O silêncio de Luciano Barbosa, vice-governador e secretário de Educação, sobre a mais recente operação da PF em Alagoas é um incômodo e um constrangimento para o governo de Renan Filho – além de irritar os palacianos.

Mesmo que acreditem na inocência do secretário naquilo que foi apurado pela CGU e Polícia Federal, integrantes do governo defendem que ele deveria – não acredito que ele venha a fazê-lo – dar entrevistas sobre o assunto, para que Filho não fosse mais cobrado pelo novo escândalo.

Foram vários assessores de Luciano – e do governador – presos e alvos de Operação Casmurros (que gozação literária!).

E se já merece destaque o silêncio do governador sobre o seu vice, chama ainda mais a atenção a mudez de Barbosa.

Teclar só não basta.

 

Quadro nacional inviabiliza candidatura única da esquerda em Maceió
Os amantes da Praça Sinimbu
  • Almeida

    A responsabilidade do gestor é garantir o cumprimento, por parte de todos integrantes da gestão, das normas que regem a administração pública. Quando algum integrante descumpre qualquer prática idônea, o gestor assume responsabilidade solidária ou indireta.

  • DE MENOR

    PAI! AFASTA DE MIM ESTE CÁLICE.

  • JEu

    Será que, dessa vez, o Luciano Barbosa vai parar “C’as vacas” no brejo?!!! seria interessante mesmo que ele falasse alguma coisa… ou será que vamos ver uma nova versão do “O silêncio dos inocentes”?!!!

  • Há Lagoas

    O Barbosa – o técnico – vendo o seu futuro político ameaçado por estas denuncias.
    Em Arapiraca, Ricardo Nezinho deve está com insônia…
    Quanto ao Calheiros – o filho – deve colocar na conta do seu pai a possibilidade de arrastar um “peso morto” pelo resto do seu governo.
    Ao que parece, temos uma “infecção”, o quadro é grave e não adianta antibióticos, é caso para amputação!

  • Pedro Antônio

    Quem deve é assim mesmo.

  • Indignado

    Se a operação CASMURROS emudeceu o secretário Luciano Barbosa imagine quando for deflagrada a GRAY’s ANATOMY da SESAU

  • Maria

    O silêncio diz muito mais do se costuma ouvir e muitas vezes é o que resta.Também é resposta,mas nem sempre é a melhor resposta,pois esse caminho silencioso pode se dividir em mil possibilidades. Aguardemos os próximos capítulos.

    • Antônio Carlos de Almeida Barbosa

      Comentário perfeito Maria. Quem não se manifesta sobre o que tem responsabilidade, como gestor, admite a culpa, a coparticipação, tem ligações com os envolvidos.

  • X9

    Se essa operação não se estender para a SESAU, não passa de perseguição, pq rolo é ali. Agora quando a empresa querida não ganha pegam carona onde a empresa ganhou. Tem dispensa por inexibilidade em materiais que vendem no Mercado Livre. E por aí vai. Fica a Dica: WEB WEB WEB. Med Med Med. MOROU?

  • Adalgisa

    E ele vai falar o que? Não é melhor ficar calado?

  • Carlos

    Um governo extremamente corrupto. Alguém poderia esperar menos de um filhote de Renan?
    Eu não carrego essa culpa. Eu nunca votei neles!