O ex-prefeito de Maceió, Corintho Campelo da Paz, disse ao blog – por telefone – que pleiteia, sim, a condição de candidato do PDT a prefeito de Maceió.

Ele explicou que não há uma disputa com Ronaldo Lessa, presidente do partido trabalhista em Alagoas, mas que há um acordo entre os dois para que a decisão sobre a candidatura ao lugar de Rui Palmeira só seja definida em janeiro do próximo ano:

– A ideia é fazer uma pesquisa para ver quem tem maior apoio popular. Por enquanto, nós estamos trabalhando um programa amplo, com especialistas em várias áreas, que o PDT vai apresentar ao maceioense.

E o partido?

– Eu já tenho. Sou um dos primeiros filiados do PDT em Alagoas, logo que ele nasceu pelas mãos de Leonel Brizola. Sou fundador da legenda aqui no estado. Aliás, o PDT é o único partido a que eu me filiei em toda a minha vida política.

Lembrando que Corintho foi prefeito de Maceió no início da década de 1980 – escolhido indiretamente -, “mas sem partido”, faz questão de afirmar.

O Estádio Rei Pelé a lição de sabedoria do arquiteto de Brasília
As duas vezes em que a secretária Cláudia Petuba virou destaque na mídia
  • JEu

    Creio que a diferença de votos entre os dois é muito pequena… isso porque, se fosse hoje, a votação seria pífia… não dá para enfrentar qualquer outro candidato… seria preferível aos dois fazer como faz o Ciço Almeida: tentar uma cadeira de vereador, para tentar não ficar sem nada… pois é o que pode, ainda, acontecer ao próprio Ciço… ou seja, é fim de carreira para todos eles… a vantagem maior a favor de Corintho Campelo é que, na época, nada de mais grave ficou registrado em sua administração, porém pesa contra o mesmo sua idade bastante avançada… creio que vão surgir muitos memes interessantes sobre a “quarta idade”…

  • Carlos

    Vejo como uma opção Corintho e no entanto os nomes novos não me entusiasma. Ronaldo Lessa outro bom nome apesar da vaidade de sua trajetória política boa prefeito e governador foi engolido pela vaidade e achar que ia carregar o diário oficial pra casa e continuar com a legião de ” amigos”