Está mais do que evidente que o PSL nacional está longe de ser um poço de virtudes.

As brigas entre os integrantes do partido – com projeção nacional – nos últimos dias tem mostrado que não há pureza e/ou inocência em nenhum dos lados envolvidos na “guerra total”.

Os líderes do PSL na Câmara Federal, Delegado Waldir, e no Senado, Major Olímpio, miram no grupo palaciano – nos filhos do presidente (Flávio Bolsonaro, neste particular) e no ministro do Turismo.

O deputado Marcelo Álvaro Antônio continua no primeiro escalão do governo, embora responda pelo mesmo malfeito atribuído ao presidente do PSL Luciano Bivar, agora alvo de uma operação da PF – e não sem justificativa.

Já o núcleo duro do presidente Bolsonaro indica os erros e crimes cítricos de Bivar.

O que se indaga, por óbvio, é: qual dos dois tem mais laranjas no pomar – o ministro ou Bivar?

Operação Arremate "atinge membros de várias tribos políticas locais"
Marcelo Victor quer formar legião de prefeitos no DEM, incluindo Davi Davino
  • JEu

    Que a PF faça as investigações necessárias e os que cometeram os malfeitos que paguem por seus erros… já o disse aqui, e repito, que siglas partidárias, sejam elas quais forem, não representam nada… só servem de cabides de emprego, para os politiqueiros derrotados nas urnas e para justificar uma candidatura perante a justiça eleitoral… o que vale mesmo é a conduta do candidato eleito, pois o povo ordeiro, trabalhador e cumpridor de seus deveres de cidadão não suporta mais o mau uso do erário público… chega de mensalões, petrolões, bndesões, friboisões, folhas fantasmas, rachadinhas, dólares na cueca, bunkers de milhões, fortunas ilícitas em paraísos fiscais, desvios milionários para favorecimento de “países amigos ideológicos”, etc, etc, etc… chega de tantos privilégios, de salários desarrazoados, de vantagens de todo tipo em todos os poderes (destacando-se o judiciário e o legislativo)… recentemente um prefeito no México foi amarrado e arrastado por um carro pelas ruas esburacadas que, durante sua campanha, prometeu (e não cumpriu) que iria recuperar as vias… já é tempo de essas “notícias alvissareiras” começarem a chegar por essas bandas tupiniquins…

  • Glorioso

    Na disputa de quem tem mais laranjas o “DESTAQUE DA POLITICA” é a alma mais pura do país, O CHEFE DO “MENSALÃO E DO PETROLÃO” o presidiário da alma mais pura da face da terra que deve ser canonizado após cumprir o seu período “SABÁTICO.

  • marcelo

    Infelizmente essa regra das eleições, que obriga as coligações terem no minimo 20% de mulheres disputando as eleições, termina por partidos colocarem essas laranjas só pra preencher as vagas.

  • Antônio

    Essa briga dentro do PSL não deve ser desapartada. Devem sim, se digladiarem pelo fundo partidário e eleitoral, coisa de 350 milhões/ano, até o último homem. É muita grana. O Clã Bolsonaro, juntamente com o Queiróz e os milicianos cariocas, estão de olho gordo no fundo.
    Realmente, o roubo do Lula, dos petistas e seus aliados, tem requintes mais sofisticados, de quadrilha elitizada. Já a briga do PSL, é de quadrilha de briga de rua, sem limites, valendo tudo, com denúncias de membros da própria quadrilha entregando os companheiros.
    Deixa rolar a festa. No final, Dias Toffoli e Gilmar Mendes, inocentarão a todos os indiciados, denunciados e condenados.

  • Antonio Moreira

    O povo trabalha para produzir tributos.
    enquanto meia dúzia de enganadores transformam tributos em laranjais.
    Os laranjas(digo,laranjas) são fieis: a empresário, político, justiça e empresário.
    Quem não sabe que partido político é um grande negócio,assim como outros ramos de negócios que prefiro não dizer aqui!

    E o povo?
    Na prática, é negado ao povo direitos que estão escritos no livro da lei maior do pais.
    Mas um tal de foro privilegiado funciona em todo vapor.

  • Melinto

    Ela leu um estudo feito na University College London, que apontava a possibilidade de partidos terem utilizado candidaturas laranjas nas eleições de 2018.
    Segundo o estudo, a suspeita do PSL é que 15,9% das candidatas mulheres foram laranjas. O percentual era de 11% no PT, 10,5% no PP e 15,6% no PSDB.

  • Melinto

    Ela leu um estudo feito na University College London, que apontava a possibilidade de partidos terem utilizado candidaturas laranjas nas eleições de 2018.
    Segundo o estudo, a suspeita do PSL é que 15,9% das candidatas mulheres foram laranjas. O percentual era de 11% no PT, 10,5% no PP e 15,6% no PSDB.
    Fonte : O Antagonista