Nós temos o saudável hábito de criticar os congressistas brasileiros, mas evitamos reconhecer o quanto eles têm sido fundamentais para que o Brasil – e o brasileiros – possa atravessar a crise sem precedentes em que vivemos.

E que não é uma “gripezinha”, o mundo todo já sabe.

Foram os deputados e os senadores que adotaram as medidas mais efetivas na ajuda à população, aos estados e aos municípios, onde a prevenção e o combate à Covid-19 se dão com efetividade (apesar das limitações e problemas, inclusive estruturais).

Foi esse “nosso” Congresso Nacional, tão rejeitado, que apresentou e aprovou 92% dos projetos relacionados ao enfrentamento ao coronavírus.

Os dois mais notórios são: a ajuda emergencial de R$ 600,00 para a população mais vulnerável e a transferência de R$ 60 bi para estados e municípios.

Não esqueçamos: o dinheiro estava nos cofres da União, mas teve origem no bolso dos brasileiros, para onde volta agora, mesmo que insuficiente e não na mesma proporção.

A postura do governo federal, entretanto, tem sido a de sempre, negacionista e criadora de crises,  simbolizada pelo fato de que o país está sem ministro da Saúde há quase três meses – um interino responde pela pasta em tempos de pandemia.

Ainda bem que temos, com todas as limitações, o Congresso Nacional – não é o ideal, mas é o que elegemos e podemos ter nesse momento histórico.

Flexibilização: Renan Filho acena para o interior, mas ainda sem o Agreste
Arthur Lira há de saber que a pancadaria ainda nem começou
  • Laskdo

    Ricardo, o exame do presidente deu positiva para COVID-19. Fiquei pensando: “será que é verdade?” Então lembrei de uma piada.

    Um avião cheio de políticos caiu no campo.
    Três caipiras que viram o acidente foram até lá e enterraram todos. Em seguida, chegou a equipe de resgate. Um dos bombeiros perguntou:
    – Onde estão as vítimas do acidente?
    – A gente enterrou, doutor.
    – Mas vocês conferiram se algum estava vivo?
    – Ah, moço, quando a gente perguntou, eles até levantaram a mão. Mas, sabe como é político:
    tudo mentiroso…

    Pois é Ricardo, e aí?

  • Silvio

    A postura do governo federal, entretanto, tem sido a de sempre, negacionista e criadora de crises.Me desculpe mais não é verdadeiro a afirmativa do jornalista infelizmente o governo vem sempre sendo atacado pela mídia ideologista e a esquerda que ainda não aceitaram a derrota.

    Resposta:

    Toc,toc… Silvio: o governo não governa há dois anos. Isso é fato, não é opinião.

  • Carlos

    O Brasil, não está “sem ministro da saúde há quase três meses” … Será só a quase três meses do jeito que estava sucateada com falta de leitos, medicamentos , insumos e todos os profissionais da saúde desmotivados e também desvalorizados financiamento. O pandemia foi o alerta para outras que pode acontecer . Será que a saúde, no só do Brasil, vai ser vista com o novo normal.

  • SEBASTIÃO IGUATEMYR CADENA CORDEIRO

    SÓ NA TERRA DE MACUNAÍMA ROUBO E CORRUPÇÃO SÃO INDÍCIOS DE GOVERNABILIDADE . . .
    OUTROSSIM , NÃO ELEGI NENHUM DOS CANALHAS DE PLANTÃO , DESTE ATUAL CONGRESSO . . .

  • marcelo

    Meu caro Mota, fico triste quando abro essa coluna e não vejo minhas opiniões aqui publicadas. Será que comentei algo que não lhe agradou?