Por mais que seja chocante a linguagem e o conteúdo de algumas manifestações – com destaque para o presidente e seu ministro Weintraub – na reunião do governo federal, em 22 de abril, o dado mais importante do dia: a pronta e altiva reação do ministro Celso de Mello à nota intimidatória general Augusto Heleno, chefe do Gabinete de Segurança Institucional.

O objetivo, impactante, era fazer o decano do STF voltar atrás naquilo que ele já havia decidido e era do conhecimento geral em Brasília. A questão do celular foi apenas uma desculpa para a ameaça, já que ninguém espera que aconteça a apreensão.

Mas ele não recuou e foi em frente naquilo que dele se esperava.

O conteúdo da reunião, com sua linguagem chula e desrespeitosa – já imaginada – vai ser motivo de vários debates daqui pra frente.

O que precisava ser feito, entretanto, naquele momento, após a nota do general da ABIN, foi feito.

O resto cabe ao Brasil julgar.

TJ manda prefeito de Maragogi fechar salão de beleza e academia de ginástica
O isolamento social é cada vez mais impopular - e necessário
  • FLORACY

    O ministro devia desencalhar os processos que estão em seu gabinete! Já passou da hora de uma manifestação pela independência dos Poderes. Respeitem os 57milhões de votos numa eleição democrática e deem a oportunidade de um homem honesto… isso mesmo…honesto, governar! Cada palavra é um drama!

    • Ricardo

      Discordo da senhora, votei neste cidadão e não sabia de sua postura desrespeito e culoio com milicianos, novamente desculpe e Discordo, perdi meu voto…….

      • Léo

        Vc só pode ser um doente. Ninguém perde um voto ; o voto é uma decisão de escolha entre vários cidadãos que se a presentão com propostas e da ir se faz uma escolha. Certo ou errada. Você é gado!

      • Carvalho

        Votou… sei. Conta outra agora.

  • Antonio Moreira

    No longo da minha vida, já participei tantas vezes: Festas, confraternizações, aniversários, reuniões para melhorar a rua onde moro e nas empresas que trabalhei, e também onde trabalho.

    Há divergência de opiniões? Sim.

    Sinceramente, nunca vi ninguém precisar expressar sucessivos palavrões para tentar passar o seu recado. Mas que riqueza de vocabulário!!!

    O seu recado em palavrões, não se tratava de honestidade. – É preciso dizer aqui o que todo mundo já sabe? Portanto, honestidade não existe nesse governo.

  • Pedro

    Se o STF, o Congresso Nacional e a Imprensa livre não colocar um freio nesses ratos, a situação só tende a piorar. Essa gangue não sabe viver na democracia. Devem ser cassados, julgados e, aí sim, presos. Nossa liberdade foi conquistada com a luta e o sacrifício de muitos que antecederam essa trupe que estava na reunião ministerial.

    • Pedro filho

      Os ratos que você se refere deve ser a esquerda petista, né? Pois nesse governo não há ratos , por outro lado nesses 16 anos de roubos, digo , do governo petista…sei não, visse…..

    • Luiz lima

      Se vc chama esse governo de gangue, o que dizer dos Desgovernos que passaram os últimos 16 anos dilapidando o patrimônio público ?!

  • Pedro filho

    Não deu em nada. Nada comprometedor.

    • gii

      acho que vc faz parte do time do passado…que tinha muita hinestida hipocrita…. deve ser um petista tentando justifica o inustificavel….

  • Santos

    Resumindo , Salvem-se quem puder !

  • Laskdo

    Mas uma coisa é certa, a mídia criou o monstro, dando voz e imagem a um cara que exaltava torturadores e falava em fuzilar umas 35 mil pessoas, isso é pensamento de miliciano.

  • Carlos

    País onde um ex – presidente brindando um vírus e um presidente meliciano, que desdém do isolamento social! Fica difícil combater o inimigo invisível.

  • Nivaldo

    Cada vez me convenço de que votar em Bolsonaro foi o voto mais importante da minha vida, parabéns presidente Bolsonaro,cada vez mais sou seu fã e eleitor,sou 💯% Brasil

  • Mariana

    Engraçado que por mais que esse (des)governo faça coisas horrendas, o argumento será sempre “mas o PT..” não há justificativa para as ações/palavras/atitudes do presidente, são inadmissíveis para aqueles que tem o mínimo senso. Estamos perdidos.

  • Vítor

    Quando vejo esse povo a defender esse Presidente me pergunto quando irão despertar. Chazinho e bom senso não faz mal a ninguém. Caiam na real! Vergonhoso! E a defesa é atacar a outra mercadoria…me poupe!!!! Aliás, poupe aos honestos de verdade.

  • Osvaldo

    Presidente não faz média com ninguém igual ao colunista.

  • Daniel Santos da Silva

    Falar e muito fácil difícil e sentar na cadeira presidencial como se estivesse sentando em uma cadeira elétrica ou seja com todos espectadores querendo a sua morte braços e pernas atados boca feixada e todo tempo sobre muita pressão. Gente vocês não perderam seu voto, é que o homem ainda não conseguiu trabalhar tenhamos paciência

  • José

    Quem quiser ler memórias do Dr. Saulo Ramos, conhecerá quem é Celso de Mello.

    • Há Lagoas

      Gosto deste blog pela pluralidade permitida por Ricardo Mota em permitir os comentários – sejam eles de direita ou esquerda – ao mesmo tempo em que é bom perceber que ainda existe internautas que vai além das manchetes midiáticas. Parabéns sr. José, é bom deter conhecimento além dos fatos!

  • Antonio Carlos Barbosa

    Perfeita a decisão do Ministro Celso. Na reunião vemos um presidente que é possuidor de Transtorno Delirante Persistente, não tem cura, vive em permanente estado de terror, enxerga inimigos em todos os cantos, e se não existem ele os cria, o Capitão Cloroquina tem alucinações, sensação de perseguição e desconexão com a realidade, igual ao Adélio Bispo. Seus filhos tem o mesmo DNA do Capitão, sendo a sua verdadeira e perfeita criação o Carluxo, em todos os sentidos e sentimentos (mesmo não revelados). Tem uns psicopatas que o acompanham no governo como o Salles, Damares, o da educação, das relações exteriores e dentre os mais perigosos o general Heleno, que ainda vive em 1968, um perigo para uma regressão ditatorial.
    Caso não seja contido pelas autoridades constituídas ou pela Psiquiatria, o Capitão Cloroquina ainda vai matar muita gente com seus atos tresloucados e incitação a violência, tendo os milicianos e milicos sanguinários delirando e sonhando com torturas e assassinatos em massa, com um golpe militar a igual ao Chaves, amigo do Lula. Todos iguais.
    Vida que segue.

  • Antonio Carlos Barbosa

    No vídeo da reunião, a vulgaridade, os palavrões, o despreparo, o Clã miliciano, ABIN paralela, e tudo o mais, entendi perfeitamente. Não ficou claro para mim, se foi inconsciente, talvez a psicanálise possa fazer uma intepretação da seguinte fala do presidente Bolsonaro na reunião:
    “o que os caras querem é a nossa hemorroida! é a nossa liberdade! isso é uma verdade”.
    Será que ele não é correspondi pelo Trump por possuir hemorroidas? confesso que não entendi nada.
    Peço ajuda aos internautas para decifrar tal enigma na confissão presidencial. Se o João, que é cabra sabido do sertão, fizer uma análise seria de boa valia.