Nos próximos dias, Silvio Bulhões Azevedo assumirá mesmo a titularidade da Secretaria de Agricultura (a informação foi confirmada ao blog ontem por um assessor do Palácio).

Ele está respondendo pela pasta desde a saída de Ronaldo Lessa.

O padrinho de Bulhões é outro Bulhões – o deputado federal Isnaldo Bulhões, finalmente contemplado com uma secretaria (como praticamente todos os demais governistas da bancada federal), de quem é parente.

O “futuro” secretário de Agricultura é atualmente superintendente de Irrigação da própria Seagri e é considerado um bom técnico.

O problema é que a pasta está dividida em vários pedaços, comandados por grupos políticos distintos.

.

PSDB pode expulsar Tereza Nelma por votar contra a PEC da Previdência
Maceió pode ter dois candidatos a prefeito com apoio de Bolsonaro
  • Carlos

    Não se pode negar que foi um ascensão de assessoria de menino de recados! Para secretário de menino de recados!

  • Idosamente MONGE no Sertão: busca SUS sem úi nem Ái!

    Ôi, Ricardo … em St’Ana já se comemor’OVO q sai p ½ meio da galinha … rsRs [02jul19]
    https://www.alagoasnanet.com.br/v3/santanense-e-nomeado-para-pasta-da-agricultura-do-governo-de-alagoas
    Agora se sabe … ‘que a pasta está dividida em vários pedaços’ … [Ricardo MOTA acima de tudo]
    E haja ALGODÃO entre cristais, apois se pisar nos OVOS o dono do saco pareado te morde acima de todXs, Úi!

  • Há Lagoas

    Técnico e político “amasiado”, será que dá certo?
    Não coloco em xeque a competência de Silvio Bulhões Azevedo, mas seu sobrenome e o “auxílio” de seu parente nesta empreitada…
    Um viva a República das Bananas e seu modus operandi de governar.

  • JEu

    Vou dizer a mesma coisa que disse quando da nomeação de Lessa: se não for capaz de atender aos anseios e necessidades dos produtores familiares, principalmente do agreste e sertão, com sementes, irrigação, assistência técnico-agrícola e linha de crédito com juros compatíveis com a produção dos pequenos, então não fará nada e será, igual ao outro a que sucedeu, um zero à esquerda (o pior dos cenários… sempre à esquerda) e sairá de lá do jeito que entrou: como um notório desconhecido que tem “costas largas” na politicagem… e só…