Os senadores Renan Calheiros e Rodrigo Cunha têm se deparado com encontros e desencontros em temas de destaque na vida política brasileira.

O tucano, novato no Senado Federal, busca conhecer o funcionamento do Congresso Nacional e já tem manifestado opiniões sobre polêmicas como a indicação de Eduardo Bolsonaro para a embaixada do Brasil em Washington e defende o veto total ao texto da Lei de Abuso de Autoridade.

Por outro lado, defende a chamada CPI da Lava Toga.

Calheiros, que inicia – ao que parece – uma nova amizade infância com Davi Alcolumbre, também já se manifestou contrário à indicação do 03 para o importo posto de embaixador nos EUA, mas é um dos “pais” da Lei de Abuso de Autoridade.

A CPI da Lava Toga?

O emedebista é radicalmente contra.

E Collor?

Pois é: e Collor?

Davi Davino quer lugar de Marcelo Palmeira na disputa pela prefeitura de Maceió
Lei de Abuso de Autoridade opõe Renan Filho a Alfredo Gaspar