A bagaceira em que se tornou a briga dentro do PSL, mais do que nunca, deixa provado que o presidente Jair Bolsonaro só considera três os seus homens de confiança: Carlos, Eduardo e Flávio.

O primeiro, o demolidor de ministros.

O segundo, o seu faz tudo: de hambúrguer a líder partidário, passando pela diplomacia brasileira na terra do Trump.

O terceiro e último é o personagem que há de saber onde anda o Queiroz.

Os demais, aliados de primeira hora, vão ficando pelo caminho, um a um, sem merecer ao menos um gesto de misericórdia.

Há quem diga que isso é a “nova política”. Talvez o correto fosse dizer que é pior política.

Em tempo: é de arrepiar até o céu da boca o fato de que um aliado gravou uma conversa telefônica com o presidente da República (o caso Joesley x Temer é diferente).

Resultado: 01, 02 e 03.

Prefeitura de Maceió receberá R$ 46 milhões do leilão do pré-sal em novembro
Laudo da CPRM sobre o Pinheiro será anexado ao relatório da CPI de Brumadinho
  • sertanejo cagota

    Não me arrependo 1 cm em ter votado nele…

  • Democracia ao PONTO: garçon + 1 cana, tira gosto SARDINHA péÓóRrrrr sem ELA!

    Pois caro Rircardo MOTA,
    digníssimo jornalista emérito há décadas no Sistema PAJUÇARA!
    > É muito importante cOndo a PESSOA vivencia: liberdade e respeito + consideração
    – Entendendo a personificação do coletivo. Vai aprendendo a respeitar pessoas
    > A COMPREENDER as coisas + importantes pr’a comunidade: a planta e o animal,
    – a pedra e a TERRA num só conjunto que forma o CARÁTER do indivíduo.
    > SEM o fio condutor indivíduo-comunidade, a VIOLÊNCIA se generaliza. [17out19}
    https://tab.uol.com.br/noticias/redacao/2019/10/17/sitio-anarquista-sobrevive-a-invasao-de-black-blocs-e-a-duas-ditaduras.htm

  • Melinto

    Vamos valorizar o que está acontecenfo de bom e deixar as futricas politicas para os politicos.
    O mercado de trabalho brasileiro registrou em setembro deste ano a abertura líquida de 157.213 vagas com carteira assinada, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, do Ministério da Economia, nesta quinta-feira.
    O número verificado é resultado de 1.341.716 admissões ante 1.184.503 desligamentos e o melhor para o mês desde 2013, quando o país criou 211.068 novas vagas.
    Fonte:Polibio Braga.

  • Hélio

    ‘Os amigos do amigo de meu pai’

  • Laskdo

    Enquanto houver radicalismo de esquerda ou de direita o país só afunda. O radical não é eleitor, é torcedor, igual a membro de torcida organizada não aceita opinião contrária, mesmo errado. Ele quer ganhar de qualquer jeito, com impedimento, com gol de mão ou até com ajuda do Juiz. Quer vencer não importa a ética. O trágico é que, tanto um como o outro, só governa pra um lado. E como sabiamente disse Jesus Cristo, “…nenhuma casa dividida contra si mesmo fica de pé”. Mateus 12:25

  • Daniel Luz

    Nosso amigo Ricardo não fala em momento algum dos governos anteriores que destruíram nossa pátria.

    • Desde Colonia 1500 somos Portugais & RAMALHo$ – loucura!

      Kkkkk … conta ôta pÚ t’otário favoritar!

    • Eleitor Jovem

      Isso se deve ao fato que, como o próprio nome diz, os governos do passado estão no passado. O governo atual é o que tem que ser criticado por não cumpre as promessas de campanha que é colocar o Brasil no caminho do desenvolvimento.
      Se você quiser críticas aos governos passados é só ler as colunas do seus respectivos tempos. Ricardo sempre foi um jornalista crítico e nunca economizou seus comentários a governo algum, independente do partido. O grande problema é que os torcedores (concordando com o Laskdo) do time Bolsonaro só conheceram a política em 2016/2018 e não tem memória para lembrar das diversas críticas que eram feitas aos governos ptistas e psdbista.

  • Maria

    O que se vê nesse nosso país é uma eterna troca de figurinhas onde nenhum político consegue completar o álbum,pois são “todos”oportunistas e só pensam em si. Governar que é bom, Nada! E nessa piada agente rir é de nervoso. Não adianta barganhar com Deus, não adianta impressionar os homens… Cada um tem o presidente que merece.Que comece a contagem regressiva para esse desgoverno.

  • Antônio

    Mota, você esqueceu os nomes dos homens de ouro do Bolsonaro: Queiróz, Anderson (miliciano foragido da justiça), Álvaro (Ministro), Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Alexandre Morais, Augusto Aras e Infelizmente Sérgio Moro.

  • JEu

    Essa coisa de politicagem não serve para nada mesmo… o importante, e já o tenho dito e repetido, é não aparecer mais nenhum petrolão, mensalão, bndesão, friboisão e outros casos horripilantes de desvio de bilhões de Reais para os mais diversos descaminhos, e nunca chegando ao principal: o bem do país e do povo… o resto é somente isso: resto mesmo… que se entendam lá para as bandas da capital de todas as corrupções e bandidagens… que se matem, inclusive, pois será melhor para o Brasil…