Mas é a ideologia que resulta na perseguição aos artistas e na produção cultural hoje no Brasil, arremata o presidente da Fundação Municipal de Ação Cultural, Vinícius Palmeira.

Convidado do Ricardo Mota Entrevista desta semana, Palmeira considera que houve um “ato terrorista” no ataque à sede da produtora do Porta dos Fundos, grupo de humor que faz produções principalmente para a internet.

Para ele, o primeiro grande ataque do governo ao setor foi a extinção do Ministério da Cultura, que “coordenava todos os órgãos culturais no país e ganhava uma importância crescente”.

Ainda assim, Vinícius Palmeira garante que a prefeitura de Maceió continua investindo na produção cultural local, “com recursos próprios, mantendo em atividade os pontos de cultura, que funcionam nas escolas municipais”.

Ele aposto que as atividade artísticas são fundamentais para a formação de crianças e adolescentes, como cidadãos críticos e humanizados.

Ou seja: os caminhos próprios da cultura levam ao avanço civilizatório.

É conferir.

Ricardo Mota Entrevista

TV Pajuçara, domingo, às 10h30, na TV Pajuçara

Convidado: Vinícius Palmeira – presidente da Fundação Municipal de Ação Cultural

 

A arte de ler o passado
Beltrão, Pereira e Rocha: clãs políticos se preparam para 2020
  • JEu

    A cultura, por viver de produções comercializadas, pode e deve viver às próprias expensas… ou seja, deve viver de seu trabalho… e em algumas ocasiões, como no caso do trabalho de artesãos que vivem de seu labor, então deve-se criar escolas para que esses mesmos artesãos possam ensinar àqueles que precisam e querem aprender, principalmente crianças e adolescentes, para, mais tarde, poderem viver do fruto do próprio trabalho… e o trabalho dignifica o ser humano, alguém já o disse… agora, creio que devemos entender o que é a cultura verdadeira, que produz coisas belas e admiráveis, que tocam o sentimento e a emoção das pessoas, elevando-as em pensamento e estimulando-as ao bem, ao belo e aos mais altos sentimentos da humanidade: altruísmo, abnegação, adoração, fraternidade, honestidade, amor ao próximo… o resto, então, é só o resto mesmo…

  • JEu

    Complementando, li, alhures, o seguinte, sobre a necessidade de esforço próprio na própria melhoria intelecto-moral, o que inclui, necessariamente, a apreciação das produções culturais:
    Nalguns, ainda muito tenazes são os laços da matéria para permitirem que o Espírito se desprenda das coisas da Terra; a névoa que os envolve tira-lhes a visão do infinito, donde resulta não romperem facilmente com os seus pendores, nem com
    seus hábitos, não percebendo haja qualquer coisa melhor do que aquilo de que são dotados… Numa palavra: não divisam mais do que um raio de luz, insuficiente a guiá-los e a lhes facultar uma vigorosa aspiração, capaz de lhes sobrepujar as inclinações… Esses são os cristãos imperfeitos, alguns dos quais ficam a meio caminho ou se afastam de seus irmãos
    em crença, porque recuam ante a obrigação de se reformarem, ou então guardam as suas simpatias para os que lhes compartilham das fraquezas ou das prevenções… Aquele que pode ser, com razão, qualificado de cristão verdadeiro e
    sincero, se acha em grau superior de adiantamento moral… Reconhece-se o verdadeiro cristão pela sua transformação
    moral e pelos esforços que emprega para domar suas inclinações más. Enquanto um se contenta com o seu horizonte limitado, outro, que apreende alguma coisa de melhor, se esforça por desligar-se dele e sempre o consegue, se tem firme a vontade.

  • Antonio Moreira

    O especial de Natal produzido pelo Porta dos Fundos que retrata Jesus Cristo como gay bateu recordes de audiência e conquistou o título de produção brasileira mais vista na história da plataforma de streaming Netflix. A informação é do jornal O Globo.
    Eu não sei se isso é cultura e o que humano tira de positivo em um trabalho desses! Dinheiro e atenção? Também tem algum trabalho retratando Maomé?
    Sinceramente, não frequento igreja, não perco o meu tempo pensando o acontecerá comigo após a minha morte, se existiu/existe humano santo…

  • DIGNIDADE HS 2

    Ficamos dias sofrendo com nossos parentes no calor (verdadeiro terror), onde uma situação como essa deveria ter sido resolvido em horas e ate mesmo com manutenção eficaz se é que existe. Prevenção é tudo! não é mesmo. É fato claro e provado da situação insalubre existente, mas como de costume (mau costume)preferem dizer que não é bem assim…chega a ser imoral a falta de respeito com o cidadão e a vida humana. Pedimos ao Sr. Governador que tenha no mínimo um pouco de compaixão e trabalhe com a verdade porque o povo precisa e merece.

