Imagem: Body Positive

Ligada na CBN a caminho de casa outro dia ouvi o Professor de Educação Física, com especialização em Treinamento de Alto Rendimento e pós-graduação em Nutrição pela USP, Marcio Atalla, explicando que nem sempre a pessoa magra é saudável, tão pouco a que tem sobrepeso é sinônimo de sedentarismo.

“A resposta está no movimento. Precisamos entender que saudável será a pessoa que decidir se mexer e se manter em movimento diariamente”, explicou o especialista. “Para mudar de hábito, precisamos começar com atividades leves, sem intensidade, mas constantes”, acrescentou. “Se o indivíduo magro não se mexe, ele terá problemas com as consequências do sedentarismo da mesma forma”.

Fiquei pensando em como me torturei por 25 anos tentando ser excessivamente magra para me encaixar em um padrão maluco de beleza, onde ter percentual de gordura de atleta é lei. Lei para quem?

Quem vai colar nossas emoções quando a autoestima for lentamente deteriorada pela opinião de pessoas que não gostam, de fato, da gente? Se torturar por pessoas de plástico não vale a pena.

Faça uma atividade física que te dê prazer, gaste energia e desopile o juízo. Isso vai te fazer uma pessoa saudável. Ter saúde é mais importante que alguns quilos a menos na balança, ou a mais, considerando que também tem aqueles que vivem tentando ganhar peso e não conseguem.

Body Positive

O movimento Body Positive ganhou força em todo o mundo nos últimos anos para incentivar as pessoas a se amarem como são. E não se trata de desleixo, mas de se cuidar respeitando os próprios limites e estrutura física. Harmonizar a relação consigo mesma e desenvolver a serenidade para lidar com as particularidades de cada um.

Ter celulite é bom? Não, mas quase todo mundo tem. Então que agonia é essa? Gaste sua energia pensando em cuidar da sua saúde que as consequências serão sempre as melhores.

Não somos iguais. Não precisamos ser. Não carecemos de padrão físico para sermos bem-sucedidas em nenhuma área.  As únicas características em comum que devemos cultivar são o respeito, a empatia e a visão apurada, para enxergar quem está perto com profundidade.

E para servir de inspiração, separei alguns perfis de meninas que se aceitaram como são, se cuidam, e mudaram de vida depois disso.

View this post on Instagram

@predilectsplus 🤤♥️

A post shared by Bruna Rêgo (@bruna_rego) on

View this post on Instagram

boa tarde brasil

A post shared by Ana Dâmaso (@aanadamaso) on

Atualmente não há comentários.