Ter oposição faz bem?

Creio que sim – e a qualquer grupo político ou governo.

A falta, por esses tempos, de uma oposição com algum peso e visibilidade ao governador Renan Filho, está evidentemente lhe fazendo mal.

Rui Palmeira hibernou, desde o ano passado, Collor não faz mais medo a ninguém e a Assembleia é – como foi para todos os demais governadores – uma casa de ‘amigos de infância’ do governador.

As reações iracundas de Filho, antes só manifestadas aos do seu entorno mais próximo, este ano têm chegado ao público de forma crescente.

Primeiramente, foram os chamados expurgos de janeiro, quando ele demitiu vários secretários – e comissionados – porque os deputados estaduais se negaram a apoiar o primeiro-tio Olavo Calheiros para a presidência da Assembleia.

Depois, até renomeou os afilhados dos parlamentares, sem deixar, no entanto, de marcar com tinta indelével a humilhação a que eles foram submetidos (voltaram porque quiseram).

Mais recentemente, houve o inaceitável episódio com o jornalista Arnaldo Ferreira, numa demonstração de que o governador não admite ser contrariado, talvez porque em Murici era assim.

Agora, nas redes sociais, a sua linguagem vai baixando o padrão, quem sabe para parecer moderno ou seguindo os ensinamentos da família Bolsonaro, que recebeu aulas de comunicação – ao modo – do guia espiritual Olavo de Carvalho.

Essas reações, puramente emocionais, de Renan Filho lembram muito o ex-governador Ronaldo Lessa nos seus piores dias.

(Lessa sabe hoje que perdeu muito com isso, apesar de carregar maior conteúdo intelectual.)

Renan Filho pode amadurecer mais cedo, desde que alguém tenha coragem de botar o “guizo no gato”.

Marcelo Victor dá lição de democracia e civilidade aos colegas
As armadilhas das promoções de gasolina nos postos de Maceió
  • Maricota

    Caro Ricardo, há tempos que me sinto morando num Estado absolutista. Aqui em Alagoas poucos, assim como vc, se metem com Renanzinho. A maioria dos jornalistas é conivente. Os empresários têm medo de perseguição. A maioria dos membros do MP e do Judiciário não estão sem aí, altos vencimentos, pouca aptidão para o cargo e uma penca de parentes com cargos comissionados. Ahhh para não esquecer que os maiores cargos no Estados e Municípios estão nas mãos dos parentes de membros do MP e do Judiciário. Um bando de político de carreira bunda mole. Concluindo: Estamos ferrados. Alagoas irá amargar muitos anos essa gestão de Renan Filho. Sergio Cabral parabenizou o ´Juiz Bretas, em audiência, pelo trabalho dele e do MP do RJ. Segundo Sergio Cabral, a maioria dos governadores faz exatamente o que ele fez, mas estão livres pq os poderes dos Estados não estão nem aí. Eu sempre digo e repito: Quem recebe para fiscalizar e não fiscaliza é muito pior do que quem rouba.

  • Há Lagoas

    O governador e seu séquito, vive alimentando seu ego cercado de bajuladores e com uma oposição desidratada.
    E entre aqueles que deveriam ao menos demonstrar algum interesse em barrar seus tentáculos, o fleumático Rui Palmeira é o que tem de pior. A esfinge do PSDB não demonstra nenhum tipo de ação, e ainda implode aquilo que poderia ser uma coalizão adversária de respeito.
    De qualquer forma, o soberba do governador o levará por gravidade ao precipício…

  • Zé indignado

    A assim o perigo vai mostrando a sua cara. O companheiro começa a agressividade com a companheira com palavras ásperas e depois os pontapés! O governador desnaturado acha que o poder é eterno e no entanto ele vai ver quando passar o cargo de governador o real valor e os frutos que ele vai colher. Murici foi seu projeto piloto e está fazendo o mesmo com Alagoas.

  • sertanejo cagota

    Uma coisa que não consigo entender, meu caro Ricardo, é o SINTEAL que prefere brigar com o governo federal mas não enfrenta o estadual… Alguém sabe pq?

  • Vieira

    A inanição deste governo já era esperada. Já seu ímpeto para atacar jornalista é apenas um voo de galinha, que não próxima eleição, perderá as já combalidas penas que traz no “cocuruto”!

  • Floripes Monique

    Exatamente, caro Ricardo!

    Contudo, quem tem coragem de fazer oposição a um estado que depende de Estado? Qual empresário ou funcionário público consegue se opor? Qual deputado quer perder a tal “boquinha”?

    Muito dif´ícil!

  • Cidadão

    Pronto, agora o que o mininim faz nas redes sociais é culpa do Bolsonaro????? Pelo amor de Deus nobre jornalista.

  • Vieira

    A inanição deste governo já era esperada. Já seu ímpeto para atacar jornalista é apenas um voo de galinha, que na próxima eleição, perderá as já combalidas penas que traz no “cocuruto”! Só assim ele saberá a diferença entre um careca culto e ele.

  • Pedro Antônio

    Cargos comissionados…

  • Fábio André Vieira Gaia

    Caro Ricardo , somos oposição em Murici e sentimos na pele o que é fazer oposição ao governo, judiciário , polícia , ministério público, tribunal de contas , nenhuma denúncia de Murici anda , mas continuaremos firme nos nossos princípios .

  • Maria

    As únicas pessoas que se enfurecem ao ouvir a verdade são as que vivem a mentira.O ego do governador vai levar ele longe…e vai deixar ele lá sozinho. O jogo ainda não acabou e o mesmo pode se surpreender.

  • Porfirio

    NÃO TEMOS LÍDERES.!!

  • JEu

    A arrogância e a megalomania tem sido um dos maiores entraves à paz e ao progresso por essas bandas caetés… cada clã que se “apossa” do eleitorado de uma determinada “região” no Estado tem se revelado capaz das maiores “torturas” morais, financeiras e psicológicas para o povo que lhe sofre as injustas “agressões” politiqueiras (e em um caso ou outro, algo mais grave acontece)… já o disse aqui, e repito, alguma fiscalização precisa ser feita sobre as condições em que foram executadas as licitações, obras e “contratos e aditivos” para as tais “construções” de novos hospitais e estradas no ano eleitoreiro de 2018… e fica a minha pergunta: será que vão deixar para o final do século 21?!!!

  • Carlos

    Cadê o governador autoritário defendendo o povo dos bairros do Pinheiro, Bebedouro e Mutangem. Vai lá senhor desnaturado mostrar o seu valor!

  • Pobre Alagoas!

    A ausência de oposição torna um governo fraco.
    A oposição é saudável, necessária e indispensável.
    Só em Alagoas ´e que todos os deputados identificam sempre que o Governador é o último gênio da raça humana, independentemente de quem esteja no Palácio dos Martírios.
    Pobre Alagoas!