    • Meu NOME é Gal desejando rapaz: SEM cultura NEM crença OU tradição, AMO igual!

      > Envelhecer c’a ompotência IN-viagravelmente é preciso, … HS 3, ‘tamo junto!
      – com toda a DIGNIDADE entre 4 paredes … na SALA ninguém comenta, é claro!
      > E o Rei NÃO estaria nú e descalço alheio às sandálias da HUMILDADE? … rsRs
      – resta NÚS gastar a sola dos PÉS, melhor q’usar MELISSAS da Boba Xuxa plásticas
      # Assim seremos menXs EXPLORADOS e mal pagXs pelo véio da Havan. – Xô $ataná$!

  • Moraes

    Verdades que precisam ser ditas:O mundo não é dos espertos. É das pessoas honestas, capazes de ter empatia com o outro. De quem pensa no quanto aquela ação pode prejudicar alguém antes de agir. De quem respeita o seu próprio tempo e não tenta, com “jeitinho“, acelerar a sua vez. O mundo é de quem não fura fila, nem de quem fura olho. É de quem, antes de ser verdadeiro com qualquer outro, é verdadeiro consigo mesmo. Então dirão: “Ah, mas vejo muitos espertos se dando bem por ai“ E é exatamente por isso que o mundo da sempre voltas completas e justas abaixo do sol.

  • Adson Freire

    Dentro das Universidades quase tudo é movido por uma ideologia caduca, o moribundo marxismo. Nas mãos de tiranos como Lênin, Stálin, Mao, Hoxha, Pol Pot, Fidel et caterva, milhões de seres humanos foram torturados e mortos em nome dessa ideologia nefasta. Na verdade, o comunismo, o nazismo e o fascismo são irmãos siameses na capacidade de oprimir todo aquele que pensa diferente. A liberdade é um valor que elas negam e suprimem com mão de ferro e muito sangue. Lembro-me de um sábio conselho do filósofo liberal Raymond Aron: “mais vale amar uma mulher do que uma ideologia”. Pura verdade!

  • Há Lagoas

    Ser humano sem ideologia é impossível, assim como povo sem cultura não existe!
    O importante é o respeito, é isso que faz toda a diferença.
    Podemos ser preso pelo destrato com o ser humano – o que eu concordo – sendo inclusive passível de responder processo por preconceito. No entanto, faltar com respeito para com Aquele que nos criou, tudo bem! Não podemos ofender a criatura, mas o Criador, sim?!
    E se o humor pode ser uma ferramenta de contestação, então por que só o Deus judaico-cristão pode ser achincalhado?
    Por que essa gente não faz o mesmo com Alá de Maomé? Ou a contestação do humor tem seus estágios, sabendo onde deve parar?
    Respeito o ateu, mesmo não o compreendendo, gostaria que essa prática fosse reciproca.
    Quanto ao Porta dos Fundos, alguns videos são engraçados, já outros, prefiro não comentar.

  • Idosamente MONGE no Sertão: busca SUS sem úi nem Ái!

    Mais uma BOA entrevista, Caro Ricardo … excelente, parabéns!
    … programa imperdível neste DOMINGO às 10h30, ainda madrugada no Peru jejuando!
    Ainda gosto de sabão na boca, sem escovar os dentes n’Austrália HAVAIANAS q já É ontem
    … apois CRISES geram oportunidades em DEMOCRACIAS, pirraças desgraçam sociedades.
    Como sempre, prefiro andar DESCALÇO gastando a sola do PÉ, que usar sandálias plásticas
    … sejam MELISSAS da Boba Xuxa, sejam tOntas outras exploradas em mal pagas pelo véio da Havan!

  • Nelson

    Na velhice ao perder os sonhos de sua juventude, todo homem que estudou a história do seu passado e de sua época, e recolheu o fruto de sua experiência e da alheia, se não estiver com o espírito pertubardo por preconceitos muito arraigados , chegará a conclusão de que este mundo é o reino do acaso e do erro, que é governado a seu modo sem compaixão alguma, auxiliados pela maldade e pela loucura, que aos homens empolgam constantemente. Mil trabalhos e esforços é preciso para impor uma ideia nobre, porque dificilmente encontrará uma oportunidade de apresentar-se, enquanto que a vulgaridade artística , os sofismas, a malícia e a astúcia, reinam de geração e geração, aqui e alhures, sem serem interrompidas.

    Do livro a morte e a dor
    Ateus Net.