Para o desembargador Tutmés Airan, os aposentados e pensionistas do AL Previdência não podem esperar pelo julgamento da ADI que tramita no TJ:

– O palco da luta dos servidores estaduais agora é o STF, a quem cabe manter ou derrubar a decisão do ministro Toffolli. Se o Supremo mantiver a liminar do seu presidente, não há mais nada a fazer.

Lembrando que o presidente do STF suspendeu, liminarmente, a decisão da desembargadora Elisabeth Carvalho, que havia atendido ao Sindicato dos Policiais Civis, impedindo que o AL Previdência cobrasse os – impressionantes – 14% de “contribuição” de aposentados e pensionistas da categoria.

A decisão teria efeito geral, vinculante.

O magistrado observou que a cobrança aos aposentados e pensionistas da Previdência Estadual “é muito dura”, e poderia ser atenuada pelo governo de Alagoas:

“Eles saíram de 0% para 14% de contribuição de tudo que exceder um salário mínimo. É como se os servidores nessa situação assumissem uma pensão alimentícia após a aposentadoria”.

Para Tutmés Airan, o caminho a ser seguido pelos sindicatos e servidores prejudicados é pressionar o presidente do STF para que ele coloque a sua decisão para o julgamento do pleno:

– É difícil reverter, mas é possível.

O magistrado ainda apontou para dois modelos que poderiam ser seguidos pela equipe econômica de Renan Filho: o do Regime Geral da Previdência, em que começa a pagar a nova alíquota quem ganhar acima do teto dos benefícios pagos – R$ 6.101,06 -, ou do escalonamento das alíquotas, “como fez o governo do Maranhão”.

Pode ser tarde demais – tomara que não.

 

Mais de 30 entidades cobram a elaboração de um Plano Emergencial do Fecoep
Mais perto do Planalto, Arthur Lira fica mais longe da presidência da Câmara
  • Carlos

    Pois é um mal que desnaturado governador Filho,leva no seu currículo junto com os deputados como nada tivesse acontecido e se comporta como um vencedor de que suas decisões é palavra de Rei, que não volta atrás. Vivemos numa cultura individualista onde cada só se preocupa com o seu umbigo e o gélido gestor do coronelismo da politica alagoana ,sabe que os atingidos não tem poder de mobilização para ir às ruas mostrar o povo de que este ainda é muito jovem e ainda tem muitos anos para fazer muita maldade ainda. ABAIXO O CORONELISMO!

  • MONTEBISPO

    Chegando no STF ficará guardado em berço esplendido no gabinete do relator.
    Esse STF que está ai só julga o que interessa a eles e aos seus escritórios de advocacia.
    Agora se os aposentados tiverem 2 ou 3 milhões de reais podem contratar um escritório de um dos ministros. Aí a sentença sai rápido e favorável.

  • Sampaio

    Pobres aposentados e pensionista, tivemos da noite p/ dia que escolher o que tínhamos que cortar . O plano de saúde ou alguns remédios, Tudo por conta de um tirano que a única coisa que vêm fazendo é pagar segundo ele os salários em dia. Precisamos acordar é aprender a votar. Vamos fazer nossa parte a partir dessa eleições não vamos mais votar em candidato que já teve mandatos ou parentes na política. Principalmente parentes marginais como o nosso caso.

  • Nivaldo

    Não vamos votar em filhos de políticos e nem em candidatos a reeleição ,tá aí a cria do Renan pai botando pra torar nos pequenos, nos grandes ele, o filho abre as pernas, assim é fácil, com uma turma de deputados a seu favor.

  • Carlos

    Exatamente , Sampaio se existe a vacina para combater o vírus dos políticos do mal , se chama o voto e em Maceió, o seu candidato com a cara de xerife de Faroeste, Gaspar De Mendonça , já está derrotado por ser o preferido desse governador. vamos pesquisar os candidatos a prefeito dos Municípios alagoano que tem o apoio do governador e alertar o máximo que poder que não vote em o desnaturado governador Renan Filho, está apoiando.

