É interessante observar, o que pude fazer ao longo de mais de 40 anos de atividade profissional, o quanto os governantes se queixam da imprensa por “preferir sempre mostrar a pobreza e a miséria, deixando de lado os avanços sociais”.

Mas quem assiste o guia eleitoral, a cada eleição, vê exatamente que são os pobres e a pobreza que ocupam quase toda propaganda dos candidatos.

É claro que os coadjuvantes dos programas eleitorais depois somem, assim como as promessas (na maioria).

Mas temos, como garantia a cada dois anos, a reedição de “A vez dos pobres na TV”.

Depois, adeus.

Marx Beltrão: "Eu vou ser candidato a governador em 2022"
Marcelo Victor antecipa para terça-feira sua reeleição na presidência da Assembleia
  • Há Lagoas

    Triste constatação!
    E uma outra coisa medonha, vi o Alfredo Gaspar discursando para a plebe em uma especie de comício, e observei que sua dicção é igual ao discurso do Getúlio Vargas! Simplesmente surreal!
    Ele também é assim quando discursa para os seus pares?!

  • Alan Bulhões

    Boa Ricardo, aí eu acrescento: a vez dos bestas na tv kkkkk

  • Pedro

    E o pior é ver bocas banguelas e corpos suados aceitando abraços e beijos de Judas escariotes perfumados sei lá do quê!

  • Interiorano

    Taí um artigo realista! Certa vez, eu li um artigo, não tô lembrado do nome do autor, mas, o título era : “A Arte de Enganar os Pobres”!

  • Ex. Morador de Bebedouro

    Em época de eleições, seja para qualquer cargo eleitoral. O Bafo de boca, o cheiro de azedo, a boca com poucos dentes, ou a fedentina dos pobres, torna-se aroma, para o candidato que ira ostentar 4 anos de luxos e riqueza. Sabendo que sairá milionário no final das contas. Tudo isso é compensável!!
    Para os políticos os “pobres são apenas negócios”, e ponto final.
    Pagou os R$ 50,00 acabou o amor.
    Qualquer candidato a vereador, bota os maiores atores da globo no bolso. Já estão até chorando dentro das casas rachadas dos bairros atingidos.

  • Antonio Carlos Barbosa

    Interessante é como a tática tem dado certo desde sempre. Os sabidos enganando os ingênuos. Daqui há mais dois anos, repete-se o filme. Vida que segue.

  • Tony

    É constrangedor assistir políticos mentirem descaradamente num horário destinado a apresentarem suas propostas para um possível mandato. Prometem o que não podem cumprir e depois fica o dito pelo não dito. O Ministério Público Eleitoral precisa ficar atento as promessas feitas durante o horário politico eleitoral e exigir o cumprimento em nome do eleitorado, denunciando ao judiciário o candidato que prometeu, mas não fez.

  • Antonio Moreira

    Lembro-me, um eleitor pediu dinheiro a um vereador e o político disse que não tinha.
    Mas eu voltei no senhor! – Mas lhe paguei!!!
    Finalmente a autoridade de 5 mandatos seguidos mandou o chantagista para aquele lugar!

    Por que tem humano esperto para algumas coisas e tão idiota para outras coisas?

  • Antonio Moreira

    DIGO: Mas eu votei no senhor! – Mas lhe paguei!!!

  • Paulo

    Todos eles se parecem com o personagem de Odorico Paraguaçu da novela o bem amado.