Hoje pela manhã recebi ligações de alguns conhecidos sobre a situação dos postos de saúde nesse início de vacinação contra a gripe.

Não é diferente do que eu imaginei – por óbvio – que aconteceria. Há uma mobilização pelo medo, e a correria aos lugares de vacinação seria inevitável.

Pior ainda é que não me parece ter, por enquanto, a possibilidade de ampliação dos pontos de atendimento à população, entre outras coisas, porque não há pessoal para isso – mesmo que locais “abertos” sejam disponibilizados à Secretaria de Saúde.

Mas é fato que a crise do coronavírus não apenas expõe, mas potencializa a precariedade dos serviços de saúde no Brasil.

Não por acaso, em todas as pesquisas realizadas pelos institutos mais sérios, a Saúde é a primeira preocupação da população brasileira (a Educação fica em 4º ou 5º lugar).

Não por acaso, também, nas campanhas eleitorais – em qualquer nível – a Saúde é apontada pelos candidatos como sua prioridade.

Tudo bem, mas é preciso entender o recado de forma diferente da que, em regra, fazem os governantes locais ou nacionais.

Ter pessoal que atue na ponta, no atendimento direto à população, com abastecimento permanente das unidades existentes – este pode ser um caminho bem mais razoável do que o investimento na construção civil (também necessária, mas não sendo o bastante).

Quanto à vacinação contra a gripe, talvez seja o caso de a prefeitura e o governo do Estado pedirem o apoio e adesão dos alunos dos cursos de saúde, das várias faculdades e escolas técnicas locais. Com algum treinamento intensivo, me parece, eles poderão facilmente ajudar a atender esta demanda inevitável.

E ajudar ainda mais no futuro que se aproxima.

É preciso ter muito cuidado com as medidas "excepcionais"
O papel dos governantes nos tempos do coronavírus
  • Capitão ESTRUPÍCIO e sua corte de MALABARISTAS de circo de lona FURADA. – Árgh, ki-NOJO!

    Êita, nóiX, caro Ricardo Mota … tá difícil, viu?
    em 1918 era a Gripe Espanhola no Rio das TETAS FARTAS!

    > Conta o Dr Gilberto Amado (1887-1969, 67 de Sergipe às GAMBIARRAS:
    – veio a gripe espanhola (1918) via Argélia (Dakar) apoderando-se da cidade MARAVILHINDA!

    > Ou SEJA: dominação assombradora em cima de gente que não devia morrer tão cedo,
    – moços fortes, moças bonitas quantos não tinham já partido dessa pra MELHOR como se diz.

    > Cada dia por ORA uma notícia … noivas (enxovais prontos) enroladas às pressas
    – no vestido de NÚPCIAS num montão de cadáveres aguardando cova no cemitério.

    # Em 2020 sobra SUFÔCO na política contra adversáriXs de despreparados no PODER:
    – um IDIOTA presidente em campanha perpétua:
    * SEM capital moral pra promover coordenação e consenso. [23mar20]
    https://www1.folha.uol.com.br/colunas/marcus-melo/2020/03/crise-total.shtml#

  • INUTILIDADES

    Os boçais dos governos petistas não mostraram a nação onde gastaram o dinheiro do povo ? Construíram campos de futebol para a frustrada copa do mundo do 7 x 0 e Estádios no Rio de Janeiro para as olimpíadas, pois, só assim, poderiam ter meios de solapar o dinheiro dos abandonados brasileiros. Há uma sugestão: transformem esses elefantes brancos em hospitais e postos de saúde.

    • Capitão ESTRUPÍCIO e sua corte de MALABARISTAS de circo de lona FURADA. – Árgh, ki-NOJO!

      Tens XanXe de u meno verIadô, Sr inútil! … rsRs
      Em o2′ 40″ _ https://youtu.be/9aHoWTs6xE0

      > A gente não sabemos escolher presidente, tomar conta da gente
      – NEM escovar os dente, tem gringo pensando que nóis é indigente
      # Refrão := Inútil! … – A gente somos inútil

      > A gente faz carro e não sabe guiar, faz trilho SEM trem no Jaraguá!
      – Faz filho e Ñ consegue criar, pede grana SEM conseguir pagar. – # Refrão

      > A gente faz música e não consegue gravar, escreve livro SEM publicar
      – INVENTA peça e Ñ consegue encenar, joga bola e NEM consegue ganhar

  • JEu

    Hoje pela manhã a UBS João Macário, no bairro do Santos Dumont, nem sequer começou a vacinar, o motivo, dizia o pessoal que estava no local: estava faltando energia e não tinha como receber as vacinas… já a UBS Ibbi Gatto, do bairro de Santa Amélia, as vacinas acabaram as 10 horas da manhã e disseram que recomeçariam depois das 13 horas, se chegassem mais… vai entender… agora, a pressa para anunciar que iria ter vacinação em “todos os lugares”, isso foi rápido para o prefeito e para o governador mininim…