro, duas coisas muito importantes no século atual.

Outra experiência que tive na Serra da Estrela foi presenciar a construção de diferentes bonecos de neve. Por onde eu andava pude ver as pessoas construindo livremente seus bonecos. Era cada um mais engraçado que o outro, mas algo muito especial em todos eles era a originalidade, nenhum era igual ao outro. Quando aprendemos a ser felizes com o que temos e com o que podemos fazer a vida fica mais leve.

Se comparar com os outros é uma das piores coisas que podemos fazer durante nossa existência. Como posso me comparar com alguém que é completamente diferente de mim, se vive uma outra realidade, se sente de outra forma e reage de jeitos altamente contrárias ao meu modo.

Anime-se com o que é possível em sua vida!

  • Junior Argolo

    Texto lindo, Vitor!

  • Guedes

    No titulo diz; APRENDA A SER FELIZ COM AS PISSIBILIDADES QUE EXISTE. Só que já começa falando de viagem a Portugal, casacos e luvas p frio, coisas que provavelmente tá de fora da realidade da maioria de nós alagoanos. Ou seja, esperasse uma coisa mais as nossas possibilidades.

    • vitorluz

      Olá Guedes, como você está?

      Obrigado pelo seu feedback. Sempre que escolho os temas procuro pensar na necessidade dos meus leitores. Quando compartilhei alguns detalhes da minha última viagem, era apenas para ilustrar. Mas como o título fala, precisamos ser felizes com as nossas possibilidades, seja com gorro ou boné, casaco ou regata, bota ou havaiana, cachecol ou camisa polo. O que vale na vida é fazermos o nosso melhor com o que temos.
      Não importa a realidade do outro, que seja parecida ou diferente da nossa, o que interessa é mudarmos o nosso mundo com o que temos. Entenda também que existem muitos alagoanos no exterior e que muitas vezes vivem em regiões frias no Brasil. Também devo lembrar que o TNH1 é um dos portais mais acessados do Brasil.