  • BRASIL CONCORRERÁ AO OSCAR COM FILME DE TERROR DA REFORMA DE PREVIDÊNCIA DO MINI MIM

    Mais uma vez o Brasil tentará ganhar seu primeiro Oscar em Hollywood. Desta vez, o filme estrelado e dirigido por Mini Mim contará a história de uma legião de funcionários que, após a assombrosa reforma da previdência, e o consequente aumento da alíquota de contribuição de 10% para 14%, inclusive com cobranças nas aposentadorias e pensões, qua até então nada pagava.
    As principais cenas foram gravadas na Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas, o que fez o orçamento do filme ser o mais caro da história do mundo, pois o dinheiro simplesmente sumiu.
    Diferente da lógica hollywoodiana em que o bem sempre vence, Mini Mim criou um filme onde os malvados saem vitoriosos e tomam conta de todo o Estado de Alagoas e depois do Brasil. Ao final do filme, resta apenas um país fantasma governado por uma única família: Os Calheiros.

  • Aposentada

    Não sei como o povo reelegeram várias vezes essas pragas,espero que isso tenha fim a partir dessa eleição, nosso voto só abasteceme os cofres deles é o povo amargando a pobreza, o arrojo salarial,gente vamos fazer campanha conscientizar a população colocar os nomes deles se já teve cargo político, não é possível continuar como está. Veja o que aconteceu com o governador do Rio de janeiro o presidente do supremo libero de qualquer culpa pelos roubos do dinheiro recebido para a saúde, somente porque não gosta do presidente, livrou aquela praga de ser investigado.

  • Paulo Roberto

    Atentos!
    Maior será minha decepção em ver no amanhã aposentados do serviço público de Alagoas votando nesse calhorda e sua trupe. Esse posicionamento mesquinho desse filhote do mal há de custar para ele.
    Não se eleger senador e ao pai de nunca ser governador do Estado.

  • André

    Muito mais simples é o governador ter bom senso e reverter essa situação. Basta mandar uma revisão sobre as alíquotas de descontos para a assembleia legislativa. É questão da vontade do executivo.

  • André

    O mais simples é o executivo mandar para a Assembléia Legislativa um projeto fazendo uma alteração nos descontos das alíquotas. Depende do bom senso do governador. Muito mais simples, mesmo que não possa haver essa modificação na legislação corrente e ficando a modificação somente para o ano de 2021 o executivo devolveria o que descontou e os aposentados e pensionistas teriam a certeza que não teriam esse desconto escabroso.

  • Pedro

    Quando eu disse que o Bozo era o culpado, alguém me tachou de “gênio “. Mas tudo começou com a maldita reforma do Bozo , 90 mil mortes. Vai sobrar muita grana nas previdências!

  • Matuto observador

    Engraçado é que fizeram o maior mimimi, contra a reforma do presidente. Assim que tiveram a primeira oportunidade colocaram 14% nos aposentados e se calaram! Eu quero é mais!

  • Aposentada

    Se este governador soubesse, mas ele sabe o mal que ele faz aos aposentados que contribuíram a vida toda pra ter direito a sua aposentadoria, ele repesaria duas vezes sobre essa maldade desse desconto, governador tem uma lei que talvez o sr e os seus balança ovo não conhecem, essa o sr.não manda pra assembléia não tem pode nenhum sobre ela,e a lei do retorno, ela tarda mas não falta.

  • Aposentado Ferrado

    Ricardo ou algum leitor do Ricardo,

    Poste nós comentários o nome de quem votou a favor e contra essa barbárie.
    Quero guardar para sempre!
    Ou vc Ricardo mande para meu e-mail.
    Resposta
    Todos os deputados estaduais votaram a favor do projeto.

  • Santos

    RENAN FILHO E RUI PALMEIRA SÃO CONTRA OS SERVIDORES PÚBLICOS DESDE O COMEÇO DE SUAS GESTÕES NO GOVERNO DO ESTADO E NA PREFEITURA DE MACEIÓ. SÓ AGEM PARA PREJUDICAR OS SERVIDORES. O SERVIDOR PÚBLICO QUE VOTAR EM CANDIDATO APOIADO POR ESSA DUPLA, NÃO TEM VERGONHA NA CARA E É SAFADO COMO ELES.

  • Sampaio

    Isso mesmo meu amigo santos, esses políticos fazem o que faz porque votamos errado. Vamos nos unir e jamais eleger esses políticos nojento. Falem com seus familiares, amigos até mesmo os inimigos não podemos deixar esses corruptos ficarem no nosso meio.