As consequências vieram velozmente, como sempre acontecem nesses casos: a empresa Cotrim e Amaral Engenharia de Avaliações e Perícias Judiciais suspendeu os serviços de avaliações dos imóveis dos bairros Pinheiro, Mutange e Bebedouro.

A conclusão certeira da Defensoria e do MPE: isso aconteceu por causa da decisão do STJ suspendendo, na última sexta-feira, o bloqueio de R$ 3,7 bilhões da Braskem, determinado pelo presidente do TJ, desembargador Tutmés Airan.

É uma pancada e tanto numa comunidade que vê a esperança escapando pelos dedos.

A avaliação dos imóveis estava sendo feito por determinação do Tribunal de Justiça, na expectativa de que os recursos bloqueados poderiam ser utilizados nas indenizações – apesar das esperadas contestações da empresa.

Ainda assim, a Defensoria Pública e o Ministério Público vão tentam reverter a decisão monocrática do presidente do STF, ministro João Otávio Noronha.

É o que afirmam em nota conjunta.

A sina das secretarias do governo Renan Filho que não existem de fato
Aditamento feito a pedido de Renan leva CNMP a adiar julgamento de Dallagnol
  • José Carlos

    Estranho é o fato que uma empresa sozinha ser escolhida, sem licitação nem consulta ao CREA, para avaliar milhares de imoveis em um contrato feito sem licitação nem mesmo cotação de preços. Ressalto que no mercado local existem mais de 30 empresas que também fazem avaliações de imoveis, para os bancos federais inclusive, e nenhuma foi consultada. Pode verificar nobre jornalista.

  • JEu

    E o lado mais fraco, o povo, o cidadão, poderá, mais uma vez, ficar com o prejuízo… se alguém perder a esperança e cometer um ato desesperado, a responsabilidade pelo ato funesto vai cair, também, e com grande peso, na consciência do malsinado ministro do STJ… afinal, também existe o “dolo indireto”, ou seja, se assume o risco de produzir um resultado, mesmo que não desejado, mas que se sabe que pode acontecer… eis aí mais uma decisão para se lamentar… pobre Alagoas, miserável povo…

  • ANTONIO MARTINS

    Mais uma vez se ajoelham diante dos mais poderosos.

  • Luiz

    Caro Ricardo.
    Se a empresa suspendeu as avaliações por força de um desbloqueio do STJ, cabe ao Presidente do TJ/AL. Tutmés Airan nomear outra empresa para dar continuidade ao serviço, o mercado está aberto, quem não quer trabalhar, fecha a empresa e vai deitar numa rede. O mercado é competitivo, as empresas com serviço de péssima qualidade tem que estar fora do mercado. Simples assim, Alôôô Desembargador Tutmés, olha a bola quicando!!!! Nomeia outra empresa!!!!

    • Alvinegro

      O colega só esqueceu de um simples detalhe: seja essa, seja outra empresa, com os recursos bloqueados, como irão receber pelo trabalho feito?
      Complicado trabalhar de graça né?

  • Adriano

    Em quanto essa aberracao chamda de braskem estava na atividade perfurando nosso solo estava tudo certo para os orgaos que hoje proibe qualquer coisa em .tipo essa sopa de letrinha stj.

  • DIVANILTON

    isso tudo que estar acontecendo no bairro do pinheiro,bebedouro e mutange e uma manobra de tirar e matar aos poucos o povo desses bairros. eu acredito que os tres bairros daria mais ou menos 40.000 moradores.Esse jogo da justiça junto com prefeitura e governo esta rolando muito dinheiro,eu decidir voltar pra minha casa essa semana vou tentar tapar as rachaduras e voltar,Vamos todos voltar pra suas casas.

  • rotary

    No Judiciário é assim, decisões inexplicáveis ou INCONFESSÁVEIS.

  • Carlos

    Era o que todos esperavam a constituição foi feita dos grandes para os grandes e a justiça sempre se rendem ao poder econômico e no entanto o sofrimento dos moradores vai continuar por muito anos. Só uma decisão politica e para que isso ocorra na minha humilde o governador Renan Filho, deve sair de sua zona de conforto e liderar sem cores partidárias com toda bancada estadual e federal um movimento nacional que Maceió, não pode afundar e enterrar os moradores vivos dos bairros atingidos. Senhor governador mostre que tem aquilo e deixe de só querer comer filé e fugir das carnes de pescoço é uma tema difícil e senhor é a maior autoridade politica do estado o seu silêncio com temas polêmicos já está colocando o senhor como omisso ou melhor covarde.