Para a maioria das mulheres, o período menstrual é um tormento pois além da conhecida TPM ainda é preciso lidar com as cólicas menstruais. Eu por exemplo, tenho uma no início do ciclo e outra quando ele está acabando, duplamente irritada com essa dor que mais parece cãibras no pé da barriga e que ganham o quadril todo.

 Esse processo torturante acontece todo mês no decorrer da idade reprodutiva e atinge entre 70% e 90% da população feminina, segundo a Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM). A depender da intensidade das dores, o incômodo chega a ser incapacitante para o desempenho de atividades comuns do dia-a-dia, ou prejudica nosso desempenho. Novidade: precisamos de ajuda…rs.

Que tal então tentar resolver o problema sem o uso de medicamentos? Eu sou do tipo que só recorro a eles em último caso (seja pela cólica ou qualquer outra dor ou sintoma), por isso vivo buscando uma maneira de driblar o consumo sem orientação.

Deixo aqui a indicação da Quiropraxia, uma técnica usada por fisioterapeutas especializados que pode amenizar – E MUITO – os incômodos do período menstrual.

Com a palavra: o especialista

O fisioterapeuta-quiropraxista Elizalvo Neto explica que, na maioria das vezes, as cólicas estão associadas a rigidez e tensão muscular, sobretudo na região da lombar. “Nós alinhamos toda a estrutura da coluna fazendo com que a região fique mais solta, mais leve e em harmonia com todo o corpo”.

Ainda segundo Elizalvo Neto, o trabalho da Quiropraxia também regula o sistema imunológico, melhora a oxigenação dos tecidos e o fluxo sanguíneo. “O que de imediato já traz um alivio para as dores do período menstrual, pois tudo está ligado ao sistema nervoso central”, explicou.

Elizalvo também explica que antes do início das sessões, a paciente passa por uma avaliação, em que é feito o diagnóstico e possíveis ajustes, inclusive nas articulações. “Na mulher, a técnica pode ser aplicada em qualquer período, inclusive no menstrual”, observa o fisioterapeuta. “O ideal, no entanto, é que o procedimento seja realizado antes da chegada da menstruação, preventivamente”.

Fisioterapeuta Elizalvo Neto / Imagem: assessoria

Após o diagnóstico, a paciente inicia o tratamento com sessões a cada 15 dias e pode evoluir à medida que os resultados forem observados. “A Quiropraxia traz qualidade de vida e bem- estar a pessoas que sofrem com qualquer tipo de dor. O principal diferencial do tratamento é agir na causa do problema e não apenas nos sintomas”, concluiu Elizalvo Neto.

Atualmente não há comentários.