Sofrendo pressões de todos os lados, para decidir seu futuro – na política ou no MPE -, o PGJ Alfredo Gaspar de Mendonça suspendeu todas as atividades que possam ser relacionadas a uma possível disputa pela prefeitura de Maceió.

O clima dentro do MP, por si só, anda muito tenso, e era de concentração nas atividades da instituição.

Aliança com Rui Palmeira ou Renan Filho – eis a indagação.

Diz um integrante do núcleo duro do Ministério Público: “Primeiramente, ele tem de decidir se quer entrar na disputa eleitoral. Por quanto, o foco é o MP”.

Definições só mesmo em janeiro, já que as questões internas consomem muita energia.

"A Casal não será privatizada", garante secretário Santoro
Braskem vai depor primeiro na Comissão do Pinheiro da Câmara Federal
  • Maria

    Que ele pense realmente e tenha discernimento na sua decisão, visto que pela imparcialidade sobre Rui ou Renan o melhor seria nenhuma das opções acima. Não entendi sinceramente porque alagoas foi o único estado do brasil que o tre nao disponibilizou urnas eletrônicas para votação do conselho tutelar.

  • Mauricio

    EU QUERO VER ELE COLOCAR ADIANTE AS INVESTIGAÇÕES SOBRE O GOVERNO DO ESTADO

  • JEu

    Então, como já havia dito aqui, vamos esperar até janeiro/20, para começar a ouvir falar em candidaturas às prefeituras, pois Maceió, apesar de ser a mais comentada, não é a única prefeitura a ter eleição no ano vindouro… o resto é só “expectativa, desejos, interesses e conversa midiática”…