O empresário e candidato a prefeito de Paripueira ( e ex-prefeito do mesmo município), Abrahão Moura, é a ponte entre o governador Renan Filho e o prefeito Rui Palmeira, que iniciaram conversações.

É possível acordo?

Ao que parece, sim, com os olhos – de ambos – em cima de JHC, o grande alvo dos dois gestores.

Moura, que é amigo de infância de Renan Calheiros e ex-assessor do então senador Guilherme Palmeira, foi um dos principais responsáveis pela desistência de Rui em disputar o governo em 2018.

A ideia – e tem quem acredite – é que a aliança de agora, em torno de Alfredo Gaspar, poderia se replicar em 2022.

E Renan pai?

Assim como não tem amigos definitivos, inimigos também não tem.

Candidatura de Biu de Lira na Barra de São Miguel vai da troça ao frevo
Maceió é apontada como a capital com pior situação fiscal do país
  • Há Lagoas

    Minha decepção não está com a combalida legenda do atual irreconhecível PSDB, mas com certas figuras que ainda compõe essa moribunda agremiação. Achei que alguns deles – apesar de serem políticos – tinham princípios…
    É essa minha inocência, ela ainda vai acabar me matando de desgosto!

  • To de olho 👁

    Abraão nada faz sem o aval de Rui, estão querendo arranjar um bode pra botar na sala de Rui. Rui jamais vai virar um lambe botas dos Calheiros como fizeram Ronaldo Lessa e Mauricio Quintella. Um está sem mandato e desempregado e o outro sem mandato e com um emprego temporário.
    Alfredo quer ser a Diana Virgem, com os pés nos dois lados, na política isso é inaceitável, ou fica com a garantia de emprego dos Calheiros, que nunca ganharam em Maceió, ou com Rui, liso e fora do PSDB.
    Fica no teu emprego Alfredo, quando sair dele, vão querer é se vingar de suas maldades.

  • Mário

    O que não faz uma eleição, e o povo apenas um detalhe (raríssimas exceções).
    “Salve!
    – Como é que vai?
    – Amigo, há quanto tempo!
    – Um ano ou mais…
    – Posso sentar um pouco?
    – Faça o favor
    – A vida é um dilema
    – Nem sempre vale a pena…
    – Pô…
    – O que é que há?
    – Rosa acabou comigo
    – Meu Deus, por quê?
    – Nem Deus sabe o motivo
    – Deus é bom
    – Mas não foi bom pra mim
    – Todo amor um dia chega ao fim
    – Triste
    – É sempre assim
    – Eu desejava um trago
    – Garçom, mais dois
    – Não sei quando eu lhe pago
    – Se vê depois
    – Estou desempregado
    – Você está mais velho
    – É
    – Vida ruim
    – Você está bem disposto
    – Também sofri
    – Mas não se vê no rosto
    – Pode ser…
    – Você foi mais feliz
    – Dei mais sorte com a Beatriz
    – Pois é
    – Pra frente é que se anda
    – Você se lembra dela?
    – Não
    – Lhe apresentei
    – Minha memória é fogo!
    – E o l’argent?
    – Defendo algum no jogo
    – E amanhã?
    – Que bom se eu morresse!
    – Prá quê, rapaz?
    – Talvez Rosa sofresse
    – Vá atrás!
    – Na morte a gente esquece
    – Mas no amor agente fica em paz
    – Adeus
    – Toma mais um
    – Já amolei bastante
    – De jeito algum!
    – Muito obrigado, amigo
    – Não tem de quê
    – Por você ter me ouvido
    – Amigo é prá essas coisas
    – Tá…
    – Tome um cabral
    – Sua amizade basta
    – Pode faltar
    – O apreço não tem preço, eu vivo ao Deus dará”
    Música: Amigo é pra essas coisas (MPB-4) – Compositores: Aldir Blanc Mendes / Silvio Da Silva Junior.

  • Roberto santos

    Bem interessante essa aliança, os dois tem propósito para o Estado, diferente daquele outro que costuma querer ser pai das ações efetivadas no Estado. Só sinto pelo Sen. Cunha que se deixou seduzir pelo “bom” mocinho da Ibateguara, cidade que o rejeita. Os dois em torno de um nome, Gaspar, que não será osso mole de roer.

  • Maria José

    Estão esquecendo de combinar com o povo na rua… Dr Alfredo quem diria o senhor que sempre combateu à corrupção,está nesse barco com a banda podre da politica alagoana.

  • JEu

    Agora, infelizmente, se confirmados os “rumores”, é que o Rui Palmeira vai começar a “cavar a própria cova” de vez… e se concretizada a “parceria”, então será sua “pá de cal”… o mesmo se pode dizer do Alfredo Gaspar, se for o “candidato” (mesmo em outro partido) dos Calheiros… o povo maceioense (o mais politizado no Estado) vai entender toda a “jogada” perfeitamente e vai demonstrar sua rejeição aos senhores feudais nas urnas… é esperar para ver…

  • Louis

    A nota está parecendo flash de marketing do pretenso candidato.Rsrsrs
    Rui e Renan Filho são dois escolados em matéria de acordos políticos, não é um candidato a prefeito que vem apontar o norte para os escolados seguirem.

  • Carlos

    Muitas pontes sendo construída para pavimentação dos grupos políticos. Já a ponte construída pelo desnaturado governador Renan Filho e com aprovação por unanimidade para ferrar com os servidores públicos e principalmente os aposentados não aparece uma alma viva para reverter o projeto da mais perversa das perversas da previdência Al.

  • Bolsonaro

    Queremos o fim do ” mais do mesmo”, aí aparece alguém que quer unir o ” mais do mesmo,”.

  • Antônio Marcos Rezende

    Não tem opção pra não ser mais do mesmo.
    Ponto.

  • FRASE DO ESCRITOR FRANCÊS, VICTOR HUGO, SERVE COMO UMA LUVA PARA ALAGOAS!

    “É do inferno dos pobres que é feito o paraíso dos ricos”. Victor Hugo (1802 – 1885), romancista, poeta, dramaturgo, ensaísta, artista, estadista e ativista pelos direitos humanos francês.

  • Fernando

    Tudo em nome das antigas e duvidosas estruturas politicas e o povo é o que menos importa