A gente vai crescente e descobre que precisamos nos posicionar, seja com comportamentos ou com opiniões, o que talvez não tenhamos aprendido é que conversar é diferente de discutir. Entender essa diferença pode salvar suas relações, sejam elas pessoais, amorosas e profissionais, então a partir de agora vamos refletir um pouco sobre o que podemos fazer para sermos mais assertivos e nos desgastar menos.

O sentido da palavra discutir é “trocar palavras ásperas e por vezes injuriosas, geralmente em voz alta e de modo agressivo; tomar parte numa discussão”, quantas vezes discutimos quando simplesmente podemos conversar. Por vezes estamos tão interessados em estar certos e com razão que acabamos não ouvindo o que o outro tem a nos dizer e acabamos nos excedendo com uma postura hostil, inflexível e pouco amigável. Isso acontece quando nos sentimos inseguros diante do outro e antes de sermos atacados resolvemos atacar.

Será que você já tentou assumir uma postura diferente diante das mesmas situações as quais tem vivido e se irritado? Quando escolhemos discutir esquecemos que o outro se fecha para o que estamos dizendo, quando aumentamos o volume da voz, quando usamos palavras agressivas e um tom alterado a outra pessoa tendem a acreditar que pode se machucar, logo o corpo reage para se defender, ou atacando de volta ou se fechando. Qualquer uma destas reações não te ajudam a chegar onde deseja.

Quando desejar conversar lembre-se:

Escolhe um lugar seguro;

Encontre um horário adequado, a qual ambos consigam se concentrar e estarem presentes;

Respeite o espaço do outro, se alguém não estiver bem para conversar, espere o tempo necessário;

Escreva sobre o que deseja conversar, isso ajuda a ter mais clareza das ideias e a não trazer o passado para o presente;

Por fim, aprenda a ouvir antes de falar.

Atualmente não há comentários.