Uma visita ao bairro do Jacintinho, um dos mais populosos de Maceió, poderia levar o governo do Estado a mudar o rumo do Fecoep – fazendo com que o fundo retomasse o seu objetivo inicial.

Ontem, mais uma vez, o bairro fervilhava de movimento, com muita gente nas ruas e sem máscara. “É como se ali ninguém soubesse que estamos em uma pandemia”, me disse um amigo por telefone.

Fato concreto é que se parte dos R$ 84 milhões no caixa do Fecoep fosse destinada a investir na população de baixa renda, a situação na capital seria bem melhor do que se apresenta hoje.

O “plano emergencial” reivindicado por entidades ligadas ao Cedeca Zumbi dos Palmares e por parlamentares – inclusive governistas – chegou a ser formulado, mas nunca foi apresentado pelo governo.

Só resta a esperança de uma decisão da justiça nesse sentido. Mas, a essa altura, já parece improvável.

Governador vai escolher novo defensor-geral do Estado na lista votada pela categoria
Renan Filho e Arthur Lira têm encontro marcado hoje
  • Carlos

    Um assunto ou assuntos que o desnaturado governador Renan Filho, tem como resposta o silêncio um é o uso do Fecoep e a perversa Al previdência. ” Eu quero mesmo que o pobre se exploda”

  • Laskdo

    “É como se ali ninguém soubesse que estamos em uma pandemia”, Infelizmente isso é verdade. Mas isso ocorre por desinformação, pois um único meio de informação, que hoje em dia eles tem, é a Internet, mesmo assim restrito ao Whatsapp, o Facebook e quando muito, pra pesquisar preços, o Google. A “Globo Lixo” que foi, quase, a única TV a informar verdadeiramente sobre a pandemia, é desacreditada diariamente pelas fake news, enviadas exaustivamente as redes sociais. Então conforme essas redes, “a pandemia é uma gripezinha”, “só contamina idosos”, “se for atleta não tem problema”, “a mídia está exagerando e é comunista”, “os governadores ganham dinheiro por cada contaminado pelo covid-19”, “devido ao contato com esgoto, o pobre está imune”, (pra que saneamento básico então?) além do mais, se ocorrer a contaminação já temos remédio, a Cloroquina. Quanto a máscara, não precisam, sigam o “líder!”

    • CAPITAO CORONGA

      Perfeito o seu comentário!!
      Mas veja, além dos não informados tem àqueles que sabem que estão errados, mas para não contrariar o Capitão Coronavirus, nem seu extremismo ideológico, engrossam o caldo e taca o dedo a enviar coisas absurdas. Tipo ” hidroxicloroquina resolve.”

  • Carlos

    A gripezinha, que deu nó na comunidade da área medica mundial. Aqui no Brasil, até o competente humanizado do Dráusio Varella , pensou que era uma influenza com a cara das que ainda estão presente no nosso inverno. Use máscara, higienização, distanciamento e nada de aglomeração.