O título de pior comediante do mundo seria muito entregue ao ministro da Educação (?), Weintraub.

Com suas piadas grosseiras e desrespeitosas,  o bufão do Planalto se notabilizou até agora por três coisas: como dançarino da internet, pelo desrespeito à língua portuguesa e pelo ENEM do desastre.

Agora, seguindo seu guru astrológico e seus patrões, Weintraub resolveu declarar guerra à China, o maior parceiro comercial do Brasil e produtor dos insumos e equipamentos que o país tanto precisa – e não produz – no momento do avanço da pandemia.

As instituições brasileiras têm instrumentos democráticos e responsáveis para evitar que a situação dos brasileiros se agrave nesse momento de crise.

Não utilizá-los é ser cúmplice da estupidez e da ignorância.

Se o personagem quer continuar fazendo “gracinhas” nas redes, que siga seu caminho. Mas não em nome do Estado Brasileiro.

PSDB terá Tereza Nelma como candidata a vereadora em Maceió
MP do Trabalho quer urgência na distribuição de cestas básicas pelo governo do Estado