A Assembleia debateu, hoje, internamente, o perigo da distribuição de cestas básicas em ano eleitoral pelo governo do Estado, que deve repassá-las às prefeituras.

É uma preocupação, também, de vários internautas que se manifestaram aqui neste espaço.

Que há risco não há dúvidas. Mas não se pode correr outro risco: de deixar as famílias mais carentes – que vivem da atividade econômica informal – sem ter o que comer.

Os órgãos de fiscalização estão aí para cumprir seu papel institucional e constitucional.

E o cidadão comum pode, munido de um celular, fazer as vezes de fiscal, e denunciar aqueles que praticam a manipulação da fome para se beneficiar eleitoralmente.

O MP já denunciou, por exemplo, o prefeito Joãozinho Pereira, de Teotônio Vilela, pela suposta prática de abuso de poder político-econômico.

Que lamentável, para quem tem uma irmã deputada, Jó Pereira, que tem sido tão ativa e altiva no parlamento estadual – “queima” o filme dela.

Governador precisa dizer se aposentado vai pagar 14% ao AL Previdência na crise
A falta que fazem as periféricas Secretarias de Ação/Assistência Social
  • ROBERTO PAIVA

    OS REPRESENTANTES DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA NO FECOEP
    SÃO OS DEPUTADOS GALBA NOVAES E JÓ PEREIRA.
    POR DIVERSAS VEZES VOTARAM CONTRA PROJETOS DO
    GOVERNO E SEMPRE TENTAM APERFEIÇOAR OS APROVADOS,
    AMBOS TÊM FEITO UM EXCELENTE TRABALHO NO REFERIDO
    CONSELHO,QUE POSSUI MEMBROS BASTANTE QUALIFICADOS
    A EXEMPLO DOS REITORES DA UFAL E DA UNCISAL.

  • severino pereira de melo

    Fica claro que a promoção a distribuição gratuita de cestas básicas mesmo na situação atual, visa exclusivamente as campanhas para Prefeitos e Vereadores de todos os Municípios do Estado de Alagoas. É muito tolo esse Governador!

  • JEu

    Mais é muita “bondade” do governador mininim em querer distribuir cestas básicas em ano eleitoreiro…!!! e mais ainda quando se trata, com certeza, do uso de verba federal que deveria ser usada para providenciar mais leitos e aparelhos respiratórios para melhorar o atendimento às pessoas que venham a ser atingidas pelo coronavírus… e o interessante é que o governador de calças curtas age como se não acreditasse no que diz: que existe uma pandemia de coronavírus, e portanto, decretou o fechamento de tudo, inclusive impedindo a atividade de ganha pão dessas mesmas pessoas (com medidas ditas de proteção mais que exageradas) as quais, agora, diz que quer amparar com a distribuição das tais cestas básicas,… ou seja, como dito pelo Presidente, tudo não passa de ação nefasta com propósitos puramente politiqueiros e bem pouco, ou quase nada, no interesse da saúde e do bem estar do povo brasileiro… eis aí mais uma prova de toda essa sujeira…

  • ROBERTO PAIVA

    VAI PRA RUA JEU
    TU , 01,02,03 E O ZERO ESQUERDA.
    VEJA O RESULTADO DE NÃO MILÃO PODE PARAR.
    AGORA QUER PARAR ,MAS JÁ É TARDE DEMAIS.
    rrmrm