É claro que o momento é de alívio e de comemoração para o vencedor de uma eleição duríssima. Afinal de contas, JHC enfrentou o governo do Estado e a prefeitura de Maceió – por óbvio, também os seus comandantes.

Passada a euforia, o futuro prefeito de Maceió vai ter de trabalhar dobrado, e de imediato, para vencer a desconfiança em relação ao nome dele.

JHC foi, sim, um bom deputado estadual, atuação que lhe possibilitou duas votações impressionantes para deputado federal, mas não conseguiu ainda apagar a sombra do pai, um personagem polêmico da política alagoana. Além  disso, ele não se apresentou como um candidato convincentemente maduro.

Ele há de saber que foram os votos “contra” Renan/Rui que lhe garantiram a vitória sobre Gaspar e seus padrinhos na corrida do segundo turno em Maceió. (Teve, ao final cerca de 37% de “sim” entre os 592.388 eleitores aptos a votar; 58,65% dos votos válidos).

A própria abstenção, neste domingo, 29 de novembro, há de servir de alerta para ele, na sinalização clara de a campanha não empolgou – nem mesmo a dele.

É claro que o momento é de alívio e de comemoração para o vencedor de uma eleição duríssima. Afinal de contas, JHC enfrentou o governo do Estado e a prefeitura de Maceió – por óbvio, também os seus comandantes, e bateu os três com mais 65 mil votos.

Passada a euforia, o futuro prefeito de Maceió vai de trabalhar dobrado, e de imediato, para vencer a desconfiança em relação ao nome dele.

JHC foi, sim, um bom deputado estadual, atuação que lhe possibilitou duas votações impressionantes para deputado federal, mas não conseguiu ainda apagar a sombra do pai, um personagem polêmico da pol

Ele há de saber que foram os votos “contra” Renan/Rui que lhe garantiram a vitória sobre Gaspar e seus padrinhos na corrida do segundo turno em Maceió.

A própria abstenção, neste domingo, 29 de novembro, há de servir de alerta para ele, na sinalização clara de a campanha não empolgou – nem mesmo a dele.

Alfredo Gaspar perdeu de novo para a abstenção em Maceió
Macaco complexo
  • Kleber

    Quem precisaria ganhar a confiança da população era o candidato derrotado.

  • Mudança já!

    Acredito que JHC vai fazer um bom trabalho ate porque ele quer chegar mais longe e sabe que o povo vai cobrar. Espero que governe para o povo e com transparência e esteja sempre disposto ao dialogo com a população.

  • Batista

    Ricardo, vc tem dúvidas ainda q a população acredita no JHC?
    Veja a maior diferença de votos do JHC foi na 3 zona onde comentei aqui várias vezes e Nunca vi alguém fazer uma matéria sobre isso.
    O Vergel junto com a Lagoa Mundaú está numa situação desumana cenário de guerra.
    E não vejo um jornalista um vereador levantar essa bandeira.
    Agora tá na mão do JHC espero q ele mude aquele cenário desumano.

  • neto bala

    vai ter q trabalhar e mostrar serviço nos próximos 2 anos. ele sabe que não ganhou a eleição, na verdade foi o alfredinho q perdeu, quando se aliou ao clã calheiros e palmeira.

  • EX ELEITOR

    PELAS REDES SOCIAIS VI A COMEMORAÇÃO DA VITÓRIA DE JHC, SEM NENHUMA PREOCUPAÇÃO COM A CONTAMINAÇÃO COM A COVID 19, TU ACHA RICARDO MOTA QUE DAR PARA ACREDITA EM UMA PESSOA DESSA COMO ADMINISTRADOR DE UMA CAPITAL, TAMOS É FERRADOS.

    • Francisco Jose Souza

      Por isso não. Nenhum dos candidatos estava preocupado com a covid19 a.prova disso que metade dos apoiadores do prefeito que andava com o Alfredo pegaram covid. Inventa outra. O choro é livre.

  • Consigliere Alagoano

    **

    MITOS “D E R R U B A D O S” NA ELEIÇÃO 2020 EM MACEIÓ
    .
    1º MITO – D E B A T E S
    .
    Tv´s que fazem parte de REDE, exibem DEBATES no formato “ENLATADO”, seguindo o “TEMPO” em toda REDE com EXCEÇÃO da BAND, que RENOVOU o FORMATO dando mais TEMPO para os CANDIDATOS.
    .
    Não ir ao DEBATE, não É um ATO A-P-Ó-C-R-I-F-O, que PODE levar o CANDIDATO a “P E R D E R” a eleição por que NÃO ter COMPARECIDO, TOLICE, hoje o FORMATO, é visto para saber QUEM TEM mais MUNIÇÃO para ATACAR o OUTRO, ninguém MUDA o VOTO**, por conta de um DEBATE o eleitor não é um ser SEMI-IMPUTÁVEL, que a mídia quer AJUDAR na ESCOLHA, ele JÁ DECIDIU o VOTO há dias.

    Hora de MUDAR o FORMATO do DEBATE para 2022
    ** Exceto em 1989 Collor X Lula


    2º MITO – “MÁQUINA PÚBLICA” COMO INFLUENCIADOR
    .
    Pois é, os Cargos de Chefia, que postaram em seus perfis, o Candidato CHAPA BRANCA, mas na CABINE de VOTAÇÃO ele escolheu o OUTRO.

    Esquece a INSATISFAÇÃO e a REJEIÇÃO que o CANDIDATO que o SERVIDOR pode AJUDAR, é motivo JUSTAMENTE o que ELE não deseja que CONTINUE, nada TIRA o SEGREDO do seu VOTO.

    **
    A DANÇA DAS CADEIRAS RECHEADA DE :
    BÍLIS, ÓDIO, MAU SENTIMENTO, MAL SECRETO, já VAI começar no DIÁRIO OFICIAL dos DOIS PODERES: ESTADUAL e MUNICIPAL.


    EM TEMPO
    A RESPOSTA das URNAS, pode ECOAR no PALÁCIO de VIDRO e mudar o cenário de RF em 2022, o FORMATO atual de FAZER POLÍTICA, não está mais FUNCIONANDO.

    **

  • Petrucio

    Ainda precisamos exercitar muito o exercício do voto. Votamos não no candidato que se apresenta mais em quem os apresenta. E por tabela as vezes escolhemos o pior.