O governador Renan Filho vive o seu pior momento de popularidade – ou impopularidade.

Ainda que seja possível apontar várias falhas do conjunto do governo do Estado neste momento, principalmente no atendimento à população mais pobre e que precisa de ajuda urgente, é inegável que um traço político merece destaque: a centralização das decisões, sem admitir que a luz também faça aparecer outros atores igualmente importantes no enredo que está sendo escrito.

Ou seja: a solidão de Renan Filho, que lhe custa muito caro agora, é uma opção dele (que valoriza basicamente as suas redes sociais).

É impressionante constatar que a essa altura seja ele, e somente ele, quem anuncia as boas novas – e elas vão escasseando – e as decisões que seriam dos “homens e mulheres de branco”.

Até hoje não ficou claro com quem o governador se aconselha para tomar decisões e anunciá-las nesses tempos de pandemia.

É um comportamento característico de governantes centralizadores, que enxergam com desconfiança todos aqueles que podem ganhar luz própria nas crises.

Está claro por agora: pior para ele (e para nós também).

O governo que dá aos pobres está fazendo apenas o que tem de fazer
Deputada critica bullying dos governistas e cobra do Palácio que ouça o parlamento
  • João

    Fruto de uma mente q acha q está acima do bem e do mal. Um comportamento típico d quem acha q resolve tudo sozinho, para na “foto” sair como o grande “salvador”. Mesmo estilo do PR, não admite q alguém tenha mais brilho q ele …ao menor sinal é mandado para degola. A decisão do Gov em colocar a faca literalmente no pescoço dos aposentados e pensionistas é tipicamente uma decisão de déspota não se importando a mínima com o povo mais humilde, preocupação apenas com números. A população não respeita as decisões de “decreto” é simples demais…todos sabem q não existe reciprocidade por parte dos governantes, não cortam na própria carne, não dão exemplo para a população …no terreno das redes e midias sociais cabe de tudo menos a realidade.
    Falta competitividade a esses governantes e tbm uns deputados bons de “briga” para fazer uma boa oposição q ajude a construir algo de bom para a população.

    • Paulo

      Parabéns, João! Muito preciso na abordagem. Só acrescentaria em respsta ao texto do Ricardo Mota,: (…) Até hoje não ficou claro com quem o governador se aconselha para tomar decisões e anunciá-las nesses tempos de pandemia.(…). Eu não tenho a mínima dúvida que seja com o Intoável Senador. Pois, dele herdou todas as suas características, exceto o sarcasmo.

  • RICARDO SANTOS

    ELE ESTA PASSANDO UMA SITUAÇÃO DIFÍCIL NÃO QUERO DIZER QUE ESTEJA FAZENDO UM BOM GOVERNO E NEM DEFENDENDO O GOVERNADOR , POR UM LADO O SETOR DE GERAÇÃO DE RENDAS E TRABALHO APERTANDO ELE PARA REATIVAR A ECONOMIA E POR OUTRO LADO A SEGURANÇA DA POPULAÇÃO POIS E UMA DOENÇA MUITO TERRÍVEL QUE SE NÃO TIVER CONTROLE DA PANDEMIA IREMOS VER UMA MORTANDADE ENORME . TEMOS UM ESTADO QUE NÃO TEM MUITO RECURSOS PARA SAÚDE NO SEU FUNCIONAMENTO NORMAL E AGORA COM ESTA SITUAÇÃO ESTA PIOR .VAMOS PEDIR AO NOSSO PROTETOR MAIOR QUE E DEUS QUE ESTA DOENÇA PASSE LOGO.
    E QUE NOSSA POPULAÇÃO FAÇA SUA PARTE NESTE MOMENTO USE MASCARA NÃO VÁ PARA A RUA SE NÃO HOUVER REALMENTE NECESSIDADES QUE SEJAMOS HONESTO EM REIVINDICAR AUXILIO SEM PRECISAR POIS TEM PESSOAS QUE REALMENTE PRECISAM E NÃO ESTÃO CONSEGUINDO .

  • Carlos

    Narcisismo imensurável quem conhece sabe que o que está ao lado ,está ao lado e não é amigo é servo !

  • CARLOS

    A TIRANIA do GOVERNADOR e do PREFEITO
    CONTINUA…
    Enquanto os Hospitais públicos estao sucateados e agonizando.
    Os Hospitais particulares e os Hospitais de Lona continuam a todo vapor.
    O POVO ALAGOANO VAI DAR A RESPOSTA NAS URNAS.

  • Pensador

    Se ele fosse um pouco mais sábio, reajustaria ou gratificaria os profissionais de saúde que estão na linha de frente nessa pandemia. Nenhum governador em qualquer outro estado fez isso nessa pandemia. Em tempos de guerra, os soldados americanos que vão ao front de combate recebem aumento de salário justamente pelo grande risco da atividade. Vemos por enquanto centenas, mas devem chegar aos milhares logo logo, de profissionais da saúde vindo a falecer ou se afastando por causa da pandemia, mas o governador se dá ao luxo de contar com o tempo e o esquecimento. Parafraseando a música: “deixa o tempo passar, que eu aprendo a viver sem vc”, mas em tempos de rede social e sofrimento, a população saberá dar a resposta nas urnas ainda esse ano

  • Paulo Malta

    Renan Filho é um gestor medíocre, distante absolutamente de um líder.

  • Quarentena.

    Bom dia, cadé o vice governador e secretário Luciano Barbosa? na minha humilde opinião ele seria uma pessoa de quem o sr “confia” e muito inteligente, porque não? a não que o sr não confie mais.

  • Há Lagoas

    “Uma nação em crise não precisa de plano. Precisa de homens.”
    Eugênio Gudin
    Pena que nos temos apenas uma criança no palácio República dos Palmares…

  • Patrícia

    O governador disse em entrevista na Uol que ele não terá possibilidade de contratar leitos na rede privada para atender doentes,como pode acontecer a São Paulo… Gostaria de uma explicação mais clara sobre se essa situação vier a acontecer no nosso estado.Qual o plano B,C,D….

  • Gerson M. souza

    Boa noite, acho que o governo Renan poderá reverter sua popularidade diante da opinião pública,observando duas vertentes: A primeira seria diminuir os internamentos,e consequentemente o isolamento, isso poderia acontecer com a distribuição de kit em todas unidades de saúde,para que o povo se tratasse em casa com a devida orientação médica. E segundo liberaria o que hoje está proibido.
    Com os cuidados de prevenção como por exemplo o uso de máscaras, e os que forem sendo infectados tenha a certeza que tem o remédio a disposição no inicio da contaminação para serem curados. O isolamento está mais do que provado, que o povo quando sair as ruas será infectados, serve apenas para retardar a doença. Resultados positivos: Diminuição das internações e reconstrução para a normalidade em relação a emprego e renda.Fica a dica.